.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 7 de março de 2017

Ela pediu comida eu dei Sexo!




Olá pessoal essa história que eu vou contar hoje para vocês aconteceu há pouco mais de 5 anos eu nunca contei a ninguém antes.
Mas eu decidi relatar agora espero que vocês gostem. Tudo aconteceu quando certa vez eu estava sozinho em minha casa. Eu fazia quase um mês que eu não transava estava um pouco desiludido pois terminei recentemente com a namorada. Estava me aliviando na punheta mesmo.
Estava em casa vendo filme pornô no maior tesão, quando de repente ouço alguém batendo no portão. Com raiva por ter sido interrompido quase na hora que ia começar a me masturbar vou ver quem era, estava vestido com short folgado que não percebia que meu cacete estava teso igual um porrete. Quando cheguei no portão vi que era uma moça pedinte, não era uma mendiga suja, era apenas uma pessoa precisando de ajuda.

Perguntou se poderia ajudar pois seus pais morreram e ela estava sem conseguir trabalhar.
Poderia ser qualquer coisa para alimentar-se.
Mandei esperar e fui até a geladeira, coloquei em um recipiente e entreguei a ela. Ela sentou-se embaixo de uma arvore que fica em frente à minha casa e comeu a comida que dei avidamente.
Voltei a ver meu filme pensando agora que me acabo na punheta, em instantes outra vez alguém chamando no portão.
Eu esbravejei droga não me deixam em Paz.
Sai sem me preocupar em ocultar que eu estava excitado quando abro o portão é a mesma pedinte.
Perguntei o que é agora?
Você não tem roupas velhas para me dar?
Roupas eu tenho mas são de homem, ela sem me olhar me responde, serve as camisas eu uso moço, tudo que nos é dado serve.
Falei olha só dou as roupas se você vestir e eu ver se ficaram boas.
-Mas eu estou suja andei muito hoje estou suada.
Não tem problema você pode tomar banho.

Banho aqui? Sim no quintal tem um chuveiro, pode tomar banho te dou sabonete e toalha.
Eu parecia que estava ficando doido pois comecei a imaginar como seria aquela moça morena limpa com roupas novas e seus seios durinho deve ser bem gostoso de mamar, era estes meu pensamento. Ela ficou indecisa alguns minutos mas depois aceitou.
Entrei peguei toalha e sabonete e umas peças de roupas e dei a ela. Mostrei onde era o chuveiro e entrei em casa.
Mas fiquei olhando pela janela ela tomando banho ela não conseguia me ver.
E foi aí a partir desse momento que fiquei com mais tesão, ela tirando suas roupas pude perceber que por baixo daqueles mulambos tinha uma bela moça com corpo bonito e gostoso.
Enlouqueci de tesão vendo-a tomar banho, botei meu cacete pra fora da bermuda e ali na cozinha mesmo me masturbei gozei horrores.
Acho que ela ouviu algum dos meu s gemidos porque quando veio já vestida em direção ao portão me olhava com um sorriso no canto da boca.
Foi ai que eu falei estas roupas que lhe dei pode ficar, mas se quiser outras terá um preço a pagar!
-Não tenho dinheiro moço!

-Eu sei eu não falei de dinheiro, digo algo que pode ser bom pra você e pra mim também?
-Não são roupas minhas são da minha irmã que casou e deixou muita coisa dela aqui!
-ah moço eu adoraria vestir roupas de mulher, o que senhor quer que eu faça?
Farei tudo que o senhor quiser?
Bem se você prometer não contar nada a ninguém eu te darei boas roupas e ainda algum dinheiro!
Promete?
Claro que prometo.
Ai chamei para ela entrar e ficar me esperando na sala, fui até um quarto e trouxe uma sacola enorme de roupas, ela sorriu alegre.
Vou vestir agora está blusa, falou com uma blusa estampada na mão.
Aqui você vai vestir?
-Sim o que tem vi você me olhando tomar banho até se aliviou, moço nas ruas aprendemos muitas coisas, somos obrigadas a aprender.

Eu apesar de ter ficado envergonhado comecei a prestar mais atenção naquela garota e vi que ela tinha suas qualidades, era apenas maltratada pela vida que levava.
Aquela garota que era morena de pele clara, cabelos lisos e escuros porém maltratados, seios pequenos e ela tinha um rosto bonito suave parecia uma mocinha, mais bem vivida.
Eu a olhava com atenção percebendo sua expressão de sofrimento afinal e uma pedinte. Depois eu fui até a cozinha e voltei imediatamente, ela perguntou o que eu queria em troca das roupas?
Eu olhei em seus olhos e disse Sexo, quero sexo aceita? Não vou te obrigar a nada quero se você quiser também.
Ela me olhou e respondeu eu também quero mas preciso fazer minha higiene pessoal.
Indiquei o meu banheiro dizendo que no armário tinha tudo que ela precisava.
Ela saiu em direção ao banheiro rebolando.
Eu fui até o quarto separei camisinhas e gel lubrificante e voltei para sala para aguarda-la sair do banheiro.

Fiquei perto da porta que ela havia deixado encostada, empurrei lentamente sem fazer barulho e vi, realmente era muito gostosa com um rabo perfeito, suas coxas grossas e lisas, a pepeca estava enxadinha lisinha pois ela havia se depilado.
Logo ela saiu do banheiro com os cabelos molhados, enrolada em uma toalha, o colo dos seus seios lindos. Levei até a cozinha comemos um lanche e com uma das mão segurei em seu braço puxando-a a meu encontro.
O cheiro de shampoo era suave, ai perguntei se poderia lhe dá um beijo?
Ela disse que poderia dá até dois, sorrimos e eu a abracei, meu cacete foi ficando teso ela sentia pois estava encostada a mim. Estava louco querendo fuder gostoso ai fui beijando ela apertando sua bunda ela começou a corresponder os carinhos tirei minha bermuda joguei sua toalha no chão e comecei a mordiscar seus peitos, tesudos pequenos com os bicos eriçados uma delícia. Fomos para meu quarto fui logo levando ela até a cama deixando-a sentada e eu fiquei em pé na sua frente oferecendo meu cacete para que pudesse chupar.

Sua boca de início tímida começou a me chupar bem devagar, sentia sua língua percorrendo meu cacete por inteiro logo ela enfiava todo na sua boca. Então fui levando ela até ficar deitada na cama ai como um passe de mágica começamos fazer um 69 maravilhoso. Sua xoxotinha soltava um melzinho delicioso com cheiro adocicado, lambi e chupei sua xoxota como um louco até sentir seu primeiro gozo.

O tesão foi tão intenso que quase gozo também, mas tirei o cacete de sua boca para amenizar o tesão. Ai mudamos de posição coloquei suas pernas entrelaçadas na minha cintura, botei uma camisinha e fui metendo aos poucos em sua xoxota apertadinha, quando me dei conta já estava com cacete todo atochado  começamos um vai e vem gostoso e íamos mudando de posição que nem percebia como agíamos com tanta facilidade, em um minuto estava de  quatro (4) logo ela estava quicando em meu cacete  o tesão intenso eu louco para gozar,mas querendo aproveitar o máximo daquele momento maravilhoso até que senti ela estremecendo novamente e com um gemido rouco gozar.
 Depois de passar alguns minutos após a foda maravilhosa eu só fazendo carinho sentindo meu cacete vibrando em sua xoxota meladinha recomeçamos novamente e ela ficou de quatro (4) novamente eu vendo seu rabo todo exposto na minha frente passei as pontas dos dedos senti ela estremecer e piscar, ai tirei meu cacete de dentro  da xoxota dela me afastei  um pouco e dei uma passada de língua naquele rabo e pedir para come-lo, ela disse que não  eu ainda tentei convence-la mas ela disse categoricamente que hoje não.

Então eu disse então onde você quer receber meu leite, ela sorriu e começou a me chupar e a cada chupada eu via estrelas ai ela ficou de joelho na cama eu fui metendo em sua boca como se tivesse comendo uma xoxota deliciosa até que sem aguentar mais explodi em sua boca, ela levou um susto na primeira leitada mas logo se recuperou e foi sugando gota por gota.
A pedinte que se chamava Tatiane ficou uma frequentadora assídua de minha casa e em finais de semana chegava sexta só ia embora na segunda de manhã e acabamos nos envolvendo emocionalmente ajudei a tirar seus documentos ela conseguiu trabalho de faxinas saiu das ruas alugou um pequeno quarto e somos amantes, estou pensando seriamente em trazer ela para morar comigo afinal ela tem tudo que qualquer homem precisa, bonita inteligente sabe cozinhar é muito gostosa e carinhosa.

Morou nas ruas por falta de apoio familiar com a perda de seus pais quando era ainda menor de idade. E nunca usou drogas.
Até já esqueci da minha ex-namorada com Tatiane como amante eu vou lembrar de mais alguém? Pois é..Me poupem de saudosismo barato.

Docecomomel (hgata)

Instagram:docecomomel2011
Feira de Santana,07 de março de 2017.
Bahia :brasil.



2 comentários:

  1. Adorei muito bom gata uma pedinte assim nao aparece na minha porta.kkk ia fode-la muitocom certeza.bjs marcela...

    ResponderExcluir
  2. Tezuda essa gata ummm td de bom seu conto adorei como sempre.

    ResponderExcluir

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts