Acessos em Êxtase !

sábado, 27 de setembro de 2014

Eu meu marido e um amigo!





Eu confesso que quando era solteira tinha um namorado estávamos nos preparando para casar, eu sempre fui mais levada ou safada como queriam me chamar, sabia que sou mesmo. Estudava de noite e muitas vezes meu namorado ia me buscar no colégio e eu adorava saber que ele estava no portão me esperando e eu escondida na quadra de esportes com algum outro rapaz fazendo sacanagem. Amava ser chupada no escuro encostada ao muro, não fodia, mas fazia mil e uma estripulias, tipo boquete uma punheta aqui e acolá os caras já sabiam que eu era muito assanhada e já teve dias de chupar até três cacetes um atrás do outro, depois seus leitinhos se misturavam em meu estomago. Sou safada sim e daí?
 Eu adoro isto ser desejada provocar tesão.
 Mas depois de casada as coisas mudaram, meu sexo era morno meu marido então o maximo que conseguia dá era duas vezes na semana.
Mas depois de dois anos de casada Carlos o meu marido então e eu combinamos de fazer alguma aventura diferente.Nós dois no caso. Mas foi eu que instiguei ele a tomar esta iniciativa é claro.
Juntos é claro porque sozinha eu já me virava com o entregador de gás, com o vizinho um coroa gostoso que ia até minha casa enquanto sua esposa ia para médicos e passava a tarde interia me comendo  do tudo quanto é jeito,sem deixar de citar o porteiro do condomínio.
Um baiano negro enorme que me fodia de me deixar de pernas abertas.Este me deixou saudades.
Ufa que delicia trepar!
Eu adoro sexo...
 Olhou escreveu não leu gostou estamos aí para o que der e vier este meu lema.
Mas depois de muito conversar eu e meu marido combinamos de fazer um ménage,depois de muito  pensar quem seria o escolhido  ele conversou com um  amigo seu de infância.
 Que topou na hora,assim marcamos  o dia de sua visita.
Eu já sabia quem era e gostei de saber que ele iria-me foder gostoso e meu marido ia apenas olhar e no final entrar também na brincadeira.
-Amor você ter certeza disto?
Perguntei a  meu marido Carlos sem saber de nada, pois é inocente disse claro amor quero ver você sendo comida bem gostoso por este amigo meu.
Ele cuidará muito bem de você!
-Eu respondi com cara de safada está certo amor só farei por você porque te amo demais!
E com carinha  de anjo beijava bastante o meu marido corno inocente, porque eu achava impossível um homem não saber nem perceber que a mulher deu a outro antes de ter relação com ela.
Assim naquela tarde em nossa casa chegou o amigo de meu marido, moreno alto cabelos e olhos pretos.
Logo de longe me coloquei a observar se valeria a pena.
Ufa e como valeu.
Cumprimentamos-nos e fomos para o nosso quarto, meu marido foi logo ditando as regras.
Pois bem Iago tem que ser com camisinha e estarei presente, sem interferir até depois que você gozar eu quero chupar gostoso sua xoxota toda assada de levar cacete e só assim gozar também na minha puta toda arregaçada...
-Iago olhava para mim já passando a mão sobre o cacete, mexendo os lábios de um lado para outro.
Já se percebia que estava excitado, só fez uma pergunta que achei desnecessário, vale tudo meu amigo Carlos, sabe que adoro os preliminares, meu marido sorriu e disse isto depende dela Iago é ela quem sabe como quer ser fodida por você só estou de espectador.
 E rindo foi sentar na poltrona que ficava ao lado da cama.
-Eu que até então estava quieta imaginando como seria ser fodida por aquele macho fui para cama tirei meu roupão e lá fiquei, com minha carinha sonsa de anjo, até parecia que seria a primeira vez com outro que não fosse meu marido.
O pobre coitado com o coração na mão achando que a mulherzinha dele é inocente.
Iago se aproximou, ajudei a tirar sua roupa, sem camisa já percebia um tronco forte e sem pelos com os braços musculosos.
Ai acariciou e foi retribuída em carinhos, ai foi a vez de tirar a bermuda, fui abaixando aos poucos e logo pude ver a cueca preta mostrando um porrete enorme de grande atravessado que a cabeça queria sair pelo cós da cueca.
Ufa respirei feliz. 
O cacete dele era bem maior e mais grosso do que do meu marido.
Para alegria minha é claro.
Meu marido com olhos vidrados ficava apenas assistindo.
Logo eu já estava batendo uma gostosa punheta. Que colosso de cacete de tão duro chegava a fazer um arco apontando para o umbigo.
Pelo canto dos olhos observava  meu marido que se punhetava,quando Iago subiu na cama e começamos um sessenta e nove,fui à loucura, que língua gostosa Iago enfiava na minha gruta. Ele com a cabeça entre minhas coxas só com a língua da frente até a atrás chegando até o meu anel, eu fiquei como louca cheia de tesão. Pois o Iago chupava com uma velocidade sua língua entrava e saia me deixando de pernas moles.
Eu  é claro mantinha as minhas pernas bem abertas para facilitar o trabalho dele, sempre forçando um pouco mais sua cabeça para sentir o roçar de sua barba entre as coxas.
 Eu rebolava gemia urrava puxava-o de encontro a minha xoxota fiquei como uma desesperada enlouquecida por sexo. 
Nós íamos à loucura!
Mas sem deixar de chupar o seu cacete, que entrava e saia de minha boca com uma facilidade incrível, pratica em boquete sempre eu tive ,só fingia inexperiência com meu marido corno inocente.
 Quando eu já não aguentava mais gozei em abundancia ,aí que foi bom sentir Iago se lambuzar em meu mel.
Eu teve momentos que foi preciso soltar o cacete dele pois fiquei como se tivesse em transe gozando muito.
Ai foi que em instantes invertemos a posição e Iago  botou  uma camisinha me colocou de quatro colocando o seu cacete  entre minhas coxas, abriu bem as  minhas pernas sempre segurando o cacete e esfregando no meu grelo, gemendo  alto me chamando de safada,dava tapas na minha bunda e com uma estocada forte começou a socar.
Um entre sai com ritmo cadenciado, sempre batendo em minha bunda e algumas vezes perguntava a meu marido se era assim que ela queria ver a mulherzinha dele ser arrombada?
Meu marido na poltrona com rosto transfigurando se masturbando respondia...
Suspirando forte.
Sim Iago arromba com teu cacete  enorme esta puta safada que gosta muito de foder.
Iago acelerava mais ainda e sempre abria ainda mais minha bunda como se tivesse desejando me enrabar.
Eu ate estremeci pensando nisso, pois o cara me segurava com muita força e socava forte.
Ai tive outro orgasmo com seu cacete atochado na minha xaninha.
Olhei e vi meu marido também gozando.
Caracas que aventura eu fui me meter já tinha gozado duas vezes e Iago nem pensava em parar. 
Foi ai que tive a maior surpresa meu marido levantou veio até nós e disse para o seu amigo meter gostoso em meu rabo que eu adorava dá o cú.
-Eu disse não é muito grande Carlos assim ele vai me destruir.
-Foi quando Carlos disse Ah é...Pois é  trato é trato come ela Iago se quebrar as pregas depois costura.Falou meu marido com uma cara que parecia está adorando me ver sendo empalada por aquele cacete enorme ainda muito grosso. Eu comecei a gritar e chorar que não e meu marido dizia:
-Não para de meter!
-Soca no rabo dessa puta!
-Ela gosta disso... Mesmo.
Eu sei que ela dá pra os coleguinhas, coma gostoso Iago mostre a ela quem manda nesta porra aqui.
Iago nem se abalava continuava comendo minha xoxotinha que já dava sinais  de está assada,aí com um movimento  brusco eu senti que ele tirou da xoxota e prendendo-me entre suas pernas ,me apontou o cacete para o centro do meu rego deu uma lambuzada de saliva e encostou,não tive reação alguma,pelo contrario meu anel latejava desejando isto e quando Iago começou a meter vi estrelas e constelações em noite escura,gemi e bradei de dor,mas logo foi passando a sensação de letargia, e  o ritmo cadenciado  foi abrandando dando um prazer suave e gostoso. 
Sentia-me toda preenchida.
Ai foi a vez de Iago gozar e que gozo parecia um  touro reprodutor atracado as minhas ancas ate senti que a ultima gota de esperma  havia saído , Iago pacientemente tirou de dentro de mim seu cacete e veio até minha frente oferecendo seu cacete ainda meia bamba para que eu o chupasse e assim o fiz.Chupei divinamente era gostoso demais sentir um cacete grosso na boca,doía um pouco mas nada que não pudesse suportar. Enquanto o louco do meu marido caia de boca em minha xoxota lambendo se lambuzando com meu mel.
Mas por poucos segundos ele já começou a meter e ainda sorrindo disse caracas Iago você arrombou mesmo com minha puta está faltando cacete prá encher esta  rapariga safada e caímos na risada e meu marido começou a socar ate gozar gostoso em minha xoxota que chegou  escorrer seu leite.
Ele não gosta de camisinha
Meus queridos este foi nosso primeiro ménage Iago ficou cliente Vip* e mesmo quando meu marido não está  se ele resolve fazer uma visita é claro que com um majestoso cacete como o dele eu  pirava de  tesão!
E transávamos muito, até a exaustão.
Foi com Iago que aprendi a fazer sexo sempre de uma forma maravilhosa! 
Assim foi minha primeira aventura consentida pelo meu marido que decidiu ser um corno assumido e manso.

Docecomomel 
Feira de Santana , 26 de setembro de 2014.
Bahia Brasil

Um comentário:

  1. Que é isso? rs rs rs . Conto tesudo! Adorei a esculhambação, rs rs. Mas pobre desse marido, rs rs. Ao menos dessa vez ele soube de tudo.
    Querida, seus contos são muito excitantes! Beijão!

    ResponderExcluir

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)