Acessos em Êxtase !

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Um bem dotado... De repente uma traição.






Já faz um tempo que eu escrevia por aqui, mas sempre contando aventuras de outras pessoas, mas hoje eu vou contar algo que me ocorreu durante as festas juninas, devem saber que moro na Bahia e no nordeste as festas predominam por toda região, e não falta oportunidade de se divertir.
Eu amo festas e aproveitei o feriadão e fui curti... Foi bom demais.
Nos meus contos anteriores, sempre me descrevo como Marcela 36 anos, casada morena de cabelos curtos e cacheada com bumbum arrebitado e seios de tamanho médio.
Minha altura é 167 com 64 kg.
Apenas vou repetir que sou casada, muito paquerada e um pouco assediada. Principalmente quando ficam sabendo que sou escritora de contos eróticos.
Ser paquerada e desejada é muito bom, mas meu marido é muito ciumento e eu procuro ser discreta com a minha forma de vestir.
Mas é claro que gosto de ser desejada, isso me faz um "bem" danado.
Mas sempre fui muito fiel a ele. Até acontecer o que irei contar abaixo.Aproveitando as férias escolares e por coincidência as minhas também, uma grande amiga minha me convidou para irmos até a cidade onde moram seus familiares.
 Isso é em outro estado.
Meu marido ficou meio decepcionado porque ele estaria trabalhando, mas acabou concordando que eu fosse.
Afinal esta amiga e vizinha nossa também é casada.
Viajamos numa quarta-feira à tarde, e no mesmo dia chegamos à casa dos pais da Silvia, minha amiga.
 No dia seguinte ficamos em casa se programando para sair com amigas e colegas de Silvia, mas na parte da tarde já escurecendo fomos dar uma volta pela cidade e passamos por alguns bares e pizzaria e fomos ate um shopping.
 E no shopping na praça de alimentação a Silvia encontrou dois casais de amigos e eu fui apresentada a todos.
 Ficamos na praça de alimentação e conversamos bastante.
Pessoas mito legais.
 Esses amigos da Silvia comentaram que naquele mesmo dia, haveria uma balada em um clube da cidade e nos convidaram para irmos também.
Os pais da minha amiga não se opuseram que ela fosse e acabamos indo nesse balada. Afinal cidade pequena uma mulher casada sair com amigos sem o marido é muita fofoca para as comadres,mas fomos assim mesmo.
O local era bem amplo e tinha muita gente bonita tanto jovens sozinhos como muitos casais que dançavam animadamente.
Eu estava adorando e o pessoal era muito legal, e lá pelas 3 horas da manhã, já estava completamente lotado.
 Estávamos num grupo de oito (8) pessoas. Que formava 4 casais mesmo que amigos,ia tudo bem todos dançando entre si até que em um determinado momento, minha amiga Silvia comentou comigo que estavam  também no baile, um ex -namorado seu  junto com  um outro amigo .Que ela nutria uma verdadeira paixão mesmo depois de 6 anos de casada ainda gostava deste ex-.
Até ai tudo bem afinal Silvia era casada como eu, mas eu jamais achei que ela poderia fazer algo que não fosse de acordo sua boa índole.
Já bem de madrugada o ex-namorado de Silvia e seu amigo passaram na nossa frente e ao ver a Silvia, o ex dela de nome Gustavo, parou e ficaram conversando.
 Seu amigo de nome Eduardo me foi apresentado, mas ficamos meio tímidos e calados, depois logo entramos na conversa e acabamos ficando juntos.
Naquele meio tempo o Gustavo chamou a Silvia para dançar e assim eu fui dançar com o seu amigo Eduardo.
E entre uma musica e outra eu observava que Silvia estava digamos assim meio que
 um pouco assanhada, talvez estivessem relembrando os velhos tempos de quando namoravam.
O Eduardo dançava muito bem, mas tinha momentos que me abraçava e me segurava bem próximo dele enquanto dançávamos.
 Achei que seus braços fortes estavam me apertando em demasia, ate pensei em falar, mas deixei passar o momento, comecei a senti que o Eduardo estava excitado, pois forçava muito sua coxa contra minha coxa e às vezes passava uma das mãos com descrição pela minha xoxota. Daquele jeito sem querer querendo,no deslize apenas
 Até comecei a ficar excitada também, pois o calor do corpo daquele homem colado ao meu fui por demais de tentador, mas controlei meus instintos e fiquei na minha.•.
O tempo foi passando e continuávamos dançando ate que em um momento eu vi que minha amiga e o seu ex-namorado estavam se beijando ardentemente.
Caramba Silvia é maluca foi o que pensei, mas nada disse e para surpresa minha Eduardo se aproveitou da situação me pegando distraída me segurou firmemente na cintura e me deu um beijo, eu na hora tentei me esquivar, mas não conseguir, e foi apenas um leve roçar de lábios.
Depois foi que minha ficha caiu e eu lembrei que eu estava longe de casa e que ninguém me reconheceria.
Logo Eduardo tentou me beijar novamente e eu me soltei e retribui, beijando muito gostoso Eduardo.
Silvia de longe observava e veio a nosso encontro, pareciam dois enamorados, poxa que situação.
Começamos a conversar e logo sugeriram que saíssemos do clube para irmos a outro local.
Naquelas alturas eu já imaginei o que viria pela frente. E não deu outra nem bem
chegamos no estacionamento e os dois se atracaram em beijos e amasso, isso fez com que o Eduardo também me pegasse de jeito. Estávamos nós quatro no estacionamento no maior amasso, mas correndo riscos por causa dos seguranças.
Pois ale era um lugar publico e com movimento de entre e sai de gente.
Quando Silvia me perguntou se queria ir para um lugar mais reservado eu aceitei
O convite inesperado surgiu dos homens é claro e foi acatado por todos. Naquelas alturas até eu já estava com vontade e cheia de tesão e o meu amiguinho Eduardo que o diga...Assim fomos os quatro(4) juntos para um motel.Durante o percurso Eduardo e eu fomos no banco de trás do carro,ele já tinha dado uma chupada bem gostosa em um dos meus seios.Apesar  de sermos dois casais acabamos ficando todos no mesmo quarto.
Mal entramos e já fomos agarradas e sendo despidas.
Quando já estávamos sem roupa nenhuma eu ajudei o Eduardo a tirar suas roupas e a Silvia fez o mesmo com seu ex-namorado o Gustavo.
Fiquei impressionada ao ver o tamanho do cacete dos rapazes,
Gustavo então parecia um antebraço seu cacete era grosso e comprido.
 Achei tão exagerado até comparei com do meu marido.
Logo fomos eu e o Eduardo tomar um banho e depois foram minha amiga e o Gustavo.
Quando eles voltaram para o quarto, eu e o Eduardo já estávamos no maior amasso e logo partimos para um 69 delicioso.
 Eu chupava o cacete dele e ao mesmo tempo era chupada na minha xoxotinha que estava toda raspadinha e meladinha, também recebia umas linguadinhas no meu cuzinho. O safado do Eduardo às vezes colocava um dedo no meu rabinho, coisa que adoro,fazendo-me gemer e rebolar gostoso
Ao lado, minha amiga chupava o pau do Gustavo, mas ela não conseguia por tudo, apenas a metade. Pois era muito grande e eu vendo aquilo me deixou super excitada e com vontade de provar também. Afinal desejo de toda mulher é ser comida gostoso por um bem dotado é algo natural.
Foi quando pedi para o Eduardo por uma camisinha e já fui subindo sobre ele.
 Minha xoxotinha estava tão meladinha que entrou macio, até porque o cacete do Eduardo era de tamanho normal.
Aproveitei subi e desci dando umas boas cavalgadas e nisso o Eduardo que estava cheio de tesão não demorou muito e gozou, me deixando com fome de muito tesão.
Fui ao banheiro me lavar, e quando lá estava me asseando escutei alguns gritos abafados da minha amiga.
 Quando voltei para o quarto vi o que estava acontecendo. E o motivo da gritaria...Silvia de quatro (4) e seu ex-namorado e agora amante o Gustavo quase em pé sobre a cama com seu imenso cacete atolado,ou quase todo.Pois era imenso aquele cacetão quase todo no rabo da minha amiga.
 Ela gemia e até soltava uns gritos, mas logo foi se acostumando e depois só gemia de prazer...
Eu vendo aquilo, fiquei excitadíssima.
Cheguei perto para ver direito até onde aquele imenso porrete entrava e fiquei mais ainda excitado.
 Nisso minha amiga Silvia sorrindo me perguntou se eu também queria provar o Gustavo dotadão.
Eu ri dizendo se ela não se importava é claro que queria sim.
Aí ela disse. Depois você prova.
Eles treparam gostoso e mudaram de posição, onde acabaram gozando os dois, mas com o Gustavo comendo a xoxota de Silvia,e na hora de gozar exporrou muito leite pela cara dela toda. Silvia parecia uma prostituta bem safada, espalhando o leite e lambendo tudo.
Depois de algum tempo, Eduardo já estava me acariciando, me deixando louca, só que íamos trocar os pares e finalmente eu poderia provar o cacetão do seu amigo Gustavo. Assim fizemos uma troca...Muito justa até.
 Logo Silvia pegou o Eduardo e começou a chupar seu cacete e eu é claro, fui fazer o mesmo no Gustavo.
 Nossa... Caramba como era grande e grosso.
 Minha boca chegava a doer, pensei que ia arregaçar de tão grosso que era até parecia um jegue.
Como eu estava louca de desejos para sentir aquele cacetão imenso dentro de mim, me deitei de lado e o Gustavo ficou por trás, bem colado em mim.
Ele colocou uma camisinha, que ficou apertadíssima e lambuzou o cacete com um creme umedecedor aí foi empurrando para dentro da minha xoxota.
 Apesar de toda lubrificação que eu estava e o desejo de sentir aquele membro rígido e latejante dentro da minha xoxota, de imediato senti um leve desconforto, afinal era grosso e ainda mais com cabeça enorme, que parecia um cogumelo de tão grande que era. Mas logo a desconforto foi passando e eu colaborei rebolando bem gostoso e fui deixando que o Gustavo enfiasse até onde dava.
Sem machucar ele empurrava lentamente e parava aos poucos metia novamente.
Eu ate pensei que estava perdendo minha virgindade naquele momento.
 Com uma das minhas mãos, eu quis saber se tinha entrado tudo ou faltava alguma coisa.
Foi quando eu percebi que faltava só alguns cm, aí forcei meu corpo de encontro ao cacete e assim recebi tudo, batendo lá no fundo.
Até soltei um grito e um gemido alto, mas já estava adorando, ser empalada pelo bem dotado amante de minha amiga.
O Gustavo começou a meter e tirar, me fazendo sentir um intenso prazer.
Como eu já estava super excitada, pois meu parceiro apenas fez cócegas logo em instante tive meu gozo merecido.
Gemi e rebolei com cacete encravado igual uma puta.
Gustavo sabia provocar metia e quase tirava o cacete todo e segurando na cintura empurrava de vez me fazendo delirar de tesão.
Oh que delicia gozei duas vezes seguidas.
Minha amiga acabou gozando também com o Eduardo, que muito safado tirou a camisinha e gozou dentro da sua xoxota.
E rindo falou encher de leitinho para seu marido corninho chupar, e rindo estocava com vontade.
Eu já com um ritmo mais ameno continuava a receber as metidas do Gustavo na minha xoxota, que já estava ardendo e um pouco inchada.
 Em um determinado momento, senti que o Gustavo no auge de sua excitação tirou seu cacete quase todo pra fora, e estava laceando meu cuzinho com os dedos. O Safado queria meu rabo e conseguiu é claro.
Tremi nas bases ave Maria agora que perderia minhas pregas todas foi o que pensei, mas ainda bem que eu já tinha dado meu rabinho muitas vezes para meu marido, então decidi que teria que ser completa a trepada extraconjugal, por isso acabei deixando que Gustavo metesse no meu rabinho.
Saímos da posição que estávamos, fiquei de quatro (4) quando ele levantou uma perna para facilitar suas investidas. Ele muito calmamente foi dando suas cutucadas e em seguida senti que a cabeça entrou. Mordi o lençol para abafar o grito,foi dor sentir aquela cabeçorra imensa entrar no meu rabo eu cheguei a ver estrelas.
 Arrepiei-me um pouco e gritei até umas lágrimas senti sair dos meus olhos, mas aguentei firme. Ele tampou minha boca e aos poucos ele foi colocando e eu sentindo meu cuzinho ir se abrindo todo para agasalhar aquele salame inteiro atochado dentro de mim.
 Não demorei eu já estava com tudo atolado no meu rabo.
 Minha nossa, Que delicia eu chegava a gritar, porque a sensação de prazer era incrível. Parecia que eu tinha um braço inteiro me rasgando as entranhas da bunda.
Mas como dizem, quando você quer, você aguenta e eu aguentei firme;
Eu jamais imaginei que isto poderia acontecer comigo.
 Eu queria aproveitar bastante pedi ao safado que fizesse comigo o que quisesse e ele prontamente atendeu meu pedido e enfiava até onde podia, me fazendo gemer e gritar.
Como uma puta safada, foi quando eu pedi a ele que comesse novamente minha xoxota.
Ele tirou a camisinha, deitou-se de barriga pra cima me levantou segurando em minhas pernas, assim fiquei toda arreganhada.
Ele forçou e eu cai enganchada com seu cacete entre minhas coxas, ele foi enfiando até por tudo e fazer tocar no fundo da minha xoxota, agora só tinha um jeito que seria cavalgar e eu assim o fiz.
Nessa posição, não teve como evitar e após uns 5 minutos levando estocadas leves e bem fortes, gozamos juntos.
Naquela altura do campeonato eu nem me preocupei se tinha ou não camisinha e logo senti minha vagina ficar cheia do gozo do Gustavo. Descansamos um pouco, tomamos um bom banho e devido a hora, voltamos para casa.
O dia já estava quase clareando quando voltamos para casa.
Digo francamente foi a primeira vez que trai meu marido, mas devido a circunstancias não foi à única vez.
 Os amigos dos amigos viraram amantes.
E assim foi meu final de semana mais gostoso que tive, saí com Gustavo e com Eduardo outras vezes, revezamos ate pensei em troca de casais, mas Gustavo é tão anormal que iria com certeza me dilacerar, se por acaso houver outra aventura eu volto para relatar ok.
Bjus nos ninos e abraços nas ninas.

Docecomomel(hgata)
Feira de Santana, 02 de julho de 2014.
Bahia Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)