Acessos em Êxtase !

sábado, 25 de março de 2017

Uma safadinha só minha.


Olá pessoal...
  Eu sou iniciante no ramo da escrita mas nunca relatei aventura nenhuma minha mas depois de conhecer uma amiga que escreve contos resolvi contar esta aventura que me aconteceu recentemente.
Sempre tive namorada fixa não gosto de ficar galinhando mas em compensação nunca fui muito de trair, sou assim ou fico com a menina ou parto para outra. Como estou noivo vou ficando só entre um e outro momento gostoso de muito sexo com minha noiva que de santa não tem nada é bem safada e me deixa feliz quando goza muito com meu cacete encravado em sua xoxota deliciosa. E por ai vamos vivendo e aprendendo.

 Meu nome é Jorge, tenho 28 anos e vou contar uma história real a vocês, já faz 4 anos que aconteceu.
Mas está guardado muito bem na minha memória.
Um dia eu estava na porta de casa com uns amigos bebendo por volta das 22:00 numa noite de sábado, quando eu vi a empregada da vizinha, saindo só de baby do ela foi colocar algo na lixeira. Acho que ela estava dormindo e lembrou-se de colocar umas caixas na lixeira então como era um pouco tarde foi como estava vestida com a roupa de dormi.
 Ela trabalhava ali na casa ao lado da minha, ah Luiza é o nome dela tinha uns 23 anos uma morena de 1,70 m de altura corpão pernas grossas bunda grande e seios médios. Ela percebeu que eu e meus amigos a vimos e ficamos de olhos vidrados em suas coxas grossas.

Foi ai que ela sentou-se na porta e ficou vendo seu celular. Como estava um calor infernal era natural as pessoas ficarem sentadas na porta de casa até mais tarde nossa rua era muito calma e tranquila.
Passado um certo tempo eu já cansado me despedi dos amigos e entrei em casa. No dia seguinte íamos pedalar bem cedo.
Acordei cedo me vesti tomei meu dejejum peguei minha bicicleta e sai.
Só voltei quase meio dia.

Quando estou passando por uma praça perto de casa avisto a empregada da minha vizinha conversando com outra pessoa na praça. Parei na praça e fiquei fazendo reflexão pois e bom para relaxar os músculos depois de atividades física. Depois me sentei em um banco e fiquei ouvindo músicas no celular.
Foi ai que a empregada da vizinha me viu me cumprimentou sentou-se no banco ao meu lado e começamos a conversar.
Foi uma troca de informações entre nós. Então nos apresentamos formalmente. Foi ai que ela disse que já ia embora eu também disse que já estava indo então começamos andar em direção a nossas casas. Eu empurrando minha bicicleta.
Foi quando soube que os patrões estão viajando para o exterior.

-Hum que bom não é?
-E sim, mas é ruim ficar sozinha em casa sem ter ninguém para conversar.
Olha Luiza se precisar de algo pode me chamar estou de licença a única vantagem que funcionário público tem é esta.
Tudo bem Jorge como hoje é domingo vou aproveitar e ficar assistindo uns filmes, você gosta de filmes?
-Adoro Luiza posso ver com você eu perguntei?
-Olha poder pode mas precisa se comportar eu gosto muito de filmes sensuais e alguns deles mexem com a imaginação.
-Prometo ser um bom menino, que horas pode ser?
-Olha umas 15 horas está bom é o tempo que ajeito algo para poder comermos vendo filmes.
-Hum delicia vou as 15 em ponto...

-Ok Jorge te aguardo.
E saímos cada qual pra sua casa. Tomei um banho aproveitei fiz um limpeza deixando meus pelos aparados, vesti uma bermuda com uma camisa de listas calcei um chinelo mesmo afinal era logo ao lado. Bem perfumado e banhado fui em direção a casa da minha vizinha, estava ansioso até camisinhas coloquei na carteira.
Bati na porta logo Luiza surgiu linda vestida com um vestido preto tomara que cai mostrando suas pernas bem torneadas, um pitéu de mulher.
Ela me convidou pra entrar pois já ia passar um filme, entrei passando bem junto dela parecia que estava com frio pois percebi os bicos de seus seios eriçados.

Sentei no sofá e puxamos conversar enquanto passava um filme ela trouxe alguns petiscos e suco, logo ela sentou-se no meu lado eu sem avisar segurei em sua mão e puxei-a ao meu encontro e começamos a nos beijar. Ela tentou se esquivar mas eu fui firme na investida e beijava deixando entregue aos meus carinhos, depois parei um pouco apenas segurava em sua mão quando eu comecei a falar dizendo que desde que a vi sempre a desejei. Luiza disse que já tinha percebido mas como trabalhava perto quis evitar aproximação. Abracei com força insinuando que queria algo mais do que beijos e abraços.
Foi assim que ela disse que ainda era cedo para ter uma intimidade maior, claro que não aceitei disse que morávamos perto e ela bem sabia que sou um cara responsável e solteiro.
-Eu sei Jorge mas tenho medo!

-Medo de que Luiza estamos só nós dois somos adultos e maiores que mal há em ter um pouco de intimidade?
-Ela relutante foi deixando eu seguir com a conversa sempre abraçando foi aí que comecei a beijar e apertar seus ombros logo estava mamando seus seios, seu vestido eu tirei que ela nem percebeu como.
Foi assim que fui tirando minhas roupas, ela levantou certificou que a porta estava fechada e me levou até seu quarto.
-Uau que cama espaçosa eu falei. Deitei ela então fui por cima beijando seu corpo ela retribuindo os carinho e logo sua boca foi descendo pela minha barriga e eu nela, a intimidade de ambos era algo fenomenal quando me dei conta estávamos em um sessenta e nove delicioso.

Quando Luiza abocanhou meu cacete e começou a me pagar um boquete quase gozo, meu cacete parecia um porrete de tão teso. Ela sabia mamar muito gostoso sua língua ia até meus culhões. Sua xoxota ensopada me deixava louco subia e descia a língua eu chegava até apertar entre os lábios seu grelo durinho, uma potranca de gostosa.
Foi assim que ficamos por vários minutos até que ela começou a gemer pedindo para eu comer ela que já não estava aguentando. Fiquei encostado na cama ela veio se enganchou no meu cacete com a xoxota ensopada que escorregou macio ai ficou rebolando subindo e descendo por alguns minutos logo começou a gozar alucinadamente gemendo alto que cravou as unhas nas minhas costas que quase sangra.

Quanto mais ela gozava mais gemia, ai aproveitei cada segundo estocando com força sentindo o calor de seu corpo.
Ai esperei seu corpo se aquietar eu só dentro dela ai conversamos ela disse que fazia mais de 2 meses que não fazia sexo, foi quando terminou com o namorado eu não dei trégua coloquei Luiza de 4 fiquei vendo sua bunda lisa e tesuda dei alguns tapas de leves e fui me encaixando entre suas coxas. Dei uma pausa ela me chupou um pouco colocou a camisinha dizendo que tem medo de uma gravidez indesejada entre outras coisas e voltou a ficar de 4.
Aí meus amigos eu fui com muita sede ao pote comecei a fuder com vontade, ela gemia, gritava pedindo que metesse com força fiquei por mais de meia hora socando sem parar.

Até que ela pediu para cavalgar de novo pois segundo ela disse sente muito tesão como se estivesse me dominando.
Delicia ver ela quicando, no meu cacete e seus seios balançando ora eu mamava ora eu apertava com as mãos causando verdadeiros momentos de êxtase.
O tesão se apossou de mim e eu explodi em um gozo intenso, parecia um garanhão com uma potranca, ela rebolou mais alguns segundos e gozou quase simultaneamente. Ai foi esquecido os filmes dormimos e a madrugada chegou e transamos de novo, o dia amanheceu acordei e me dei conta de onde estava transamos mais uma vez tomei banho e fui embora só fui ver Luiza no dia seguinte.

De uma vez vieram outras as oportunidades surgiam e transávamos sempre, até que precisei me ausentar e Luiza não soube me esperar voltou para o ex-namorado e agora vez ou outra vamos até um motel.
Safada me confessou que sexo bom era comigo, mas com o namorado tinha o apoio financeiro e ele queria casar.
Caracas quem entende estas mulheres, depois ainda nos encontramos mais algumas vezes, um certo dia ela me ligou dizendo que estava gravida que ia morar na cidade Natal do namorado.

Assim ela partiu e eu nunca mais a tinha visto até há uns 2 meses atrás, que encontrei-a no shopping levei maior susto estava com seu marido e um belo de um guri que pode ser que seja impressão, mas que é minha cara eu não vou negar.
Agora pronto o corno assumiu eu nada posso fazer.
Mas irei saber desta história pois ela me passou seu telefone sem o marido ver quem sabe ainda podemos curtir um pouco mais afinal a potranca e gostosa vale correr todos os riscos possíveis. Depois volto para contar.


Docecomomel(hgata)
Feira de Santana, 25 de março 2017.
Bahia:Brasil.
Instagram :docecomomel2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)