Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)

Acessos em Êxtase !

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Primeiro anal... Inesquecível.







Olá meu nome é Adilson tenho uma namorada há quatro (4) meses, depois do segundo mês começamos a transar muito gostoso, ela não era mais virgem apesar dos seus 18 anos tinha perdido a virgindade com um primo seu. Nada contra a mulher é dona do seu próprio corpo e é ela quem deve saber como e com quem obter prazer..
Pois bem eu com 21 anos completo com 176 de altura pesando 80 kg bem distribuídos e um cacete de 21 cm grosso e bem cabeçudo.
Já estávamos há mais de dois meses transando gostoso mais a Marcela este era o nome da minha namorada nunca tínhamos feito sexo anal.
Eu doido de tesão para poder meter gostoso em sua bunda deliciosa, ela sempre se negando dizendo que eu ia arrebentar com as pregas dela.
Eu não desistia sempre tentando mais por falta de grana nunca podíamos ir a um motel nossas trepadas, eram ou na porta da casa dela ou no carro velho de minha mãe.
O famoso gol que devido ao meu tamanho eu achava super apertado, mais ainda tínhamos boas fodas no banco de trás.
Marcela adorava vim por cima e ficar rebolando gostoso com meu cacete todo enfiado na sua xoxota lisinha e meladinha.
-Ah que delicia.
-Fogosa gozava horrores. Mulher quanto mais safada melhor.
Mais estava aproximando de um feriadão e meus pais iriam viajar juntamente com minha irmã mais nova, como eu trabalho por escala não coincidiu a minha folga então eu teria que ficar em casa.
Triste jamais ansioso, pois teria certeza que minha namorada viria ficar comigo nem que fosse uma noite ou uma boa parte.
Pois bem na sexta feira meus pais viajaram eu trabalhei a noite e já de antemão convidei a Marcela para vim comer um macarrão comigo no sábado.
Cheguei do trabalho fui dormi e ainda consegui relaxar ate as 11 h.
Estava na cozinha fazendo a macarronada quando minha namorada chegou. Ela entrou e sorriu a me ver apenas de cueca na cozinha.
-Amor seu uniforme de cozinheiro e legal e sorriu.
-E mesmo amor estou assim te esperando ansioso para namorar gostoso.
-Ela toda safada perguntou antes do almoço?
-Antes durante e depois minha safadinha gostosa, eu falei e abracei-a pela cintura dando um beijo bem gostoso.
-Ui já acordou o jr?
-E sim ele está ansioso meter gostoso em você, vem chupa um pouco ele para ver se acalma sua ira.
-Hum chupar eu chupo mais duvido que acalme ele.
-Delicia vem... Eu falei em um movimento rápido eu tirei a cueca.
-Amor o macarrão ela falou esta pronto amor só falta jogar o molho,
-Hum adoro molho branco!
-E safada vem que vou te dá molho branco em você toda.
-Delicia meu amor adoro chupar este cacete grosso ela falou quase como um sussurro, pois estava com a cabeçorra do cacete na boca.
-E ajoelhada eu apoiado na mesa recebi um dos melhores boquetes que Marcela me fez, controlei-me ao máximo para não gozar e encher a boca dela de leite.
Depois de uns dez minutos só sendo chupado eu peguei a Marcela no colo e encaixei meu cacete no meio da xoxota dela toda meladinha e comecei a estocar com força. A vantagem de ter mulher magrinha é esta, eu a seguro em meus braços como a uma boneca.
Meu cacete todo dentro eu estocava sem parar segurando em suas ancas firmes fazendo com que subisse e descesse em meu cacete.
A safada gemia, uivava de tesão como uma louca ,eu movimentando os quadris empurrando-a de baixo para cima  sem parar até senti que o cacete estava tão teso que chegava a doer de tanto tesão, mesmo sentindo o calor de sua xoxota gostosa.
Na verdade eu queria era gozar, mais me controlei o tempo todo esperando o momento certo de encher sua xoxota de leite.
Marcela gemia arranhava minhas costas, eu fudia  com força mesmo até que em um movimento tirei-a do meu colo e coloquei-a de quatro apoiada na mesa, com sua bunda empinada pedindo cacete.
-Ai que a foda foi insana metia e tirava sem parar ate que comecei a dedar Marcela, que começou a gemer mais alto, em um movimento pequei uma camisinha que estava em cima do armário coloquei no cacete, recomecei acariciar Marcela alisando sempre a bunda, sem deixar de dedar.
-As pontas dos meus dois dedos já estavam bem lubrificados foi quando eu falei amor relaxa que vai ser agora o nosso maior momento. Marcela demorou a perceber do que se tratava até que sentiu a cabeça do cacete forçando suas pregas. Deu um grito ai Adilson cuidado senão você me arromba!
Terei todo cuidado do mundo amor só relaxa um pouco que não vai doer nada.
Ai com a cabeça do cacete toda encaixada fui forçando aos poucos parando tenho convicção do tamanho do meu cacete que é muito grosso.
Empurrava e parava sempre fazendo muito carinho na bunda dela e dedilhando seu grelo que estava úmido e teso.
Ai quando vi que a cabeça já tinha entrado quase toda forcei um pouco mais que entrou mais da metade do cacete.
-Marcela soltou um grito rouco.
-Falei calmo amor relaxa que já vai passar.
-Ela disse caralho Adilson vocês esta arrombando com minhas pregas, eu não disse que era virgem ai atrás.
-Disse amor só que não é mais, calma.
- Ela relaxou fiquei um pouco parado dei uma salivada na mão e passei no olho do cu dela, foi quando eu senti que ela relaxou um pouco mais ai recomecei a meter e quando percebi que meu cacete estava todo atochado em seu rabo fiquei como louco cheio de tesão apertava seus seios dava tapas na bunda, fazia malabarismo para beijar-lhe a boca ela ronronando como uma gata  no cio toda cheia de tesão, ai meus queridos amigos perdi a noção do tempo e comecei a tirar aos poucos o cacete vendo o rombo que estava e quando vi que só a cabeça estava dentro comecei a socar sem parar.
Era muito tesão que eu estava sentindo, ela também gemia e rebola bem gostoso, foi ai que eu soquei por mais de dez minutos sem parar ate que senti suas pregas prenderem o meu cacete e sua xoxota encharcar lambuzando as pontas dos meus dedos com seu precioso mel.
Fiquei descontrolado e soquei descompassadamente até não aguentar mais e explodir em um gozo intenso.
Marcela gemia falava palavras desconexas e eu sem parar expeli ate a ultima gota de leite, que quase a camisinha estoura do tanto que gozei.
Ficamos alguns minutos atracados logo em seguida fomos tomar banho e almoçamos para animar mais e repor as energias, pois tínhamos o restante da tarde e o final de semana seríamos sós nós dois em casa.
Ai vocês já podem imaginar como aprontamos.
Conversamos e Marcela afirmou que jamais imaginava que era tão gostoso fazer sexo anal.
O tempo passou ficamos noivos e nunca deixamos de transar.
Tanto como oral e anal sempre fazemos e sentimos muito prazer.
Não tirei o cabaço da xoxota mais tive  o prazer de descabaçar seu maravilhoso rabo que me dá tanto prazer.
Até parece que comer cú vicia, pois quero sempre e adoro encher minha potranca de leite.
Sexo é vida sexo é amor.
Então me ame como eu mereço...

DocecomoMel  (hgata)
Feira de Santana 08 de novembro de 2015
Bahia Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts