.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Comendo minha empregada casada II








A saga da safadeza continua e se depender de minha pessoa jamais acaba.

Olá voltando para continuar e relatar minhas aventuras diárias com a empregada casada de minha casa.
Sexo é uma incógnita prazerosa e viciante desejos incontidos de muito prazer.
Pois bem depois que comecei a ter um caso com a empregada de minha casa eu fiquei com muito tesão e me tornei muito safado.
Não podia encontrar uma brecha com a Marina que eu a encochava e até na sala enquanto minha esposa estava no banho à safada não dispensava um boquete.
Não foi nenhuma nem duas vezes que eu na sala brincando com meu filhinho enquanto minha esposa tomava banho e Marina já de saída falava:
Quer um aperitivo para a noite patrão?
Eu como já sabia e tendo certeza que minha esposa iria demorar consentia que Marina chupasse meu cacete bem gostoso ate encher sua boca de leite.
Sorridente e feliz a puta falava... Pronto amor vou indo já estou satisfeita com a minha porção.
È claro que eu gostava minha esposa ainda era impertinente neste quesito não gostava que eu gozasse em sua boca. Chupava muito bem só que beber jamais.
Não sabendo ela que é um dos melhores momentos de prazer que um homem sente é quando a sua fêmea se delicia com sua seiva.
Assim minha esposa que passou a ser mais dedicada, pois nosso filhinho estava sendo bem cuidado começou a ter tempo para nós, passou a despertar mais para o sexo.Nossas trepadas passaram a ser melhores ,posições nunca feitas agora faziam parte do nosso dia a dia.Eu adorava tê-la na cama.
Estava radiante e feliz com uma esposa e uma amante que ficava o tempo todo me provocando. Eu estava vivenciando o sonho de todo homem.
Passei a ter um controle maior de minhas ações, sabendo que naquele dia teria uma amante para satisfazer meus caprichos e fantasias. Era normal a quinta-feira com desculpa de hora extra no trabalho ia para o motel com Marina a empregada safada de minha casa. E ela adorava nossos encontros teve um dia que Marina vestiu uma roupinha bem sexy de oncinha e soube devorar seu garanhão com muita maestria.
Seus gemidos de prazer enquanto galopava em meu cacete rígido me levavam a loucura, safada sabia me levar ao delírio.
O visual era belíssimo!
 Meu cacete entrando e saindo de sua xoxota lambuzada, realmente eu estava me sentindo um verdadeiro garanhão com uma eximia amazonas galopando com ritmo sincronizado embalado ao som de nossos gemidos.
-Fode... Sua cadela rebola no teu cacete gostoso... Se acaba com teu macho.
-E Marina começava e gemer ai patrãozinho... Eu... Vo... Voou é gozar. Enrijecia-se e tremia com um gozo maravilhoso, eu olhava seus olhos e ficava feliz de provocar um orgasmo tão intenso naquela safadinha que não encontrava prazer dentro de casa, tendo que buscar fora e isto eram uma adrenalina a mais em nossos encontros.
Variávamos de posições, sendo sempre que eu sentia necessidade de comer seu rabo. E para finalizar nosso encontro da semana coloquei-a na beirada da cama e eu em pé de inicio começava a empurrar meu cacete em seu rabo, de principio até a cabeça romper seu anel ela reclamava, mas depois que já estava todo dentro por completo eu começava a acelerar os movimentos numa fúria eletrizante, tirava o cacete deixando só cabeça de fora e logo em seguida empurrava com intenso vigor.
 E com puxões em sua cintura e tapas em sua bunda chegava finalmente ao gozo.
A potranca rebolava que eu ficava possuído forçando cada vez mais as estocadas. ficando todo atochado só os culhões de fora.
Eta que é gostoso.
E discretamente passava meus dedos na sua xoxota eu via o quanto estava encharcada de tesão, ela gozava em abundancia. Como toda boa puta não dispensava de finalizar com um boquete deixando meu cacete limpinho e brilhante.
Assim tomávamos banho dava mais uma bem gostosa no banheiro e com a xoxota assada ia para sua casa feliz.
Marina minha empregada amante, safada, gostosa que é sonho de consumo de todo homem. Assim cumpria minha rotina de hora extra na empresa deixando Marina perto de um ponto de taxi e ia para casa ver minha família.
Feliz leve e solto. Sexo e bom demais e quanto mais melhor.

Docecomomel
Feira de Santana, 03 de setembro de 2014.
Bahia: Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts