Acessos em Êxtase !

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Professora Particular:






Olá pessoal hoje vou relatar como foi que eu transei com a professora de reforço escolar.
Eu estava estudando para fazer o Enem e tinha muita dificuldade em escrever redação foi ai que minha irmã me falou da professora de português do meu sobrinho que talvez ela pudesse da algumas aulas explicativas... Minha irmã me passou o telefone da professora que se chamava Sonia e eu telefonei, acertamos  por telefone e logo no sábado seguinte pela tarde ela viria até minha casa as 14 h.
Meu nome é Juan sou solteiro tenho 26 anos negros com 182 de alt. e 82 kg, não sou bombadão, mas sou forte, pois pratico boxe. Trabalho com manutenção de micro computadores para empresas, meu horário de trabalho e bem flexível.

Pois bem quando a professora chegou fiquei louco de tesão. Eu nunca tinha o visto e ela era o que qualquer homem deseja. Linda aproximadamente 1,69 com 63 kg e uma bunda empinada, com seios de tamanho médio... Muito tesuda, mas com um grande defeito casada.

Porra que coisa eu fiquei olhando para ela por alguns segundos quando ela sorrindo me perguntou se a aula seria no lado de fora, já que fiquei estático sem a mandar entrar. Sorri e pedi desculpas, fomos para a copa onde tinha uma mesa com um caderno e um notebook.

Sonia logo tratou de me explicar como deveria começar a fazer uma redação. Eu atentamente ouvia suas palavras, mas eu não conseguia tirar meu olhar do colo de seus seios, ela percebeu e eu notei que ela ficou com os bicos dos seios arrepiados, eu enlouqueci de tesão com vontade de chupar e mordiscar aquelas duas peras deliciosas, mas precisava me concentrar na explicação da aula dela.
Ficamos por mais de uma hora em volta com livros e apostilas. Foi quando ofereci um lanche, ela aceitou fui até cozinha pegar uma caixa de sucos e biscoitos.

Deixamos de lado o material começamos a conversar enquanto comíamos, foi ai que começou tudo perguntei se era feliz com seu marido?
Sonia baixou o olhar e começou a falar que infelizmente o marido estava desempregado e caiu no vicio de álcool.
Que em seus cinco (5) anos de casada estava atualmente vivendo um inferno.
-Poxa Sonia que triste você uma mulher tão bonita passar por isto!

-Pois é Juan depois que ele perdeu o emprego ficou arredio e me culpa por sua derrota pessoal.
 Eu além de trabalhar em uma escola para sustentar a casa ainda faço os extras dando aulas particulares, seu sobrinho mesmo já faz mais de um ano que é meu aluno.
Sei disso Sonia, foi aí que aproximei minha cadeira da dela e segurei em uma de suas mãos.
Com a voz em tom baixo eu perguntei e em questão de sexo Sonia como vai vocês? Percebi sua tensão, mas ela começou a falar.

-Bem Juan isto é algo pessoal, mas vou abrir o jogo para você.
A minha vida sexual se resume a quando ele quer vem pra cima de mim na cama me fode como quer e não me dá mínima chance para que eu sinta prazer. E algo mecânico animalesco. E sem terminar de falar Sonia começou a chorar.

Abracei-a e comecei a conversar com ela que não podia ficar sem sexo, que isto era ruim para seu físico e psicológico. Foi assim que ela respondeu que sabia sim que isto era ruim, mas como resolver esta situação se não poderia se envolver com ninguém. E ainda mais que seu tempo era vigiado e controlado.
-Calma Sonia vamos resolver isto e é agora.
Acabei de falar peguei em sua mão dei um beijo e falei confie em mim, ela suspirou e respondeu vou confiar sim, mas sabe que isto que você e eu vamos fazer é errado, poderemos ter problemas sérios.
Não teremos problemas.

Liguei a TV da sala e segurei em sua mão e sair andando levando-a para o meu quarto.
Abracei-a com carinho beijando em seus cabelos e fui tirando sua blusa, Sonia tremia de tesão abaixei e fui mordiscando seus seios deliciosos.

Ajoelhei-me a seus pés e fui tirando sua saia logo eu vi a calcinha de renda onde percebia que estava úmida. Uma delicia ver sua xoxota ensopada se oferecendo para mim. Afastei um pouco a calcinha de um lado e meti a língua ele soltou um gemido alto. Abaixei a calcinha e cai de boca na xoxota encharcada, delicia sentir uma mulher cheia de tesão.  Ia tirando minhas roupas sem deixar de chupar seu grelo delicioso fiquei por mais de 5 minutos nesta deliciosa missão de fazê-la gozar. E que delicia foi sentir seu néctar adocicado escorrer pela minha língua. Levantei peguei no colo ela percebeu como eu estava excitado fui até a cama e deitei, ela sorria feliz. Beijei sua boca ainda com seu cheiro e ficamos nos beijando por alguns minutos. Posicionei-me entre suas pernas, ela enlaçou minha cintura e fui abrindo caminho até chegar a sua xoxota deliciosamente meladinha de seu mel.

Metia lentamente saboreando cada minuto de prazer. Vez ou outra tirava o cacete de dentro e Sonia com as pernas enlaçadas em minha cintura puxava-me para dentro de seu corpo. Percebia seu êxtase, sua ansiedade era algo maravilhoso. Eu nunca havia com uma mulher assim que se entregava ao prazer, seu corpo exigia. Soquei por mais algum tempo sem pressa até que percebi que meu gozo se aproximava. Beijava e ao mesmo tempo apertava suas ancas.

Estávamos como dois apaixonados embriagados de paixão. Quando eu já não aguentava mais segurei em sua cintura e com ritmo cadenciado metia com força ate perceber meu gozo, tirei meu cacete de dentro e esporrei em sua barriga. Não tinha colocado camisinha teria que evitar uma futura gravidez para evitar problemas futuros.

Sonia ficou encantada comigo. Levantou da cama e veio até mim e caiu de boca no meu cacete deixando limpinho. Adorei por ela ter feito assim não quis induzir a uma troca, mas soube que ali a minha afrentes estava uma mulher de verdade. Tomamos banho e no banheiro ainda tivemos tempo de fazer algumas brincadeiras que culminou em um anal muito gostoso. Adorei encher seu cuzinho de leite, sentir suas pregas latejando apertando meu cacete foi algo maravilhoso. Terminamos o banho e fomos revisar os estudos.

Agora se eu passar no Enem será ótimo e caso não passe será melhor ainda, pois assim terei motivos para estudar mais com a minha professora particular.
Onde a matéria redação é a que menos estudo, mas em termos de excitação estamos aptos a passar  muito bem obrigado. Depois eu volto para contar no dia que fui até a casa dela quando Sonia me ligou chorando que o marido havia chegado bêbado eu fui lá e ainda transei com ela enquanto o marido dormia bêbado no quarto ao lado.
Aí sim que foi adrenalina pura.
Tudo vale a pena quando a alma não é mesquinha e pequena.

Docecomomel (hgata)
Feira de Santana,24 de julho de 2016.
Bahia Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)