.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Sexo Casual e Safadeza





Olá.
Eu sou o Marcos tenho 23 anos, atualmente estou sem namorada fixa, como saio muito com meus amigos estou sempre com uma gata em finais de semana. Não quero me prender a ninguém por estes tempo ando estudando muito para um concurso e preciso ficar centrado e o tempo acaba ficando curto só em finais de semana que saio para aliviar as tensões do dia a dia.
Quero mesmo é sexo.
Vou relatar como foi aventura que tive no sábado da semana passada. Estava em uma balada com um amigo logo ele se armou com uma gata e sumiu.
Eu estava curtindo e bebendo um uísque, foi quando fui até o banheiro e devido a quantidade de gente estava apertado transitar, no meio do caminho ao banheiro eu vi uma mulher que aparentava uns trinta e cinco(35) e poucos anos.
Era uma coroa para mim, mas eu a achei muito gostosa, segui meu caminho quando estava voltando nossos olhares se encontraram.
Logo percebi que quando ela me olhou seus olhos cintilaram.
 Senti um tesão olhando para ela com seu vestido preto fiquei de longe observando se estava sozinha, vi que estava com amigos foi assim que com um gesto ofereci uma bebida, ela acenou com cabeça um sim então eu resolvi ver qual era daquela mulher, cheguei junto enlacei em sua cintura dando um beijo na face de cumprimento.
Começamos a conversar, trouxe uma bebida para ela-a muito boa de conversa disse que veio para balada para se divertir, dançar mas se encontrasse alguém que quisesse sexo casual não rejeitaria pois estava muito carente.
-Delicia eu pensei encontrei a parceira para meu final de noite. Ficamos só nos xavecos, até que seus amigos disseram que iam embora, pedi que ficasse comigo que a levaria em casa.
Depois de beijos e abraços sentia os bicos de seus seios durinhos no tecido fino de seu vestido.
Diga-se de passagem estávamos os dois cheios de tesão.Já era quase três horas(3) as pessoas iam saindo foi quando me dei conta que precisava levar logo aquela gostosa para um lugar sossegado.
-Perguntei se não queria ir até algum outro lugar?
 Ela me disse que iria aproveitar a noite ainda um pouco mais, mas que poderíamos ir para um motel ali perto mesmo.
Eu disse que sim, mas que estava sem carro pois estava bebendo iríamos de taxi.
Ela me disse que tudo bem sem problemas, pois estava de carro.
 Saímos da balada abraçados ainda bem que só tinha tomado duas doses de bebida.
Ela foi dirigindo eu apenas com uma das minha mãos em seu joelho acariciando.
Entrou em um motel pediu uma suíte estacionou seu carro e rindo me deu um beijo falando. - Vamos meu gostoso começar nossa farrinha de final noite.
Assim que entramos no quarto ela foi tomar um banho enquanto eu a esperava na cama só de cuecas. Ela saiu enrolada em uma toalha fui até seu encontro beijando e apalpando seus seios.
Mamei um em seguida do outro, delicia os bicos dos seios dela era bem durinhos e grande.
Observei seu rosto afogueado possuído pelo tesão, meu cacete babava dentro da cueca, o clima o tesão.
Peguei-a em meu colo e levei até a cama, coloquei deitada tirei a toalha e pude ver a marca de biquíni, sua xoxota lisinha com um bigodinho marcando uma pequena linha.
Abri suas pernas e como um louco cai de boca chupando seu grelinho, mordia e lambia até que a fiz gozar em menos de cinco minutos.
Delicia saborear de seu mel, ela gemia e se contorcia em espasmos.
Lhe dei um beijo e fui tomar uma ducha rápida. Foi o banho mais rápido de minha vida, já vim enrolado na toalha, que mostrava meu cacete duro apontando para frente, o pau da barraca armado.
Fiquei em pé ao lado da cama tirei a toalha e com um gesto a puxei ao meu encontro. Foi um dos melhores boquete que recebi em minha vida.
Gostei em sua boquinha, ela bebeu quase tudo e nos beijamos, ainda senti o gosto de minha porra em sua língua.
Ficamos abraçados e cochilamos um pouco, mas logo acordei com sua boca quente e macia me fazendo outro boquete.
E a melhor forma de acordar um homem. Fiquei super. teso a coloquei de ladinho na cama e comecei a bombear como um louco, sua xoxota meladinha, quente e apertada me deu um tesão alucinado.
Ela gemia baixinho, contorcia-se de tensão.
Veio por cima galopando desenfreada mente, apertava os bicos dos seus seios, abria sua bunda fazendo um carinho com um dos meus dedos em seu rabo.
A safada estava radiante e feliz.
Meu gozo se aproximava sentir seu milzinho escorrer pelo meu cacete inundando de prazer.
O dia estava já amanhecendo, logo que senti seu gozo inundando sua xoxota levantei da cama a coloquei
 De quatro e fiquei em pé no chão abri sua bunda dei uma fungada senti seu cheiro de fêmea, troquei de camisinha encostei meu cacete e puxei-a a meu encontro.
Conforme eu ia metendo ela gemia, pedindo que a fodesse forte, eu segurei em seus quadris e comecei bombeando com muita força.
 Ela gemia e rebolava no meu cacete, que me deixava maluco, meti por muito tempo até que gozamos juntos.
Ficamos os dois juntos deitamos mais um pouco namoramos com beijos e abraços e logo transamos de novo.
Aí amores vi a safada chorar quando comecei a enrabar e sentir suas pregas latejando, comprimindo meu cacete, enlouqueci e fodi com muita força. Tirava o cacete todo deixando só pontinha da cabeça e quando via todo arrombado socava com vontade fazendo gemer e gritar de tesão.
Toma safada é cacete que tu quer toma e dava tapas em sua bunda até deixar vermelha e ela gemia e gritava de muito tesão até que gozamos eu todo dentro do seu rabo ela nas pontas dos meus dedos.
Porque comer um rabo quente apertado batendo uma siririca gostosa na safada é tudo de bonina foda é um fecha alas da foda.
Ficamos abraçados com respiração ofegante até que fomos tomar um banho juntos o dia já tinha amanhecido.
Pagamos a conta e fomos embora, ela não me deu telefone, nem endereço mas disse-me que no sábado seguinte estaria na balada novamente. Continuei minha vida e quando no meio da semana vou até o banco pagar a inscrição do meu concurso e da fila ao longe a vejo.
A safada era nada mais nada menos do que a gerente do banco e ostentava uma aliança enorme no dedo. Fiquei pasmo, mas nada poderia fazer a não ser esperar o sábado quem sabe ela volta de novo com seu jeito de puta carente e eu possa lhe envolver novamente com carinho e muito sexo.
Pois assim foi minha aventura, agora não sei se fui usado ou se usei, mas de uma coisa tenho certeza tem é mulher mal comida. Os marido pensam só em ganhar dinheiro e carros potentes e deixam as pobrezinha carentes de cacete, ainda bem…Sobra mais mulher.

Docecomomel(hgata)
Feira de Santana,12 de dezembro de 2014.
Meus blogs te esperam.
Skype.docecomomel2011@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts