Acessos em Êxtase !

sábado, 18 de março de 2017

Dormindo com a madrinha!




Oi pessoal eu sou um jovem de Salvador sou moreno ainda estudo mas eu vou relatar o que me aconteceu quando eu ainda não tinha 18 anos. Tenho 178 de altura e peso 65 kg.
 Eu apesar de ainda ser novo já tinha uma tara por mulheres e em especial pela minha madrinha.
Em primeiro lugar pela forma que ela sempre se vestia, parecia uma puta com saias curtas mostrando quase as pernas todas.
E agia em minha presença como se eu nem fosse um homem. Me deixava louco de tesão batia altas punhetas pensando nela e em suas coxas grossas. Ainda mais que tinha os seios grande eu pensava em mamar sempre, mas como ela era minha madrinha eu ficava na retaguarda.
Eu ouvia a irmã dela conversando com minha mãe sobre a minha madrinha fingia que não estava prestando atenção na conversa, mas sempre conseguia captar então eu fiquei sabendo que ela dava muito chifre no marido corno dela.
-Aí pensei se já tinha costume de pular a cerca qualquer momento eu dou o bote, eu digo minha madrinha mas na verdade ainda não me batizou.
Então outro dia ela esteve na minha casa e perguntou se eu não poderia ficar alguns dias na casa dela fazendo companhia pois o marido ia fazer uma viagem por conta da empresa e ficaria fora uma semana. Como sempre tem assaltos onde ela mora estava com medo de ficar só.
Eu aceitei afinal estava de férias mesmo, mas quando eu cheguei na casa dela fui recebido muito bem, me tratava a pão de ló.
Excepcionalmente naquela sexta –feira fui no cinema com alguns colegas do colégio e quando voltei minha madrinha estava na sala toda arrumada, o perfume se sentia de longe.
Quando ela me viu deu um sorriso foi ai que começamos a conversar ela me perguntou sobre a namorada se tinha beijado muito naquela tarde.
Eu disse a ela que não tinha namorada, que tinha saído com os colegas do colégio.
-Ah sei então não tem ninguém? Não dá para acreditar Gabriel um rapaz tão bonito como você sem namorada.
-Pois é verdade minha madrinha!
Ai fizemos um lanche e ficamos vendo televisão o tempo ia passando e ia ficando tarde, ai começou passar um filme bem sexy.
Ela sentada na poltrona só me olhando eu procurava mudar os pensamentos para não me denunciar mas estava a ponto de explodir. Foi assim que ela foi para seu quarto e passou por mim andando toda provocante.
- Eu fiquei vendo televisão mais um pouco ai deitei no sofá, o tempo mudou para chover o ar ficou abafado, calor insuportável, não tinha ventilador não estava conseguindo dormir. Foi ai que minha madrinha levantou-se para ir ao banheiro e quando passou pela sala me viu todo suado.
Falou bem assim Gabriel porque você não vem dormi no meu quarto o ar condicionado está ligado senão você passa a noite em claro.
Eu aceitei mas eu pensei que iria dormi em algum colchão no chão, mas não ela mandou eu deitar na cama de casal que era enorme e bem macia.
Dei boa noite a ela e cai no sono, estava cansado mesmo, mas de madrugada acordei
Depois de algumas horas estranhei a cama, estava sonolento sem saber ao certo onde estava foi ai que olhei ao redor e me dei conta onde estava.
Acordei o costume de dormi em casa ao virar para o lado da minha madrinha eu vejo que ela estava descoberta mostrando suas coxas grossas e parte da bunda onde se via uma calcinha vermelha enfiada na regada.
Meu coração disparou vendo aquela cena linda, uma mulher tipo potranca toda arreganhada bem pertinho de mim era uma tentação.
Foi ai que vi que ela dormia feito pedra, apoiei meu braço nela e me encostei de leve sem querer despertar.
Ela ficou colada no meu corpo. Sentia sua respiração tranquila dormindo.
-Pensei é agora ou nunca. Coloquei uma das mão no seio dela, ela nem se mexeu, Ai lentamente sem querer desperta-la me encaixei em sua bunda, meu cacete parecia um porrete. Eu encostado na bunda dela foi ai que afastei a calcinha, meu cacete ficou apoiado entre os grande lábios, fui forçando e parando até que senti que meu cacete estava todo atochado em sua xoxota meladinha.
Eu tinha medo dela acordar, mas ao mesmo tempo pensava que ela estava fingindo dormi. Silenciosamente forçava meu cacete em suas entranhas, ela ressonava, mas percebia seu corpo arrepiar e estremecer. Foi ai que ela virou-se ficando de bunda pra cima.
Me ajeitei e meti o cacete dentro dela. E fiquei por mais de 15 minutos só fundendo a vadia tesuda, sabia que ela fingia dormi.
Tentei mudar de posição mas ela fingia dormi como quem não tem cachorro caça com gato me contentei em comer ela por trás socava sem dó nem piedade até explodir em um gozo intenso, senti seu corpo entrar em convulsão.
Quando eu já ia tirando meu cacete meio bamba de dentro dela, ela me segura pela mão e diz.
-Gabriel já que começou termine, sorri para ela pois tinha certeza de seu fingimento em está dormindo, amanhecemos transando e assim foi a semana mais agitada que tive na vida. Acordava e dormia transando só fui para casa um dia antes de saber que o marido dela estava voltando.
Agora além de ser minha madrinha é também minha amante, tenho passado muito bem com ela volta e meia só basta o corno sair para trabalhar e eu estou lá abastecendo ela de leite.
Boa de fuder adora todas posições e não e cheia de não me toques quando começa a chupar só para depois do leite derramado e bebe tudo.
Minha madrinha é mulher que todo homem deseja, bonita gostosa e safada.
Depois volto para contar como foi nosso primeiro anal, pois esqueci de detalhar que meu cacete tem 22 cm acredito que comparado aos 17 do corno não fico deixando nada a desejar.
Estou certo ou não??

Docecomomel(hgata)
Instagram:docecomomel2011
Feira de Santana.18 de março de 2017.
Bahia Brasil.

Um comentário:

  1. Gostoso conto marcela tezudo.gueria uma madrinha assim pra fuder uma noite inteirinha com direito a anal e td mais .ia fuder muito de tds posicoes e com direito aleitinho na boguinha.bjs amore.

    ResponderExcluir

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)