.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 15 de julho de 2014

Uma Aventura Alucinante.


Aventura alucinante como marido da minha mãe... Olá eu Sou Milena tenho 21 anos moro no interior, mas passei no vestibular em uma cidade grande, como meus pais não tinham condições de pagar um pensionato, meu pai pediu a sua irmã mais velha para me hospedar em sua casa.
   Minha tia que é viúva do seu primeiro marido ficou feliz de poder me acolher, mas eu não sabia que minha tia uma senhora de 45 anos, tinha um novo marido.
Fábio um homenzarrão negro de 1,85 de altura com seus 90 kg, com um corte de cabelo tipo exercito me encarou desde os primeiros momentos de minha chegada. Eu senti como se estivesse sem roupas de tanto que ele me secava com seus olhos frios.
Já fiquei meio cabreira afinal sou jovem gosto de me vestir a vontade com meus shorts e saias curtas, pensei logo que estes olhares de cobiça não iam acabar bem.
Minha tia é professora em uma escola do distrito e ficava muito tempo fora.
Eu procurava sempre quando chegava da faculdade, sem a presença de minha tia ficava no meu quarto.
Mas foi ficando impossível não encontrar com Fábio rodando pela casa, afinal ele morava ali com ela, era sua casa e eu era apenas uma hospede, e com isto ele ficava de cueca, saia enrolado de toalha do banheiro e já ocorreu de ouvir o barulho que faziam enquanto trepavam.Eu a cada dia me sentia encurralada sendo empurrada para uma armadilha.
Ele era dominador, ouvia os gemidos e gritos de minha tia do meu quarto. Isto me excitava afinal sou uma jovem normal em seus conceitos sobre sexo.
Teve uma noite que não conseguia conciliar o sono de tantos gemidos que ouvi tipo assim...
-Peça safada... Para te enrabar!
-Mas Fábio vai doer!
-Doe nada eu coloco com jeito peça... Estou te mandando!
-E em segundos ouvia minha tia implorar Fabio meu amorzinho come o rabo de tua putinha come?
-Ah tu quer é cacete no rabo vadia?
-Quero sim amor... Cuidado que doe seu cacete é muito cabeçudo, mas quero gozar com o teu cacete enfiado no rabo. E logo ouvia gemidos e gritos abafados que acabavam com meu sono.
-Isso safada rebola gostoso no teu cacete... Assim puta gostosa e logo o silencio reinava na casa, mas aí eu que não conseguia dormir direito.
Afinal depois que vim da minha cidade e isto já faz (3) três meses nunca mais transei.
Também com quem? Afinal meu namorado ficou lá em minha cidade.
Assim evitava sempre me encontrar com o marido de minha tia o Fábio, coisa quase impossível, mas tentava pelo menos.
Naquela manhã não tinha aulas acordei tomei um banho e fui ajudar minha tia a colocar a mesa do café, ela estava com sorriso de orelha a orelha Também com um garanhão como o dela impossível não sorrir para a vida.
Quando me olhou falou Milena você está com olheiras!
 Tem estudado muito menina precisa sair distrair um pouco. Eu sei tia, fiquei estudando muito ontem, mas está tudo bem.
Colocamos a mesa quando Fabio chegou sentou e começou a tomar café,quando ouvi minha tia dizer a ele ,Fábio meu amor hoje eu vou ter uma reunião na escola vou demorar um pouco mais de voltar, esta tudo bem você pode ir me buscar?
-Claro minha linda que horas?
-Digamos depois da aula teremos um planejamento e a reunião diga umas 22 h.
-Tudo bem minha linda você que manda, hoje fico dia todo de folga.
Vou ficar vendo alguns filmes depois que voltar do banco.
-Certo meu amor, sei que você precisa descansar afinal trabalha muito, mas poderia levar Milena para passear um pouco, coitada só faz estudar, chego ficar de olheiras, eu retruquei de imediato que não seria preciso que iria sair hoje de tarde com amigos colegas da faculdade.
-Quando minha tia falou então está bom logo a noite então ele vai buscar você e vocês vão junto me buscar na escola pelo menos um faz companhia ao outro.
-Olhei para o marido de minha tia e vi um sorriso no canto dos lábios.
Pensei Caracas minha tia me empurrando para cima de seu marido... Aí Ai...
Sai ás 14 horas da faculdade e fui com amigos no shopping, voltei aproximadamente as 1830 e quando abri a porta sinto uma mão segurar com força em meus ombros, sem saber do que se tratava fiquei estática e gelada de pavor, até pensei que fosse alguém que poderia ter invadido a casa para roubar ou... Nem sei o que pensei pois meus pensamentos estavam desordenados de medo e pavor.
-Mas as duvidas se dissiparam quando ouço uma voz rouca falar bem perto dos meus ouvidos.
-Ahhh... a safadinha demorou mas voltou ein! Deu muito para os amiguinhos da faculdade?
-Nem bem minha mente havia captado o perigo quando sinto uma mão forçar para que eu ajoelhe e. no canto da sala escura sou obrigada a cair de boca em um cacete cheio de veias, cabeçudo, retinho e um tanto grosso.Claro que ele não usava a força bruta,mas induzia a obedecer e eu não poderia nem sequer em pensar em nada que não fosse aproveitar aquele momento a sós com ele e assim foi o que eu fiz... . E caí de boca no mesmo instante.
 Uma verdadeira delícia. Salivei. E caí de boca no mesmo minuto aproveitando aquele membro rígido a minha total disposição.
 Chupei feita criança com um pirulito. Indo com a língua da cabeça até as bolas, deixando tudo bem babado.
 Metia tudo na boca, indo lá na garganta, fazendo o meu tio ir à loucura.
 Ele gemia, empurrava minha cabeça, falando "Isso, chupa bem, vadia, chupa!", Ele só me deixava respirar um pouco e recomeçava meter mais forte ainda, deixando-me mais louca de tesão com aquele cacete duro enfiado todo dentro da minha boca.
Sabia que ia dá nisso quando sua tia disse que sua sobrinha vinha morar com a gente para estudar! Ele flou rindo.
 -Chupa safadinha que teu tiozinho quer te fuder gostoso.
-O Marido de minha tia socava sem dó seu imenso cacete até sentia lagrimas escorrerem em minha face, mas o prazer era maior, eu lambia e chupava seu cacete com muito prazer até que ele me pegou levando até o sofá me empurrou deixando minhas pernas entreabertas e caiu de boca, afastava a calcinha de um lado e outro e chupava meu grelo, até que com um puxão rasgou-a, jogando longe e rindo falou.
-Minha putinha vai ver o que é foder agora, sem dizer mais nada eu fui colocada de quatro no sofá e o marido da minha tia apontou seu imenso cacete entre meus lábios vaginais e mandou ver socando seu imenso cacete, gritei esperneie em vão.
Suas estocadas me dilaceravam parecia que estava sendo dividida em duas. Fui me acostumando com sua violência e tesão e em minutos eu correspondia rebolando em seu cacete.Socou por mais de dez minutos sem parar,batia e apertava minha bunda até que senti sua respiração ficar ofegante e o marido de minha tirar  seu cacete de dentro de minha xoxota e me dá um banho de leite na minha bunda e costas.Senti exporrar tudo e nem bem acabou de gozar o safado ainda com cacete duro virou  me puxando pelos cabelos dando seu cacete para chupar,limpa ai putinha que já estou atrasado para buscar sua tia...
-Limpei deixando limpo e ele com cara de safado falou.
-Vou buscar a safada de sua tia enquanto você se arruma ai, hoje mais não que vou voltar tarde e tenho a coroa para comer, ma amanha é minha folga e tenho a tarde toda para tu viu safadinha? E já vá se acostumando que enquanto estiver aqui vai ser minha putinha nas horas vagas quando e como eu quiser.
-Ah e não dispenso um rabo ainda mais que parece que tu és virgem de da o rabo, amanha acabo com esse cabaço.
Eu ainda olhava para seu imenso cacete que cheguei a engolir em seco, pensando ai minhas pregas... Depois eu conto com foi meus dias na casa de minha tia.
E para melhorar minha tia andou desconfiada e o safado sabia que a coroa era doida por ele para deixar as desconfianças a comia escandalosamente me deixando louca de tesão, ouvindo suas trepadas alucinantes...

Docecomomel (hgata)


Feira de Santana, 15 de julho de 2014.
Bahia: Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts