.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 12 de julho de 2016

Transei com primo da namorada.



Sou negro 24 anos, 1,75 m 80 kg 20 cm de muito tesão. Eu vou contar aqui um fato que aconteceu  comigo quando estava  na faculdade e morava em um pensionato.
Onde só residiam estudantes.
Tinha moças e rapazes do interior. Já faziam dois (2) meses que não via minha namorada e teve um feriado ela veio me visitar.

Como os pais dela são muito severos só deixavam que ela viesse se um primo também viesse.
Caracas eu louco de tesão reprimido querendo muito transar com minha namorada ela vem e ainda trás um guarda costas.

Tinha que dá um jeito eu não estava mais aguentando. Como alguns colegas do pensionato viajaram minha namorada ficou hospedada lá, mas em outro quarto o seu primo ficou no mesmo quarto que eu.
Eu nunca fui muito amigo dele, tinha uma cisma achava que ele era gay, até comentei com minha namorada sobre isto, mas ela disse que eu estava enganado ele tinha namorada e era muito pegador.
Pensei só se for pegador de cacete. Mas deixei para lá o assunto nada haver com a opção sexual de quem quer que seja. Pois bem logo que minha namorada chegou à sexta-feira fomos ao cinema, Eduardo também.

 Assistimos a um filme maneiro depois fomos comer uma pizza.
Minha vontade mesmo era de transar, mas com um guarda costas na cola o máximo que conseguir foi meter os dedos pelas bordas da calcinha de minha namorada e sentir seu cheiro adocicado de fêmea. Já quase meia noite voltou para o pensionato

Dormi com um tesão do caralho. De madrugada levantei e fui ao banheiro bati uma punheta, se o primo da namorada percebeu algo eu não sei, nem queria saber de nada mesmo estava injuriado de raiva.
No dia seguinte um sábado de sol maravilhoso foi passear conhecer lugares belos e tirar muitas fotos. Eduardo pelo menos para isto prestou, ser nosso fotografo oficial. Após o meio dia voltamos para o pensionato minha namorada ficou no meu quarto vendo televisão.
Ficamos deitados no beliche namorando, mas nada do seu primo se tocar e sair para que pudéssemos fazer algo a sós.

Caralho que cara chato não se toca que um casal quer um pouco de privacidade? Minha namorada também ficou chateada e até comentou Eduardo você não tem nada para fazer não?
Ele com cara cínica respondeu não prima só ver televisão mesmo!
Foi como se tomasse um banho de agua fria, minha namorada me deu um beijo e foi para seu quarto. Até a noite amor.

-Eu como a voz embargada de raiva falei, até mais meu amor.
Já tinha se passado dois dias e foi muito difícil termos uma brecha para podermos transar, mas com certeza naquela noite vamos poder aproveitar.

A noite fomos a um barzinho depois de ouvir musica ao vivo combinamos de ver um filme, ficamos na duvida pela escolha do filme foi quando eu disse que tal filmezinho sexy para esquentar o clima?
-Minha namorada falou ah amor se fosse só nos dois tudo bem, mas com Eduardo eu tenho vergonha!
-Bem Eduardo respondeu eu vou sair para dá uma volta enquanto você vê o tal filme, mas se comportem hein?

Saímos do barzinho e fomos voando para o pensionato entramos tomamos banho rápido e fomos para cama, a pressa era tanta que nem preliminares fizemos fomos logo para o vuc para não perder tempo.
 Logo gozamos gostoso, tomamos um banho, pois sabíamos que seu primo já estava chegando dito e feito quando ele chegou bateu na porta e entrou estávamos como dois anjos abraçados vendo um filme como minha namorada disse que estava cansada foi para seu quarto dormi. Continuei vendo outro filme, este era pornô.

Eduardo ficava desviando o olhar como se não tivesse gostando do filme.
Continuamos a assistir o filme mais um pouco, e depois de algum tempo começamos a conversar. Eu logo perguntei se ele não queria sair comigo para encontrar duas moças para fazer o que estava passando no filme.
Ele ficou vermelho e nada respondeu.
Eu insistir vamos Eduardo sua prima esta dormindo voltamos e ela nem percebe que saímos.
Não acho certo fazer isto!
Mas cara estou louco de tesão você não me deixa com sua prima hora nenhuma!
-Verdade, eu sou meio chato mesmo é que minha tia recomendou tanto.
Então eu sou homem ela mulher é natural que queremos ficar juntos. Você não tem namorada não?
-Não eu não tenho namorada!

-Hum interessante por acaso você não gosta de mulher?
-Ele gaguejou e disse isto não te interessa!
-Ah já sei então você gosta de homem?
- Olha se você gosta tudo bem, eu já comi um colega de faculdade e gostei muito, ele era assim como você, mas quando me viu excitado igual estou agora caiu de boca no meu cajado que ficou enlouquecido de muito tesão.

E Falando estas palavras eu ia tirando minha roupa, pois ia tomar banho.
Eduardo olhava sem parar pra meu cacete duro latejando de tesão, foi quando me virei e disse olha como estou sua prima tão perto eu louco de vontade de trepar!
Quer chupar um pouco ele? Ele deu um sorriso meio sem jeito, com cara de safado , mas não respondeu, ficou com o rosto vermelho de vergonha.
Aproveita vem e dizendo isto me aproximei dele, que não deixava de olhar meu cacete latejando de tesão.
-Ai vai pegar ou largar? Novamente ele riu sem graça.
Peguei sua mão e coloquei em cima do meu cacete, ele não tirou ai fiquei segurando em sua mão como se tivesse me masturbando. Ele foi entrando no clima logo Eduardo foi tirando a camisa, depois a calça ficando só de cuecas, dei-lhe um beijo tirei minha cueca pedi que tirasse a dele, seu cacete era bem menor que o meu. Nossas espadas se tocavam.

Aí agarrei nele por trás e comecei a roçar em sua bunda, o safado gemia querendo cacete. Depois de um tempo ele tentou fugir, imobilizei seus braços e falei, agora provocou vai ter que terminar fez com que abaixasse e comecei a forçar meu cacete em sua boca, era puro fingimento logo empurrava fundo na garganta dele e falava chupa meu cacete seu safado, finge que é um picolé, quanto mais eu o provocava e falava coisas safadas mais ele me chupava.

O tesão tomava conta de nós dois estava quase explodindo, peguei o coloquei de (4) quatro.
Em seguida quando olhei aquela bundinha redondinha e lisinha, não aguentei e cai de língua naquele rabo gostoso, ele gemia rebolava na minha cara, eu enfiando a língua gostoso deixando todo meladinho.
Pede safado o que você quer peça anda eu dizia.
Ele com voz rouca pediu quero que me faça sua putinha.

Depois de ter deixado ele bem molhadinho, pego uma camisinha coloco no meu cacete e começo a pincelar na porta do seu rabo.
Ele até me ajuda segurando me pedindo que comesse ele gostoso, eu fui forçando , foi quando ele soltou um gemido alto fugindo para frente quando a cabeça entrou segurei em seus quadris e fui empurrando lentamente, sentia dificuldade, pois era bem apertadinho, quando vi já estava com cacete todo dentro, mandei aguentar que agora que ia começar a brincadeira.
Eduardo foi relaxando e em pouco tempo rebolava sem parar com meu cacete todo dentro.

Segurei em uma de suas pernas e ficou na posição de frango assado, a melhor posição que acho, pois além de entrar tudo podemos ver a cara do parceiro. Sentia seu rabo comprimindo meu cacete, meu gozo se aproximava então lhe falei aguenta firme que agora que a coisa fica a seria, beijava ele mordia sua orelha apertava seu peito, socava sucessivas vezes e depois parava.

Eduardo todo arrepiado seu cacete encostava-se à minha barriga foi assim que peguei suas pernas coloquei nos meus ombros e comecei a socar sem parar ate que percebi seu gozo lambuzando minha barriga.
Sorri dizendo gozou safado.
Agora sou eu tu quer leitinho onde?
-Ele disse na boca, jura?
-Tu aguentas a pressão?
Sim nem pensei duas vezes soquei umas três (3) vezes com força tirei a camisinha jogando longe e empurrei em sua garganta.

Ele ficou chupando e lambendo a cabecinha chegando até os culhões ,ate que eu não aguento mais e começo a lambuzar toda a cara dele.
Depois nos fomos tomar um banho e novamente no banheiro com ele apoiado no Box recebeu outra surra de cacete, terminamos o banho vestimos a roupa de dormi e aliviado da tensão dos últimos dias sem sexo adormeci.

No dia seguinte logo cedo fomos tomar café depois saímos para passear. Teve um momento que estava só com Eduardo e falei.
Libera um tempo para sua prima que você também será recompensado, e com os olhos fixei meu olhar no cacete. Recado dado e entendido. Naquela noite Eduardo saiu e voltou bem tarde ai sim pude saciar meu desejo de xoxota com mina namorada.

Quando Eduardo chegou olhava cabisbaixo, mas eu sabia que ele esperava a recompensa.
Minha namorada foi para seu quarto e logo... Chamei Eduardo e com boquete ele tomou uma boa dose de leite, ajudei em sua punheta e fomos dormi aliviados. No dia seguinte eles iam embora.
Logo pela manha eu agradeci a Eduardo pela colaboração e falei que quando fosse de férias iria visita-lo, foram embora depois de dois dias recebi SMS de Eduardo dizendo que não pensa em outras coisas a não ser viverem novos momentos comigo.

 Que não se importa o que eu possa fazer com a prima dele que a adora demais, mas vai sempre desejar está sempre perto de nós, já que não pode a substitui que apenas possa-me complementar em momentos de carência.
Já estou até pensando em convida-lo a vim passar um final de semana comigo.
O que vocês acham?
Sexo e vida tesão e prazer.

Docecomomel(hgata)

Feira de Santana:Bahia :Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts