.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

quarta-feira, 5 de março de 2014

Encontro de Machos... Famintos por sexo.




Olá pessoal hoje eu vou relatar algo que aconteceu no ultimo final de semana, eu sai do trabalho e fui até um barzinho, onde muita gente como eu procura ir para se divertir.
Não é um bar de encontros, mas acontece de consegui uma aventura entre tantos frequentadores como eu, e durante o final de semana é sempre lotado.
Eu sou João tenho 40 anos sou casado, tenho filhos e curto uma pegada com outro macho sou um bissexual não assumido, saio com um ou outro macho sem compromisso e se dor casado melhor ainda, pois sigilo é garantido.
Assim começou minha aventura.
Quando cheguei ao bar sentei em uma mesa e comecei a tomar um chope, logo encontro um amigo que se sentou à mesa comigo e continuamos a beber, conversa vai e vem veio o assunto de mulher, falamos de tudo ele logo tanto eu como ele ficamos excitados.
Depois de alguns chopes ele falou-me que estava na seca que até um bom boquete aliviava a situação.
Depois de um tempo Caio perguntou se eu não queria tomar umas na casa dele, era perto, eu aceitei pegamos um taxi e fomos.
Assim que entramos ele tirou a roupa ficando de cueca vi que seu cacete estava bem duro, ele foi para o banheiro dizendo que ia tomar um banho estava muito calor a noite ainda prometia ser mais quente...
Na sala ouvia cantarolar no chuveiro, a depois de alguns minutos Caio sai do banheiro enrolado na toalha, com barraca armada.
Foi quando me perguntou se eu não queria tomar um banho, eu disse que não, mas ele insistiu vai cara esquenta não a casa é minha e só temos nós dois aqui o que rolar aqui fica entre nós, já ficou animado vendo que as perspectivas de aventura eram boas.
O safado é casado também, mas  a esposa mora na capital,pois faz faculdade,só se encontram em finais de semana:
E entre a conversa vou ou não vou tomar banho eu olho para o caio e vejo que estava sem roupa a toalha estava jogada no sofá. O cacete latejando que chegava a fazer um arco.
Foi ai que eu disse que já voltava e fui direto tomar banho, enquanto eu tomava banho meu cacete latejava de excitação, meu rabo piscava depois daquela visão maravilhoso do cacete de Caio envergado de tesão, me enrolei em uma toalha que encontrei no banheiro e voltei para sala. Quando cheguei à sala ele estava sentado no sofá e me chamou segurando no cacete falou: Vem meu puto safado... Vem que sei que você esta louco por isto.
Não vou negar e nem devo, me aproximei sentei no sofá e fui me inclinando até cai de boca naquele majestoso cacete.
Eu segurava levando de um lado a outro babando lambendo, minha língua gulosa descia ate o saco sentia cada vez mais a rigidez total, as veias latejando... Caio gemia eu protelando ao maximo de abocanhar seu cacete fazendo com que implorasse.Ele levantou e eu permaneci sentado no sofá ai foi minhas vez de ir ao delírio ,abocanhei,lambendo e sugando a cabeça,metendo a ponta da íngua em seu orifício,Caio gemia como um animal ferido.Eu segurava em sua bunda apertando,vez ou outra um dos meus dedos ia até seu buraquinho,seu esfíncter prendia a cabeça do meu dedo,eu forçava mais um pouco  e sentia latejar
Caio estocava com um ritmo cadenciado, que eu nem conseguia respirar a saliva escorria pelos cantos da boca.
E enquanto eu pagava o maior boquete que já fiz em minha vida, Caio se esquivava e entre uma estocada e outra me punhetava, meu cacete parecia uma barra de ferro de duro.
E eu sempre brincando com meus dedos em seu anel ele rebolando, me chamando de putinho safado, dizendo que ia me arrombar, eu adorando é claro.
Quando Caio falou que estava com vontade de gozar, me segurou em uma das mãos e fiquei de quatro nos sofá apoiando em um dos braços do mesmo, ele rapidamente começou a esfregar cabeçorra do cacete,me inclinei e com uma das mãos me abri para ele lentamente foi metendo a cabeçorra fazendo força até que entrou,soltei um grito, pois doía, eu pedi para ele tirar e Caio me segurou pela cintura para eu não poder fugir me beijou de língua me entreguei ao êxtase e Caio aproveitou meteu o restante da geba, em minutos senti um jato quente dentro do meu rabo.
Doía muito, mas eu suportei até o final o que mais queria naquele momento era satisfazer meu macho, nem pensava em meu gozo.
Senti o corpo de Caio tremer em êxtase saiu de dentro e deitou com a bunda pra cima no sofá, fui ao delírio coloquei uma camisinha e fui empurrando meu cacete em seu rabo que já estava laceado pelos meus dedos.
Quando Caio viu que estava todo atochado ficou se sentindo uma putinha, começou a rebolar como se tivesse comendo meu cacete  pelo rabinho.
O prazer de tê-lo saciado, o peso do meu corpo sobre o seu, sentir o cacete todo dentro e um vai e vem desenfreado, ouvi seus gemidos com meu cacete entrando e saindo,era um prazer imensurável.
 Eu estava parecendo uma maquina de fuder, estoquei por mais de dez minutos até sentir meu cacete engrossar e gozar com vários jatos de leite.
Ficamos atracados alguns minutos logo fomos tomar um banho e no banheiro Caio me comeu em pé apoiado no Box do banheiro.
Depois do gozo Caio se abaixou pegou no meu cacete guloso, lavou esfregando e me fez uma gulosa,só que desta vez eu não aguentei gozei por toda sua cara.Parecia um esfomeado lambendo meu leite,deixando escorrer pelos cantos dos lábios.
Acabamos nosso banho  nos despedindo,mas já estamos com compromisso marcado para o domingo próximo, ai a festa será completa,pois além de nós teremos mais um amigo.
Estou ansioso esperando este belo dia chegar.


Docecomomel (hgata)

Feira de Santana,05 de março de 2014,Bahia Brasil
8º conto de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts