.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Gosto de comer e adoro ser comido.


Meu nome é Marcos meus colegas de trabalho me apelidaram de Marcos Mala, não que eu seja uma mala sem alça, mas por adorar receber uma boa mala no rabo, ai já sabe quem já me comeu sabe que quanto maior a mala mais eu gosto mais eu gemo mais eu fico gamado. Me denomino como bissexual ,porque como homem, mulher e dou gostoso meu rabo.Sem problema algum e sem sentimentos de culpa,meu lema é dá e sentir prazer.
-Bem voltando do trabalho na ultima sexta-feira passei em uma pizzaria onde serviam ótimas pizzas até pensei em levar uma para casa, fiz o pedido e fiquei aguardando tomando um chope estava lotado foi quando um homem chegou perguntou se poderia sentar, pois estava sem mesas vazias, não vi motivo algum de não deixar e assim logo começamos uma conversa animada e por coincidência ou ironia do destino ele morava em um bairro que é caminho da minha casa. Entre uma conversa e outra acabei lhe oferecendo carona, ele aceitou, mas me fez prometer que tomaria uma cerveja em seu apartamento. Lucas era seu nome.
-Nossos pedidos chegaram, pagamos a conta e saímos em direção ao meu carro.
Sai dirigindo até que por um momento fiquei um pouco desconfiado quando passamos em um local onde tinha muitos travestis e mulheres de programas.
-Quando ao passar por um traveco Lucas assoviou e falou ai delicia adoro fuder um rabo.
-Danou-se o cara gosta de comer e eu de ser comido.
-Ah é Lucas e você não é casado?
-Sou sim, mas sempre fui fissurado em comer gay a porra da minha mulher não libera o rabo de jeito nenhum diz que vou arrombar com as pregas dela.
-Sorrir da expressão dele, foi quando ele indagou se eu tinha os mesmo problemas em casa.
-Pigarreei e falei não Lucas o meu problema é outro!
-Ah é? Que problema é este meu amigo? Pode dizer sem grilo.
-Os meus problemas Lucas que eu é que gosto de dá e mamar gostoso outro macho, mas a minha mulher não desconfia, também vive enfiada na igreja.
-Poxa cara que coisa ein, você gosta de dá e eu de receber, gostei de saber disto.
-Eu sério dirigia ate que perguntei que direção deveria tomar até chegar a sua casa.
-Olha Marcos vou ser sincero com você depois que você me falou que gosta de mamar e de dá o rabo o que eu quero mesmo é te enrabar gostoso, se quiser ir para motel beleza ou então la em casa mesmo a patroa está viajando.
-Tem certeza Lucas?
-Sem problemas você gosta eu também que mal há nisto afinal não somos crianças.
-E concordei e Lucas foi dando as coordenadas de sua casa. Estacionei o carro na garagem e entramos.
-Ele foi logo pegar cerveja na geladeira, voltou com dois copos em suas mãos e me olhando nos olhos perguntou se não queria tomar um banho.
Concordei-o me deu uma toalha e me olhando foi tirando a camisa, a calça e logo via só o cacetão atravessado na cueca box.
-Babava notava-se já uma marca molhada em direção da cabeça do porrete.
Tomei banho fiz minha higiene pessoal e voltei para sala enrolado na toalha.
-Lucas me olhava e me deu duas peças de roupa e com um abraço nossos cacete se tocara, senti um frio na barriga quando ele disse veste isto aí amoreco enquanto eu tomo um banho também.
-Éramos dois espadas, meu cacete parecia que ia explodir de tesão, ele passou a mão e rindo disse, se você for boazinha deixo você inaugurar meu anelzinho.
-Saiu rindo para o banheiro... Olhei em minhas mãos as peças de roupa que ele havia me dado e fiquei surpreso.Era uma calcinha e um soutien de oncinha.
Logo ele voltou pelado, com os cabelos molhados o cacete duro fazia uma curva apontando para cima.
Vista esta roupa que você será minha putinha gostosa, virei de costa e vesti a roupa, só deu trabalho de o meu cacete ficar dentro da calcinha, mas fui relaxando até que ficou bem legal. Lucas se aproximou por trás e ficou me sarrando,sentia seu cacete vibrar encostando em minha bunda,ele acariciava meu pescoço,apertava de leve os bicos do meu peito.
Ainda bem que tinha me depilado naqueles dias. Estava lisinho mesmo.
Ambos estávamos com um tesão louco, quando me virou e me deu um beijo eu e ele ficamos doido , passando a mão na minha bunda e costas.
Fiquei mole de tesão.Quando aos poucos fomos nos abaixando até tapete, ai não teve como segurar ...Fizemos um sessenta e nove (69) delicioso.
Senti seu cacete liso, com muitas veias, duraço e com a cabeça grande... Na minha boca foi uma delicia quase nem cabia.
Lucas deu umas chupadas no meu cacete... Mas deliciava-se mais chupando meu rabo.Foi quando ele me colocou de quatro e caiu de boca,nas minhas pregas me lambia enfiava a língua,me chamava de vadia e de putinha safada,afastava a calcinha de um lado para outro até que com um  puxão libertou de todas as amarras e pudores.
Ajoelhado atrás de mim começou a enfiar o cacete aos poucos só lambuzando procurando espaço em segundos eu já estava empalado, metia devagar só a ponta da cabeça logo tirava e metia com mais força ainda, assim em pouco tempo ele metia forte, minhas pernas abertas com completamente encaixado com cacete dentro me enlouquecia de tesão.
Aí Lucas não teve dó socava com vontade,me chamando de putinha, vagabunda, de chupador de rola ,de vadia gostosa que ia acabar com minhas pregas e dentre outros nomes que só me  deixava mais safado rebolando em seu cajado todo atochado aí...O vuc vuc me deixou possuído pelo tesão intenso eu nem raciocinava mais queria mesmo era ser  fudido
Enlouqueci e meu corpo entrou em espasmos de convulsão e gozei forte. Lucas sentindo seu cacete ser mordiscado pelas minhas pregas forçou mais algumas estocadas e gozou farto.
Foi um dos gozos mais demorados que já recebi nas minhas entranhas. Ficamos abraçados,nos beijando, até que o cacete amoleceu e ele todo safado pediu,anda acorda o junior que teremos mais farra. Virei-me e com cara de safado tirei a camisinha logo seu cacete já estava duro novamente.
Ai meus amores caprichei no boquete deixando ele bem teso e com gingado no corpo, desci naquele porrete que entrou macio.
Eu e Lucas estávamos nos realizando como se fosse um casal em total sincronia, e outra vez gozei gostoso com ele todinho atochado dentro do meu rabo.
Logo que tinha acabado de gozar Lucas fala ajoelha minha putinha que agora tu vai rezar e com uma boa chupada ele em pé com as pernas arqueadas, Lucas despejou jatos e mais jatos de leite em meu rosto boca cabelo e peito.
Assim terminamos fomos tomar banho foi para casa, mas já ficou acertado para o sábado pela tarde.
Fomos ate um motel e eu fiquei sendo sua mulherzinha até de madrugada...
Agora somos amigos quando queremos temos nossas brincadeiras que nós deixam realizados e felizes e continuamos casados e bons pais de família. Mas que o moço tem um cacete bom de fuder isto não resta duvidas.
Aí nem posso lembrar que as minhas pregas ficam piscando e sente saudades.



Docecomomel (hgata)
Feira de Santana, 17 de novembro de 2014.
Bahia :Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts