.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sábado, 31 de outubro de 2015

Corno...Mais feliz.





Olá pessoal vou relatar como e quando eu comecei a ser um corno manso. Foi a partir da primeira vez que minha noiva na época me fez senti a melhor sensação de minha vida. Pois bem eu sou Ricardo tenho 32 anos sou casado e somos liberais.
Quando há alguns anos atrás eu estava noivo de Adriana uma morena muito gostosa que sempre chamou atenção por onde passamos, naquele final de semana fomos a um aniversário em um sitio de um parente da minha noiva.
A festa estava muito animada tomamos algumas bebidas, dançamos e namoramos muito.
Eu feliz da vida com minha noiva, vendo-a sendo muito cobiçada por todos os homens ali presente.
Mais eu tinha certeza que ela era só minha. Apesar de atrair os olhares de outros homens.
Estava ficando tarde e depois de ter tomado as bebidas não nos deixaram ir embora.
Sei que é perigoso dirigir alcoolizado além de ser um ato irresponsável concordei em ficar por lá.
Como tinha muita gente o único lugar que tinha vago era o quarto do primo dela, a tia da minha noiva sugeriu que dormíssemos na cama dele. Eu concordei já estava exausto doido para descansar. Deitamos abraçadinhos na enorme cama de casal.
No meio da noite o primo de minha noiva o Leandro entrou para o quarto e deitou-se na ponta da cama.
Sendo que ela estava deitada no meio.
Adriana estava ainda acordada e eu também, só que ela não percebeu que eu estava apenas descansando com os olhos fechados.
Foi quando eu percebi um movimento rápido da minha noiva que fez com que ela ficasse deitada sobre meu peito e a bunda ficasse virada para seu primo Leandro, que malandro não perdeu tempo.
Eu ressonava sem perder um minuto de toda cena espetacular ali na minha frente.
Fiquei doido de tesão quando vi o Leandro lentamente se aproximar e começar a roçar o cacete na bunda de minha noiva.
Adriana logo colocou uma de suas mãos para trás e começou apalpar o cacete do seu primo tarado.
Os dois agiam como se eu não estivesse ali naquele momento.
Depois de alguns minutos de mãos bobas minha noiva Adriana ajoelhou-se na cama e começou a pagar um boquete em seu primo Leandro.
Meu cacete estava a ponto de explodir, ela gemia baixinho e ele também.
Foram os dez minutos mais tensos e cheios de tesão que tive em toda minha vida. Mais valeu a pena o prazer que eu sentia.
Depois eu fiz um movimento como se tivesse me virando na cama, mais foi para ceder mais espaço para eles, fiquei de lado assim eu conseguia ter a visão exata do que eles estavam fazendo.
Adriana convencida do meu alcoolismo nem pensou duas vezes em poucos minutos estava rebolando no cacete do seu primo.
Ele subia e descia os quadris, ela rebolava como uma gazela safada.
Muito safada percebi sua respiração entrecortada por suspiros era seu orgasmo em plena cavalgada.
Sossegaram alguns minutos. Depois vi seu primo Leandro ficar em pé próximo à cama e começar a se masturbar e em instantes lançar jatos e mais jatos de leite na cara da minha noiva Adriana.
Foi muito gozo. Logo ele se retirou do quarto.
A safada se limpou e depois ainda suspirando me abraçou.
Foi quando percebeu que eu estava de cacete duro, ai veio no meu ouvido e chamou-me de corno safado.
Eu louco de tesão apenas sorri.
Ela beijou-me abaixou minha calça e começou um galope desenfreado logo em instantes uivava como uma louca gozando em meu cacete.
Vire-a de quatro (4) e soquei sem piedade, metia com força e vigor fazendo-a gemer urrando como a um animal no cio. Puxei seus cabelos, socando sem parar ate que não aguentei mais e enchi sua xoxota gulosa com muito leite.
No outro dia acordamos e fingimos que nada acontecido.
Foi a primeira vez que eu me tornei um corno submisso.
Não tenho vergonha de dizer que adoro saber que minha esposa gostosa, safada, ama sair com outros homens e eu concordo e sinto tesão,que depois de algumas horas de sexo fora de casa ela está toda entregue só para mim.
Gosto de chupar ela e sentir o grelo dela bem molinho na minha boca.
Depois disso aconteceram outras dezenas de situações com outros homens e hoje somos muito felizes e bem casados e nesse tempo ela já teve transas com uma infinidade de homens. Sempre comigo vendo ou sabendo
Sei que nem todos concordam, mais eu não sou dono do corpo dela, apenas quero vê-la feliz e ela a mim.
Sentiram-se prazer nisto é problema nosso mais que sentimos sensações de intenso prazer eu não posso negar.
Agora estamos casados felizes e se depender de minha vontade minha esposa amada Adriana vai foder é muito. Eu quero é vê-la feliz e realizada como mulher.



DocecomoMel
Feira de Santana,30 de outubro de 2015.
Bahia Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts