.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sábado, 3 de setembro de 2016

Minha sogra...Minha puta!







Bom o meu relato foi algo que aconteceu sem planejamento.

Quando eu me casei eu e minha mulher foi morar um tempo na casa da minha sogra.

Minha sogra era uma coroa muito enxuta, divorciada, metida a gatinha sempre vestia roupas curtas e joviais. Eu sempre que a via com roupas exuberantes morria de tesão por ela, digo sinceramente bati muitas punhetas pensando nela.

Teve um dia bem tarde da noite que eu fui tomar agua na cozinha e ao passar na frente do quarto da minha sogra a porta estava aberta e dava para ver minha sogra deitada de bruços com uma calcinha enfiada na regada, fiquei louco parado na porta só olhando e quando ela se mexeu e deu para ver que a calcinha vermelha estava úmida embaixo da xoxota meu cacete ficou igual uma estaca de duro.

Voltei para o meu quarto cheio de tesão e naquela noite fudi gostoso com minha esposa, mas pensava na mãe dela, gozei tanto e muito gostoso que minha esposa até falou que eu estava muito safado naquela noite.

No dia seguinte eu precisei ajustar a antena do quarto da minha sogra e não deixava de olhar pelo canto dos olhos as coxas que vez ou outra aparecia por baixo da saia, mas não saia da minha cabeça a visão maravilhosa que tive na noite anterior.

Com certeza ela estava com tesão e deve ter batido uma siririca e ter adormecido com a porta aberta, foi o que pensei, mas a verdade era outra. Enquanto eu ajeitava a tal antena ela disse que estava com calor e ia tomar um banho, pensei fudeu eu aqui ficar imaginando ela tão pertinho tomando banho, mas ela saiu entrou no banheiro e nem fechou a porta.

Terminei de ajeitar a antena e falei alto que já estava tudo certo que já ia embora, ela pediu que eu esperasse que tinha algo para me mostrar.

Fiquei sentado esperando-a meus olhos quase entram em orbita quando minha sogra sai enrolada na toalha.

Caracas por esta eu não esperava, ai ela veio chegou bem perto e passou a mão sobre meu cacete teso.

E ai Elias está guardando este tesão todo para quem?

-Respondi para sua filha e se você quiser tem para você também!

-Hum demorou entender que gosto de você e de sexo também?

-Mas eu sou casado, com sua filha não quero criar problemas com ela, pois a amo muito!

-Sim sei que é casado e ai? E castrado?

-Claro que não, mas...

-Nem mais nem menos bobo eu quero é sexo amor minha filha te dá, eu com cara de bobo fiquei quando ela deixou a toalha cair e me puxou-me abraçando me beijando.

Começamos um beijo louco logo a porta do quarto estava fechada e minha sogra caiu me chupando que parecia uma puta safada... Delicioso boquete melhor do que minha esposa para chupar. Sei que nem deveria comparar, mas sou safado mesmo não posso negar.

Eu mexia os quadris socando com leveza, ela chupava meu cacete todo e ainda tirava-o da boca deixando a saliva escorrer e ia lambendo até o saco. Uma delica minha sogra boqueteira.

Enfiei a mão em sua xoxota que era bem cheinha lisinha, um pitéu de gostosa, meus dedos saiam lambuzados de seu delicioso néctar. Logo eu me abaixei entre suas coxas grossas e dei uma chupada na xoxota que parecia um vulcão pra explodir de tão quente, metia a língua querendo percorrer cada cm de sua xoxota.

O tempo era curto tanto eu como ela sabia que logo a filha dela ia chegar, então apoie ela na cama e comecei a meter gostoso, só era ouvido o barulho dos estalos de nossos corpos ecoarem pelo quarto. Soquei até a sentir gozando, dedilhava seu clitóris, até meus dedos ensoparem com seu gozo sem deixar de meter bem forte, ai vi que a respiração dela se acalmava acelerei dando estocadas fortes segurando e apalpando sua deliciosa bunda até não conseguir segurar mais o tesão que estava sentindo e explodi em gozo.

O proibido me atrai causando maior êxtase.

Enchi a xoxota dela de leite. A safada gemia parecendo que estava urrando.

Terminei pequei minhas roupas e fui tomar um banho, antes de terminar meu banho minha esposa chegou do trabalho.

Ai ficou uma rotina em meus dias... Ter uma amante dentro da própria casa ainda mais sendo minha sogra.

Teve um dia que acordei depois de ter fudido muito com minha esposa, eu fui até cozinha comer algo, meu cacete ainda estava bambo. Quando passei na porta do quarto da sogra a luz estava acesa abri e o visto sentado na cama penteando os cabelos. Ela quando me viu sorriu e começou alisar sobre a calcinha sua xoxotona suavemente.

Ela viu que eu estava teso perguntou se eu não estava satisfeito ainda?

Pois ouviu gemidos do meu quarto.

Minha querida nunca sexo é demais! Fiquei alisando cacete ela me olhou e disse!

-Hum safado você hein!

Foi quando abaixei meu short de dormi e perguntei se ela ia me deixar dormi daquele jeito

Ou teria que ir pro meu quarto e me masturbar?

Claro que não ela respondeu então me aproximei e recebi um boquete bem gostoso, metia com força e vigor em minutos comecei a gozar, lambuzei a boca e o rosto que até o cabelo dela lambuzou.

Ela me deixou limpinho, ai eu sai e fui tomar banho e dormi.

- No dia seguinte era folga minha fui levar minha esposa para o trabalho e disse que ia aproveitar para visitar um primo em outro bairro distante.

Minha esposa achou bom que eu precisava me distrair, só pediu para não beber, pois iria dirigir.

Concordei e voltei para casa logo encontrei minha sogra, falei com ela que ia passar o dia fora.

-Ela pediu que a levasse, eu disse se ela fosse comigo eu iria era para um motel passar o dia com ela.

-Ela sorriu dizendo é isto mesmo que quero bobinho.

Ser amada surrada comida e fudida um dia todo por meu genro gostoso. Entrei em casa fui tomar meu café.

Minha sogra veio e sentou bem ao meu lado na mesa.

-E falou e ai vai aceitar minha proposta?

-De ir para o motel?

-Claro, mas só tem uma coisa estou sem dinheiro e no cartão não posso pagar a mulher recebe mensagem de aviso de compra no celular dela!

Eu pago meu querido tudo o que você quiser eu te dou, quero é ser feliz junto de você. Terminamos o café mandei uma mensagem pra esposa que só voltaria a tarde fechei a casa e saímos.

No carro assim que saímos minha sogra já começou a me provocar. Eu fazendo possível para não perder a tenção no transito e ela só insinuando-se para mim. Eu pensava você vai ver o que é fuder coroa safada deixa chegarmos lá.

No motel foi uma verdadeira maratona sexual.

A coroa não cansava comi ela de todo jeito. De quatro, de ladinho, papai e mamãe quando chegou a hora de atochar em seu rabo a safada queria pular fora.

-Mas com jeitinho atochei gostoso, sentindo suas pregas dilatarem apertando meu cacete. Ela me confidenciou que seu ex-marido só fudeu o rabo dela uma vez só mais foi bruto ela não tinha gostado e nunca deu mais a ninguém. Foi por isto que ela gozou tanto pensei até que ia quebrar meu cacete de tanto apertar quando gozava. Foi puro tesão .

Já vi gemer gostoso, mas a coroa gemia parecendo que estava uivando.

Ficamos saciados gozei três (3) vezes e ainda fiquei querendo mais. Tinha que deixar a coroa saciada e feliz meu proposito maior era este.

Afinal família unida quer ver todos felizes e realizados.

 Só voltamos para casa as 17 h, comemos bebemos e fudemos o dia todo. Mas o que é boa dura pouca eu vou precisar me mudar, agora que minha casa está perto de ser entregue e vamos deixar minha sogra sozinha, quer dizer a filha dela por que eu vez ou outra irei lá com certeza.

Afinal genro ter que servi a sogra como eu só tenho a oferecer a ela sexo e muito leite na boca ou onde ela quiser.

Vocês acham que estou errado? Mas enquanto não mudamos estou aproveitando. Fico muito feliz quando eu chego cedo do trabalho e vou tomar meu banho e vejo-a (sogra) me esperando, nem bem eu fechava a porta do banheiro e lá vinha ela me pagar um boquete gostoso. Era tão gostoso que eu chegava a revirar os olhos, sentindo muito prazer. Explodia em um gozo intenso.



Docecomomel(hgata)

Feira de Santana, 26 de agosto de 2016

Bahia Brasil
Vejam meus contos nos meus blogs e vários sites de sucesso na Web



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts