Acessos em Êxtase !

domingo, 8 de março de 2015

Amante de uma coroa






Olá.
Não sei dizer se é verdade, mas pelo que observo a maioria das mulheres loiras tem fetiche por um negão.
Como eu sou descendente de afro, sou muitas vezes paquerado e cantado por muitas mulheres algumas delas até casada, como não sou frouxo não fujo da raia.
Vou contar como foi que aconteceu uma aventura minha com uma loira bem gostosa e safada, além do mais casada.
Eu trabalho como boy de uma empresa de advocacia faço serviços em bancos, cartórios e muitas vezes alguns funcionários me pedem que faça pagamentos de faturas depósitos e afins.
É claro que sacrifico meu horário de almoço para ganhar um extra.
Neste escritório trabalham duas mulheres, lindas com mais de trinta e cinco (35) anos ambas são casadas, mas são tão gostosas que até esqueço-me desse pequeno detalhe, pois não sou ciumento e em momentos que estou no escritório esperando meu serviço de rua fico olhando-as passar de um lado para outro rebolando, ai meus queridos o tesão fala mais alto fico louco de tesão.
Principalmente com a Laís que é uma cavala de gostosa.
Nem precisa dizer que a homenageio sempre em minhas punhetas.
Eu sou Luciano tenho 19 anos solteiro afro com 1,84 com 82 kg bem distribuídos meus cabelos estilo Black Power, para completar meu perfil tenho um cacete de 21 cm que é bem grosso que é o delírio das mulheres.
Não estou querendo contar vantagem, mais as moças que já provaram voltam sempre pedindo bis.
É claro que não nego até alguns gays que estudam no mesmo cursinho que eu ficam enviando watts app com convites.
Não sou muito chegado a macho, mas tive outro dia que um colega de cursinho me deu uma carona, eu nem sabia que o cara era chegado a estes lances e antes que me deixasse n aporta de minha casa, me fez um delicioso de um boquete.
-Se era leite que ele queria eu dei afinal estava faminto e eu aproveitei soquei gostoso na sua boca gulosa até despejar toda seiva do meu corpo em sua garganta gulosa.
-Foi bom depois ele limpou me deixou em casa e continuamos amigos do mesmo jeito, mas voltando as duas divindades do escritório na semana passada uma delas a que se chama Silvia pediu que eu sacasse um dinheiro, pois ela iria viajar no sábado pela manhã.
Mas devido ao grande quantidade de gente atrasei-me e quando cheguei ao escritório ela já tinha ido embora.
Poxa o que fazer agora foi o que pensei, mas logo as respostas vieram em forma de um telefonema.
Silvia pediu se fosse possível eu levar até sua casa o dinheiro.
-Claro que sim respondi anotei o endereço e assim que sai do escritório peguei minha motocicleta e fui não era muito longe.
Quanto bati a porta e logo foi aberta por uma mulher linda e cheirosa, digo com sinceridade à vontade que eu tive foi de apertá-la em meus braços e beijar até sufocar.
Que loucura linda com um short branco e uma blusa fina que mostrava os bicos dos seios eriçados eu pirei fiquei em estado de lerdeza sem dizer nada só olhando para ela que foi preciso Silvia chamar pelo meu nome por mais de uma vez.
Atordoado com meus pensamentos deparei-me em uma inusitada situação estava louco excitado ali na frente de Silvia que notou... E ainda tentou disfarçar que nada via de estranho, mas é claro que percebia que eu estava excitado.
E claro e evidente que procurei sanar aquele incomodo pedi a ela que me deixasse usar o banheiro. Ela mostrou-me o caminho e assim eu fui. Tentei fazer xixi mas é impossível, lavei  as mãos molhei o rosto e nada do meu cacete abaixar,para disfarçar tirei a camisa de dentro da calça para impedir que  visse ai ficou pior,a camisa ficou parecendo uma barraca armada.
Voltei para sala falei que já ia embora foi quando Silvia falou para compensar meu trabalho de ir até sua casa se eu não aceitava uma taça de vinho.
Disse que não, pois estava com motocicleta.
Ela concordou dizendo que eu era um rapaz de juízo.
-Bem sou sim só perco juízo por uma coisa!
-Ela prontamente indagou qual era o motivo que me fazia perder o juízo.
-Respondi que era por mulher, por ela e com ela fazia coisas que até Deus duvida!
-Ah menino que coisa ein,
-Pois é Silvia por mulher nado até em rio que tem piranhas.
E você Silvia nunca conversamos no trabalho como é sua vida?
-Minha vida é simples Luciano, só estou tentando me readaptar a minha nova condição de solteira.
Solteira?
Sim ainda não participei a todos, mas estou definitivamente separada.
Ah, eu falei, mas eu não vou lamentar por isto se não deu certa bola para frente Silvia a vida continua.
-Obrigado é o que estou tentando fazer, mais ainda é complicado.
Eu tomei coragem e falei bem assim com a maior cara de pau, bem Silvia você está solteira porque quer, pois é muito bonita e...
Pigarreei e falei alem de bonita é muito gostosa, qualquer homem normal adoraria ficar com você!
- Me deixa falar logo inclusive eu.
Pronto falei o que faz tempo te queria dizer sou louco por você só nunca disse, pois pensei que era casada.
Silvia ouviu calada com os olhos arregalados e depois perguntou?
Você deve está brincando comigo Luciano?
Brincadeira não deixa homem ficar excitado deixa?
Pois olhe e veja como estou só de está perto de você!
-E sem dizer nada Silvia segura em minha mão me leva até o sofá e senta bem pertinho de mim.
-Sei que sou mais novo que você eu afirmei, mais não consigo controlar meus instintos.
-Silvia olha bem dentro dos meus olhos e sem dizer nada me dá um beijo leve que é apenas um roçar de lábios.
Enlouqueci agarrei-a em meus braços e comecei a beijá-la minhas mãos começaram alisar seu corpo inteiro Silvia entregou-se aos meus desejos e em minutos, estávamos no sofá na maior agarração.
Silvia me deixou mamar seus seios, beijar seu corpo inteiro, eu louco de tesão meu cacete quase estourava na calça.
Só pensava em beijar e acariciar aquela mulher que há tempos desejo em meus braços.
Aí meu querido logo fomos tomar um banho afinal sai do trabalho direto para sua casa.
No banheiro pude me deliciar com seu corpo, minha boca ávida de seu corpo lambeu cada cm de seu corpo, sentia Silvia se arrepiar em cada toque.
Provoque-a deixando o prato principal que era a xoxota lisa e meladinha para saborear na cama.
Assim provei de sua deliciosa seiva, ouvindo seus gemidos, seu corpo se contorcia ao toque de minha língua que de inicio foi suave, passeando de um lado a outro, mas quando me dei conta como era delicioso sentir seus lábios vaginais entre meus lábios. Chupei e suguei com intensa vontade de provar de seu mel.
E Silvia foi abençoada pela natureza, gozava abundantemente enchendo minha boca com seu delicioso e adocicado mel.
Eu quase gozo só de sentir seu orgasmo intenso e maravilhoso.
Fiz o que mais desejava nos últimos dias de minha vida que foi proporcionar prazer à mulher mais gostosa que já conheci. E assim em minutos estava eu na cama de Silvia com meu corpo negro reluzindo em contraste com a brancura de Silvia. Olhando em um espelho me senti como se estivesse fazendo um filme pornô.
O negro jovem com uma potranca loira com os cabelos esvoaçando sentindo seu galope desenfreado até não agüentar mais de tanto gozar.
Foi bom demais eu me senti um objeto do seu prazer,quando ela saiu de cima do meu cacete com coração disparado com respiração ofegante ficou de quatro,eu apóie em sua traseira e fui por cima de seus quadris metendo em ritmo acelerado, ouvindo seus gemidos pedindo que a fodesse como há tempos não era fodida.
Amores queridos eu com 19 anos louco de tesão fiquei por mais de trinta (30) minutos socando impiedosamente em minha Silvia, ouvia seus gemidos seus pedidos de clemência, era como estivesse no paraíso e finalmente quando meu orgasmo se aproximou tirei o cacete de dentro de sua xoxota linda e castigada pelo meu cacete e gozei abundantemente em sua bunda.
Parecia que eu era um touro devido à grande quantidade de esperma que despejei sobre ela.
Fiquei alguns minutos com a respiração entrecortada, até que Silvia falou:
Deixa-me limpar este cacete delicioso, ela foi dizendo e virou-se com carinho começou a chupar meu cacete ainda duro, claro que com o boquete que ela fez aí que não amoleceu mesmo. Viramos em uma posição e ficamos fazendo um sessenta e nove (69).
Por um bom tempo até sentir novamente seu gozo em minha boca.
-Delicia Silvia goza minha gostosa, minha safada é assim que gosto, de mulher safada e já estava louco para começar a fugir ela gostoso novamente, quando ela disse.
É bom você colocar sua motocicleta na garagem acho que você vai ficar a noite toda por aqui.
Eu nem se lembrava de nada, mas como ela falou na certa não queria que os vizinhos vissem que ela tinha companhia.
Atendi seu pedido montei na moto dei uma volta na quadra e quando retornei o portão já estava aberto.
Entrei e já fomos direto para o banho.
Saímos do banho fizemos um pequeno lanche os dois sentados um de frente ao outro, logo voltamos para cama e Silvia pode sentir toda minha sede de sexo, pois a fiz gozar novamente até não agüentar mais.
Pois o cacetudo aqui soube lhe proporcionar momentos que jamais ela vai esquecer.
Se assim que quer é assim que dou,quando Silvia me chupou e deixou meu cacete todo melado de sua saliva,eu apalpando sua bunda, ela ronronando,quando eu cai de boca em seu rabo e sentir seu cú latejar na ponta da minha língua,já vi que iria me afundar em seu rabo até explodir em gozo e assim foi feito.
Sai da cama fiquei em pé trouxe para que ficasse na beirada, lambuzei seu anel, aliciei com os dedos deixando cada minuto mais desejosa, coloquei uma camisinha com sabor de morango, pequei um creme que estava no criado mudo untei e besuntei seu anel e a cabeça do meu cacete e fui encostando empurrando aos poucos até senti a cabeça do cacete entrar, entrou macio escorregando com muita facilidade, graças ao tesão sentido e toda preparação quando me vi alojado com cacete todo dentro de Silvia eu pirei e com estocadas fortes sem parar em um desenfreado movimento de vaivém comecei a gozar até não agüentar mais.
Caracas que delicia sentir um rabo latejando apertando o cacete é algo tão gostoso que fica impossível de controlar.
Ficamos abraçados. Um aninhado nos braços do outro até adormecemos por algum tempo,mas logo despertamos ,fizemos uma pausa para um lanche tomamos banho e recomeçamos desta vez era Silvia que comandava.
Galopou em meu cacete como nunca, me lambia por onde queria.
Até meu anel Silvia sugou e eu fiquei na posição que ela desejava, me deixei levar pelos seus instintos de fêmea e pude sentir sensações e emoções que me levaram ao Clímax*
Ai sim agora soube que tirei a sorte grande encontrei a mulher dos meus sonhos.
E desde então já se passaram três (3) meses, então faço assim de sexta até domingo fico com Silvia eu sou seu macho, ou viajamos ou ficamos em sua casa, onde posso lhe proporcionar os seus mais secretos desejos na cama. Adoro isto.

Docecomomel (hgata)

Feira de Santana, 06 de março de 2015.
Bahia Brasil.
Visite:Climax Contos Eróticos

http://www.climaxcontoseroticos.com/index.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)