.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Desabafo, 1ª traição de uma mulher casada.




Olá eu sou Marcela sou casada há cinco (5) anos, me dou muito bem com meu marido que é um amor de pessoa, mas ele teve um tempo de sua vida quando era jovem era frequentador assíduo de uma igreja e ainda hoje depois de dez anos afastado os ensinamentos do evangelho tem forte influencia em nossa vida cotidiana.
Principalmente na nossa vida sexual.
Eu confesso que desde que me casei nunca tive pretensão de trair meu marido, mas o tempo à rotina com a falta de criatividade de meu marido na cama isto está me deixando a ver navios. Afetando diretamente em minha forma de viver.
Caramba em pleno século XXI um casal ainda ficar só no papai e mamãe é foda.
Isto é coisa do século passado a modernidade o meio de comunicação à liberação está ai em nossa cara.
E para completar minha sogra veio morar em uma casa vizinha a nossa.
Sufoco é olhar para meu cunhado e sentir tesão, sentir intenso calor subindo pelas coxas e acender uma labareda na minha xoxota.
Já não estou suportando tanto tesão reprimido.
E quando vejo meu cunhado com seu corpo musculoso lavando sai motocicleta na frente de nossa casa fico como uma doida cheia de excitação e penso é hoje que quando meu marido chegar do trabalho me acabo na cama.
Ledo engano meu marido chega toma banho já veste seu short de seda, janta começa ver os telejornais e dorme...
O sono dos justos reconheço que está cansado, mas caramba e eu que tive um dia também cheio de atribulações que faço?
Vou me deitar e faço todos os tipos de insinuações na cama, meu marido desperta tira sua roupa, minha camisola, mama meus seios seu cacete ainda meio bamba coloca camisinha e transamos alguns beijos e amasso e finalmente o orgasmo... Dele!
-Assim saciado sai de dentro de minha xoxota toma um banho me dá um beijo de boa noite e volta a dormi...
Fico espantada com a falta de imaginação e criatividade dele.
Tem apenas 36 anos e encara sexo como se fosse obrigação de um casal.
Intrigada levanto vou para sala e começo a ler contos eróticos o calor de estórias sensuais e mirabolantes eu gozo, mas um gozo solitário bem diferente do que anseio para meus dias.
Caracas eu tenho 32 anos não sou uma matrona que tem a vida cheia de obrigações com filhos, netos genros e noras sou jovem quero viver a vida.
E assim a proximidade de meu cunhado vai a cada dia despertando um desejo intenso sobre sexo e como meu marido não estava me oferecendo para cumprir minhas necessidades físicas, fico como se tivesse sendo obrigada a trair e nada mais justo com alguém que me atraia e meu cunhado foi o escolhido assim fui à caça. Com certeza o sigilo será garantido.Além de Sr um belo rapaz,pelo que pude observar discretamente tem um cacete de bom tamanho.
A noite disse a meu marido que o chuveiro de nossa suíte estava dando curto como era uma coisa que não poderia ser consertado de noite ela disse que iria pedir a seu irmão mais novo que viesse olhar no dia seguinte.
Plano numera um (1) dando certo foi o que pensei assim que meu marido saiu para trabalhar tomei um banho vesti uma calça legging bem apertada que deixa bem visível o desenho da minha xoxota e uma blusa fina transparente que pudesse ver os bicos dos meus seios excitados. E fiquei esperando um cunhado vim, fui cuidar dos meus afazeres, afinal eu estava ansiosa teria que ter calma para não botar tudo a perder, mas é claro que eu teria que provocar ou era tudo ou nada.
Logo meu cunhado chegou procurando saber o que era preciso ser feito.
Eu disse que era o chuveiro da minha suíte e assim o levei até o meu quarto ele olhou me pedindo uma escada.
Fui até um pequeno deposito e voltei com uma escada, era de alumínio leve coloquei perto do boxe e afastei-me.
Meu cunhado colocou-a no lugar e subiu, foi quando a escada deu um estalo e meu cunhado ia caindo.
-Cuidado foi o que disse!
-Então segura ai que logo concerto o chuveiro, assim me dispus a segurar a escada e meu rosto ficou bem próximo à cintura do meu cunhado.
Sentia cheiro de sexo, mas como provocar, estava complicado.
Logo meu cunhado terminou o serviço e me perguntou se tinha mais alguma coisa que ele pudesse fazer para me ajudar...
Sem medir as consequências eu respondi olhando dentro de seus olhos.
-Tem sim!
 Afirmei com toda convicção que aquele momento seria crucial por todas nossas vidas.
-O que minha querida? Ele perguntou com a voz cheia de carinho.
-Quero que me torne uma mulher realizada e feliz na cama, não aguento mais a mesmice de todos os dias com seu irmão que se comporta como um velho, eu já não suporto mais ou é com você ou com o primeiro que encontrar!
-E assim que fechei a boca meu cunhado me abraçou e com intenso carinho falou, calma querida você esta estressada, tenha paciência que tudo se resolve.
-Calma só que posso ter, eu preciso é de sexo, não de calma e comecei a chorar, meu cunhado continuava abraçado a mim começou a beijar minha face, enxugando minhas lagrimas logo nossas bocas travavam um verdadeiro duelo.
Aí o caminho não tinha mais volta no quarto estávamos e lá ficamos meu cunhado tirou minha blusa apalpando meus seios e eu abaixei sua bermuda e pude ver o maravilhoso cacete duro que saia pelo cós da cueca.
Eu como o provoquei tinha que tomar as rédeas da situação então fui me abaixando e cai de seu cacete que parecia um porrete de duro, cheio de veias.
-Bem maior e mais grosso do que do meu marido.
-Chupei e lambi seu cacete que meu cunhado ficou á beira da loucura, minha língua passava pelo cacete dele de um forma que o deixava com muito tesão.
Afinal meu cunhado era novinho não tinha tanta experiência assim, mas aí eu não podia mais fazer nada.
Ele entrou no jogo só teria que aprender a jogar e foi assim que ficamos um bom tempo nos esfregando.
Até que meu cunhado me jogou na cama tirou minha calça e calcinha e caiu de boca na minha xoxota que estava meladinha de tesão.
Estava como uma louca urrando de excitação sua língua parecia uma chama que incendiava meu corpo.
-Eu gozei horrores em seus lábios.
Fazia tanto tempo que eu não tinha um orgasmo com tanta intensidade que até pensei que ia desmaiar de tanto tesão.
Quando meu cunhado colocou minhas pernas em seus ombros e com carinho foi se encaixando entre minhas coxas eu delirei.
Seu cacete rígido babado ficou completamente encaixado e com um ritmo cadenciado começou a penetração.
Foram gemidos e urros... Nossos corpos em sincronia perfeita,um vai e vem frenético nos deixando extasiados de tesão.
Meus gritos de tesão também aumentaram, arranhei suas costas como a uma gata no cio, ele mordia meus lábios com intenso frenesi, foi a minha melhor transa e assim gozamos várias vezes, e sem planos nem precipitações fizemos varias posições e passamos aquela tarde prazerosa descobrindo o verdadeiro prazer do sexo.
-Sem cobranças nem limites. Só gritinhos abafados gemidos com muito prazer.
Ainda bem que minha sogra e vizinha tinha ido passar o dia na casa de outra filha senão a coisa teria sido descoberta.
Mas Deus foi piedoso soube me agraciar com sua imensa bondade.
Pois liberei meu tesão reprimido com muitos gemidos e orgasmos intensos.
Eu nem sei se os outros vizinhos não chegaram a ouvir de tanto que eu gemia, mas eu não me dei ao trabalho de me preocupar com isto eu queria mesmo era transar, tirar meu atraso de abstinência e fui ao meu limite.
 Seu corpo parecia um elo que se encaixava perfeitamente ao meu. Logo eu estava de quatro com meu cunhado em um galope frenético alternando aos meus movimentos de vai e vem lentamente em perfeita sintonia chegamos a um orgasmo intenso. Foi meu primeiro anal depois de cinco anos de casada,difícil acreditar,mas foi assim.Eu estava radiante e feliz.
Não foi uma traição por discaração, mas por pura necessidade física, eu queria sexo, um sexo emergente que pudesse saciar meus desejos e assim foi a minha primeira traição na minha vida de casada.
Meu cunhado depois ainda ficou preocupado, mas entre uma conversa e outra ele conseguiu entender os motivos que me levaram a trair seu irmão.
Agora somos amigos confidentes e amantes.
Para disfarçar ele está com uma namoradinha, eu não me importo, pois sei que temos nossos momentos de puro êxtase excitação e prazer.
Pois digo e afirmo você que acha que trair á safadeza esta enganado, safadeza e ser infeliz.


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana 15 de setembro de 2014
Bahia Brasil
http://sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts