.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

domingo, 4 de setembro de 2016

Amo ser corno manso!



Olá meu nome é Juliano sou casado tenho 40 anos tenho dois filhos do meu primeiro casamento, adolescentes sempre nas férias eles ficam alguns dias comigo e minha atual esposa.

Minha esposa tem 26 anos é uma morena muito gostosa. Mas digo a vocês com toda sinceridade eu desconfio que ela anda me dando umas galhas.

Não que eu queira, mas se ela acha que deve se divertir com outro eu tenho nada contra afinal o corpo é dela, sempre me realiza, pois a safadinha adora trepar. Eu trabalho como segurança de uma empresa de valores. Minha escala de trabalho é com horários noturnos e diurnos.

Meus filhos estão de férias em nossa casa. Eduardo é um rapaz forte e viril. Com muitas namoradas quando está em nossa casa parece que é festa sempre um entra e sai de jovens, já a moça é mais quieta quando estou em casa sempre a  levo no shopping ou cinema. Mas o Eduardo parece um garanhão... E esta sempre com alguma gata com ele. Não dá nem pra conhecer que logo já muda de namorada. Jovens em sua maioria são assim.

Pois bem esta semana minha esposa falou-me que precisava chamar atenção de Eduardo, pois estava trazendo mulher para transar em nossa casa... Não combinava principalmente com a presença da irmã mais nova. Concordei com a esposa e disse que falaria com ele.

O tempo passou e mais nada foi dito sobre o assunto.

Eu precisei tirar folga de um colega na filial da empresa em outra cidade. Ficaria uma semana.

Então fiquei hospedado em um hotel.

Faltava apenas um dia quando meu colega voltou dizendo que poderia ir embora, pois ele já ia retornar ao trabalho.

O dia já escurecia, peguei meu carro e voltei para casa. Não avisei a ninguém que voltaria com antecedência, se tudo corresse bem antes de meia noite estaria em casa. Estava louco de tesão para encontrar minha esposa e matar as saudades.

Era quase meia noite quando avistei a cidade acelerei não ânsia de chegar logo.

O bairro onde moramos é tranquilo e calmo.

Parei o carro na frente de casa abri a porta e entrei sem fazer barulho. A casa o silencia reinava, com exceção de gemidos. Procurei apurar os ouvidos para saber de onde vinham os gemidos, quando percebo que era do meu quarto.

Gelei só de pensar que minha querida e amada esposa estivesse com alguém, mas ao mesmo tempo uma sensação prazerosa tomou conta do meu corpo me causando imenso tesão.

Será que sou corno e não sei foi o que pensava. Deixei a sacola sobre o sofá e fui sem fazer ruído algum até a porta do meu quarto.



E realmente minha esposa é safada agora estava dando o rabo gemendo como uma égua no cio com o cacete de Eduardo meu filho todo atochado até o talo.

Parecia uma potranca sendo comida por um garanhão. Ver os dois me causou ciúmes sim, mas ouvir os gemidos e vê-los nus atracados como dois animais no cio só me fizeram provocar excitação.

Fiquei como louco cheio de tesão só vendo o que eles faziam sem deixar ser visto, quando Eduardo começou a falar que ela era gostosa que tinha um rabo apertado e começou a socar com força metendo e dando tapas em sua bunda. A minha  esposa safada não aguentou e começou  a gritar como uma louca pois estava gozando  muito pela xoxota.

Vê-los daquele jeito pelos dias que estava sem sexo eu não aguentei e comecei a gozar sem tocar no meu cacete. Foi tanto esperma que foi preciso aparar com a mão.

Afinal não poderia deixar ser descoberto...

Fiquei vendo quando minha esposa pegou se abaixou de frente para seu amante (meu filho) e ele começou a se masturbar gozando na boca e pelo rosto inteiro dela. A safada não queria perder nem uma gota, ai ele enfiou o cacete na boca dela ela saciou chupando até deixar ele mole. Era bom ver, mas na verdade naquele momento eu queria era está no lugar do amante dela assim seria meu prazer seria completo. Ais foram tomar banho eu passei pelo quarto e fui ver o que faziam no banheiro. Pelo som já se podia deduzir e olha o que vejo no banheiro minha esposa de quatro no Box meu filho e amante da minha esposa ensaboando-a toda e com cacete em riste vai aos poucos direcionando o cacete até seu rabo.

Minha esposa sempre gostou de anal, mas dizia que meu cacete era muito grosso fazíamos, mas nem sempre eu colocava todo e agora estava ela ali no banheiro com seu amante sendo enrabada com força e vigor.

Eduardo com toda sua virilidade socava sem dó dando tapas e mais tapas na bunda dela e sempre falando palavras obscenas chamando a de puta corneteira safada, logo ela começou a gozar e Eduardo sem do socava com mais força dizendo goza puta goza no meia cacete sua vadia. Eu nem tinha mais reação meu cacete parecia que era um porrete de teso mesmo depois de ter gozado faz pouco quando vi que Eduardo começou a  gozar dando banho em minha esposa lambuzando costas e bunda eu delirei tampei minha própria boca e gozei .

Agi ligeiro e sai do quarto e fui para o carro.

Como bom corno que me tornei fiquei feliz de saber que minha esposa sempre dedicada e fiel não passava de uma safada. E se alguém achou que eu ia esbravejar brigar o bater em alguém se engana vou curtir muito este prazer.

Sai de casa e só retornei pela manhã quando cheguei a casa minha esposa ainda deitada entrei tomei banho e fui por debaixo dos lençóis matar saudade da aquela xoxota gostosa.

E claro que era percebido que estava bem meladinha, jamais iria dizer algo à coisa que mais gostei de fazer foi chupar ela bem gostoso até sentir seu mel adocicado em meus lábios. E quando pedi seu cuzinho gostoso ela apenas se ajeitou de ladinho... E falou ronronando cuidado, e ajeite forçando e o cacete foi entrando e ela gemia falando delicia  de cacete mete mete gostoso, me fode meu amor. Não aguentei enchi o rabo dela que escorria pela perna. Fiquei exausto de tanto foder parecia que era outra pessoa, Nunca tinha sentindo tanto tesão na vida. Adormeci em seus braços acordei tomei banho e fiquei olhando minha esposa deitada exausta. Sai fui buscar seu café da manha e logo após ainda a chupei bem gostoso deixando ela mais feliz por meu retorno.



Só saímos do quarto umas dez horas e neste meio tempo pude pensar e decidir que depois que meu filho fosse embora iria abri jogo com ela dando carta branca para trazer seus amantes até nossa casa.

E claro que eles não poderiam saber que sou conivente com suas traições, mas que terei muito prazer de saber e depois dela ser comida sodomizada e fudida serei eu a cuidar dela com muito carinho e amor. Afinal língua de corno tem poder cicatrizante para assaduras de fodas dadas em excesso.

Corno e sentir prazer de saber que é traído.

Sou corno manso sim e adoro.



Docecomomel(hgata).



Feira de Santana, 02 de setembro de 2016

Bahia Brasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts