.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Traição fora do comum.








Meu nome é Marcela sou casada tenho 30 anos sem filhos.
Meu marido é engenheiro florestal está sempre viajando e acabo eu tendo que resolver todas as pendencias da casa. Nunca havia traído ele, mas aconteceu um fato que acabou me jogando nos braços de outro homem.

Um macho rustico e viril que me fez esquecer o juramento de fidelidade. Pois bem nossa casa apareceu alguns pontos de infiltração e meu marido Edgar procurou um colega que indicou dois profissionais para efetuar o serviço. Primeiro veio o pedreiro senhor com mais de 50 anos sem muita conversa fez seu serviço em dois dias. Depois foi a vez do pintor. Ah este soube me levar no bico e logo me deixei ser seduzida por ele.

No primeiro dia de serviço Artur este é o nome do pintor agilizou e deu massa em todos os pontos que seriam pintados. Foi embora dizendo que no dia seguinte já poderia lixar para pintar.
Olha eu fiquei olhando para ele enquanto fazia seu trabalho e ver seu corpo másculo me chamou atenção. Artur percebeu que olhava para ele e não esboçou nenhum tipo de constrangimento, ele que estava vestido com uma calça de moletom de cor cinza e uma camisa grosseira tipo de empresas patrocinadas.
Quando teve um momento eu olhei para ele e percebi que estava excitado.
Caracas o tamanho do cacete dele parecia um porrete atravessado na frente.
Meus olhos ficaram vidrados e brilhando, ele percebeu que fiquei louca de desejo e tesão:
Depois de algum tempo eu sai de perto dele e fiquei observando as paredes da sala que seriam pintadas e não percebi que ele se aproximou por trás e com um abraço forte me enlaçou em seus braços.

Dizendo assim sei que é loucura, mas estou louco de tesão por você!
Você tem toda razão se me botar para fora se quiser ,mas eu percebo que quer tanto quanto eu. Sinto seu corpo vibrar de tesão. Eu estática sem reação alguma demorei a responder minha voz saiu baixa, mas ele conseguiu entender quando eu falei assim.
-Eu também quero fazer amor com você, meu marido está trabalhando eu quero sentir esse cacete entrar na minha xoxotinha apertada e meladinha de casadinha safada fogosa.

Artur ficou louco quando ouviu me assumir que o queria também e começou me beijando e me puxando pela mão fomos andando em direção até meu quarto.
O safado já conhecia minha casa e assim que entramos me fez deitar na cama e logo começou a tirar minha roupa quando estava só de calcinha, ele ficou só me olhando admirando eu só uso calcinhas de renda vermelha ou preta e neste dia estava com uma vermelha bem devassa que desenhava minha xoxota cheinha. Artur se inclinou e começou alisar minha xoxota e afastava calcinha de um lado e outro. Artur enfiava a língua e lambia minha xoxotinha rosada e lisinha, ficou minutos só metendo a língua brincando com meu clitóris, foram minutos de muito tesão que ele chegou a rasgar a minha calcinha e enfiar sua boca gulosa e me chupar com muita sofreguidão.
Não aguentei muito gozei horrores me sentia uma presa se debatendo nas garras de um animal caçador. Logo ele também estava nu sobre a cama e com cacete em riste, grosso cheio de veias cabeçudo parecia o dobro de tamanho do meu marido. Ele esfregava seu porrete em minha xoxota, que latejava de tesão. Eu parecia enlouquecida de tanto tesão que estava sentindo.

Quando Artur meu amante começou com movimentos de quadris eu sentia toda pressão da cabeça do cacete roçando na entrada da xoxota provocando sensações de muito prazer eu delirei. O Safado me provocava mandando que eu pedisse que ele me fudesse.
Eu sem querer dá o braço a torcer querendo afirmar que estava sentindo prazer como nunca havia sentindo em minha vida com meu marido.

Só curtia seus movimentos de quadris com seu cacete roçando a entrada da minha xoxota ate que o prendi com as pernas e com movimento de cintura de cima para baixo forcei para que ele metesse gostoso. Senti a cabeça de o cacete entrar dilacerando abrindo caminho entre minhas carnes ate seu cacete grosso está todo alojado dentro da minha xoxota.

Fui aos céus de tanto prazer era delicioso demais, ele ficou ali parado só me beijando e mamando meus seios com muita vontade, enquanto eu gemia de prazer, gozava gostosinho.
Quem diz que tamanho não e documento nunca foi fudida por um cacete de 17 cm e depois se depara com um de 21, para perceber a diferença. Pois eu me sentia realizada tenho um macho bem dotado, num caso extraconjugal me fodendo gostoso dentro da minha casa na minha cama e fazendo coisas que jamais meu marido teve a ousadia de fazer. Parecia um sonho

Quando ele viu que já não aguentava mais de vontade de gozar fez um movimento de corpo e me colocou de quatro e ficou acariciando minha bunda dando tapinhas de leve para não deixar marcas. Ate lamber meu anel ele fez, foi uma sensação inesperada que me causou um arrepio pelo corpo inteiro que já estava em chamas de tanto tesão. Ele posicionou-se bem atrás de mim abriu um pouco as minhas pernas para que pudesse ficar brincando com minha xoxota também se certificando que estava todo atochado. Assim começou a enfiar o cacete e tirar novamente de dentro da minha xoxota, em segundos começou a mexer devagarinho e aumentava os movimentos e tirava o cacete deixando só cabeça dentro e forçava de vez me causando tremores de excitação, eu só conseguia mesmo dedilhar meu grelinho.

Gozei, gozei várias vezes assim eu nem sabia que tinha orgasmos múltiplos. .
Logo ele disse que ia gozar me puxou contra seu corpo segurando pelos cabelos de maneira forte forçou o cacete bem fundo.
E como um garanhão não parava mais de gozar... Muito gostoso sentir seus espasmos de gozo até pensei que camisinha ia estourar se Artur não parava mais de gozar... Caracas que loucura eu estava fazendo traindo dentro da minha própria casa, mas estava tão bom que ate esqueci minha condição de mulher casada. Ficamos abraçados alguns minutos e fomos tomar um banho. Ambos na minha suíte embaixo do chuveiro.

Mão aqui e ali causou sensações maravilhosas.  Quando ele já de cacete duro me abraçou por trás e cochichou no ouvido que queria algo mais senti pânico e ao mesmo tempo me sentia tentada, sai do Box fui até o armário voltei com camisinhas um pote de creme umedecedor ele pegou de minha mão com sorriso de alegria. Pronto se é pra trair que seja uma traição completa.
-Não querida se você não quer tudo bem!

Quero sim tanto quanto você só seja cuidadoso. Abaixou-se deu uma salivada no meu anel. Deixando-o meladinho depois encheu de creme deixando meu cuzinho mais aliviado e relaxado colocou a camisinha me apoiou na parede do boxe e começou a forçar, como estávamos bem cheio de tesão a penetração foi fácil em segundos me estava fodendo gostoso, cada vez mais rápido ele socava.
Meu cuzinho já estava relaxado, recebeu aquela jeba imensa causando uma sensação de estar toda preenchida.
Logo ele disse que ia gozar.

Senti que seu cacete se dilatava e com força ele me segurou pelos quadris e gozou, sentia seu cacete latejando, pulsando e explodindo aquela imensa quantidade de esperma dentro da camisinha que  teve momento pensou que ia estourar derramando todo seu leite em meu cuzinho.

Assim meus amigos foi a minha primeira traição, mas não foi a ultima, pois o pintor me prometeu entregar a obra em cinco dias e passou mais de uma semana e nada de acabar o serviço também em vez de está pintando eu e ele estava era pintando o sete em nossas tarde de muita safadeza. Já se passaram um bom tempo e nunca nos desligamos totalmente vez ou outra marcamos e vamos até um motel e curto muito com ele.

Afinal ter um amante bem dotado não é pra qualquer uma.
Estou feliz assim... Apaixonada por um homem safado e muito tesudo!


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana
Bahia Brasil.

Um comentário:

  1. seus contos como sempre sao muitoexcitantes e me dao muito tesao..toda mulher sempre trai por algum motivo e nos homens geralmente somos culpados..beijo e boa semana
    P

    ResponderExcluir

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts