.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Uma Casada inexperiente...Muito safada.






Olá eu sou Alessandro tenho 23 anos, sou branco com 1.82 de alt. com 85 kg. Estudo e trabalho em uma gráfica.
Sou bastante sociável com as gatinhas, mas não estou com namorada fixa apenas fico com uma ou outra e a vida continua. Sem muitos dramas nem aventuras.
Gosto muito das redes sociais e frequentemente acesso salas de bate papo da minha própria cidade. Até que um dia uma mulher me adicionou e ficamos conversando um bom tempo. Do bate papo para o MSN foi um pulo.
Ficamos amigos e conversávamos assiduamente mais tinha uma curiosidade de conhecer Eliane, mas por dizer que era casada que seu marido era muito ciumento e tinha receio de colocar foto e ter problemas. Aceitei de boa conversar sem ter sua imagem e semelhança, mas eu a imaginava e isto me causava euforia.
O tempo foi passando e nossas conversas tinham assuntos e rumos diferentes, começamos a falar sobre sexo, seus gastos e fantasia. Foi criando um circulo vicioso entre nós.
Seu marido trabalhava de turno e muitas vezes ficávamos ate de madrugada teclando.
Ah!
Era cada xavecada que eu dava e ela cada dia se envolvia mais comigo. Eu safado como sou pressentia que ela relutava em confessar, mas era uma mulher carente que precisava de alguém a seu lado. Nada mais indicado do que eu seu amigo virtual.
Uma noite véspera de um feriado eu tinha acabado de chegar da casa de uma paquerinha estava no maior tesão quando liguei meu notebook e acessei o MSN vejo minha amiga online.
A cumprimentei e ela falou que estava a minha espera, estava sozinha seus dois filhos adolescentes tinham ido para casa dos avós. Estava só e Deus.
Foi quando eu falei que se ela quisesse eu iria fazer companhia para ela, só bastava me dá endereço: E com uma risada bem sonora falou Alessandro você esta muito assanhadinho.
-Fui sincero com ela dizendo que estava com muito tesão que minha namorada estava no vermelho e não tinha nada para ninguém fazia três dias.
-Ah que pena coitadinho dele, você nem imagina há quanto tempo não faço sexo.
-Bem então poderíamos resolver o problema de ambos não?
-Ela sorriu dizendo você hein não perde uma oportunidade de atacar.
 Claro Eliane se você me passar seu endereço agora vou até sua casa e te faço a mulher mais feliz do mundo.
- Hum... Convencido viu?
  Bem que gostaria de ser beijada por você bem gostoso.
- Olha eu não garanto ficar só em beijos.
- Hum que delicia ouvir isto cheguei a ficar molhadinha!
-Hum... Delicia adoraria sentir este delicioso aroma de seu néctar...
-Quando ela disse então venha aqui agora que você vai provar de tudo que tem direito, já não aguento mais... Este jogo de gato e rato.Ela começou a dizer seu endereço anotei ligeiramente ansioso  prevendo a aventura que iria ter em minutos.
Com seu endereço em mãos vesti uma roupa, montei na minha motocicleta coloquei algumas camisinhas na mochila e fui.
Eu localizei a rua e casa telefonei para confirmar deixei a motocicleta estacionada no outro lado da rua, toquei a Campânia e esperei ansioso que alguém abrisse.
Surgiu-me uma mulher alta de cabelos longos com alguns fios dourados, olhos pretos e um sorriso de desarmar qualquer pessoa.
Ela abriu a porta me dando passagem e nem bem havia entrado na sala quando fui abraçado com muito carinho.
Abracei-a e beijei-a e fui com as mãos descendo pelo seu corpo inteiro.
Ela ainda estava um pouco tensa, quase desistia, mas quando comecei apalpar seus seios deixando os bicos eriçados toda sua resistência foi por terra.
-Suspirou alto dizendo bem Alessandro relutei muito, mas agora que você está aqui não tenho porque voltar atrás!
Então ela começou a me beijar e entre beijos e chupadas de língua falei baixinho a seu ouvido que queria ir para o quarto.
Ela ficou tensa, e indagou para o quarto?
Claro! Ou você prefere que façamos sexo aqui na sala.
-Ela riu dizendo claro que não meu bebê vamos então!
Ela me levou pro quarto dela nem bem entramos nos jogamos na cama, fomos tirando nossas roupas desesperadamente.
Quando Eliane foi abrindo meu cinto e começou a tirar minha calça, foi bem lentamente acariciando meu cacete até que desabotoo em questão de segundos estava já apalpando meu cacete rígido que parecia um porrete.
E tirou de dentro da cueca e lentamente foi se aproximando com sua boca ávida de desejos e deu uma lambidinha na cabeça do meu cacete, senti um arrepio e olhando para cima bem dentro dos meus olhos a safadinha me indaga se... podia me chupar.
Não amor não pode... Deve respondi com a voz cheia de tesão.
Depois de tantas conversas safadas que tive eu achei que nem precisava perguntar. Quando eu respondi que meu cacete era todo dela que podia fazer o que quisesse, nossa que delicia ela começou a salivar a cabeça e logo estava com cacete todo enfiado na garganta.
-Nossa como a safada sabia chupar gostoso, quase gozo logo em sua boca... Uma língua macia igual a de veludo.Fui ao delírio.
Quase gozei, mas fui forte e cai por cima dela na cama e começamos a fazer um sessenta e nove (69) delicioso. E a comi como se deve comer uma mulher em todos aspectos,chupei suguei seu grelinho que era pequenino e durinho.Meus lábios estalavam enquanto eu chupava e lambia aquela xoxotinha rosadinha e lisinha.
Um manjar dos deuses ali a minha frente, saboreei como se deve, sem pressa sem estardalhaço dando espaço para a parceira gozar. E quando a minha casadinha safada começou a gozar senti minha boca encher de seu melzinho... Uma delicia.
Logo invertemos a posição e deitado de barriga para cima, apreciei ser montado como um garanhão. Quando Eliane veio por cima e sentou- se com aquela xoxota toda gostosa, que em segundo vi meu cacete sumi dentro de suas entranhas.
Deliciosamente ela cavalgava em cima de meu cacete igual uma verdadeira amazonas.
Fui ao delírio.
Jamais esperava ter uma trepada tão gostosa com uma casada tão pudica e ao mesmo tempo bem safada.
Nossa nem gosto de lembrar que fico excitado. Depois de alguns minutos só sentindo prazer de ser cavalgado, segurando em suas ancas com um ritmo cadenciado começo a gozar.
Nossa foi muito leite escorrendo pelas coxas roliças de minha safadinha.
Ficamos abraçados e logo fomos tomar um banho.
O tempo era nosso inimigo precisava ir embora antes do amanhecer. No banho ficamos com nossos folguedos de sexo e tesão, uma mão ali uma encostadinha acolá até que o tesão falou mais alto.
Então quando eu comecei a inchar me veio a maior surpresa da noite, Eliane me disse que nunca... Mas nunca mesmo havia feito sexo anal.
Caracas meu Junior acordou em segundos já estava em pondo de bala. Indaguei por quê?
Ela me respondeu que seu marido é antiquado e sexo mesmo só o trivial.
-Ah... Agora entendi porque quando começamos a fazer sexo oral, ela me chupava com tanta vitalidade. Delicia.
- Quando ela me perguntou se eu queria fazer com ela sexo anal.
- Claro que não disse nada, mas comecei a mostrar a ela que não havia nada demais. E Eliane toda feliz disse-me que queria que fosse comigo que iria experimentar sexo anal.
Caracas eu quase nem acreditava que ia ter a oportunidade de comer aquele cuzinho lindo virgem.
E fomos para o quarto a coloquei na beirada da cama e eu em pé junto a ela,quando ela empinou aquela bunda branquinha e mandou-me colocar,quando eu quisesse...
Ai que delicia. Eu coloquei camisinha untei seu anel com saliva, beijei e lambi deixando-a toda meladinha e fui aos poucos me encostado, empurrando e parando ate que seu cuzinho virgem se habituasse, safadinha gemia, como se fosse uma gatinha no cio.
Rapidinho ela começou a gozar pelo rabo.
Eu comecei com um ritmo cadenciado e em instante já tirava e botava meu cacete todo fazendo minha safada gemer mais alto pedindo que a fodesse gostoso como se ela fosse minha puta.
Caracas foi bom demais e assim gozei abundantemente que pensei que ia estourar a camisinha.
Pois meus queridos apesar da nossa diferença de idade este foi um dos melhores transa que eu já tive. Gozei como louco naquela madrugada.
 Amanhecia eu sai ligeiro de sua casa antes que o maridão chegasse do trabalho, mas se vocês acha que foi só esta vez enganou-se tivemos mais de seis (6) meses de muita sacanagem.
-Mas tudo que é bom acaba o marido de Eliane foi transferido do trabalho e eu tive que me contentar de ter minha safadinha só uma vez no mês quando ela vem visitar seus pais.
Aí já sabem é a noite toda só trepando e agora está mais safada do que nunca, pois aprendeu o bê-á-bá do sexo.
                                           (Se vocês gostaram desse conto me digam que eu conto mais)

Feira de Santana, 09 de agosto de 2014.
Bahia: Brasil.
Meu whatsapp: 8826 2379
Meu blog pessoal:http://desejosdeinsanos.blogspot.com.br/
Imagem do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts