Acessos em Êxtase !

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Trai meu noivo com meu patrão...E gostei muito!







Transei com meu patrão
Olá. Em dei corno em meu noivo com o patrão,mas gostei tanto do coroa que resolvi ficar com os dois,agora não sei quem é o corno o noivo que não sabe ou patrão que sabe e adora saber  que trepo muito com meu noivo também,e adora que lhe conte como é a trepada.
Hoje vou relatar como foi difícil para mim quando comecei no meu novo emprego de secretaria e meu patrão um coroa muito safado ficava me assediando.
Até que ele tinha boa pinta e uma secretaria do escritório que teve caso com ele disse-me que é muito safado na cama e a levou ao êxtase total na cama que tem um cacete bem tesudo que as garotas de programa que ele sai o apelidaram de mister bengala.
Deduzi então que deve ter uma bengala entre as pernas.
 Foi assim que comecei a observá-lo também.
Mas quando nossos olhares se encontravam eu me sentia inibida e muitas vezes eu observava que mesmo de longe ele ficava olhando para minhas pernas. Como eu precisava trabalhar de blazer era natural que em alguns momentos me descuidava e uma simples cruzada de pernas ,ele ficava vigiando-me.
Já estava impossível, pois me submetia ao stress de ficar o máximo de atenta.
Chegando o final do mês, folhas de pagamento a fazer, férias coletivas se aproximando, eu precisei fazer hora extra.
Já quase 22 h prontificaram a ir embora quando meu patrão disse-me que me levaria em casa, pois estava tarde para ir de ônibus.
Seria perigoso afirmou ele. Não sei se o perigo maior é ficar em um ponto de ônibus ou ir no carro dele pois bem eu sabia que era um lobo vestido em pele de cordeiro pois era assim que o senhor Eduardo se comportava.
Sem querer causar maior constrangimento aceitei.
Eu já entrei no carro de retaguarda, pois bem sabia que ele tentaria algo, no meio do caminho o meu patrão me perguntou se eu traia meu noivo?
Claro que não senhor Eduardo, eu o amo e respeito, ele sorriu dizendo, mas eu perguntei se já havia traído não se o amava?
-Mas eu respondi ambas as perguntas.
-Ah tá bom eu também amo minha esposa e traio-a sempre sinto necessidade de sexo... Muito mais sexo que ela me oferece.
-E falando assim colocou uma de suas mãos na minha coxa.
-instintivamente fui ficando excitada olhando em outro ambiente ele era um coroa muito simpático e para minha surpresa eu deixei ele com sua mão em minha coxa e abri as pernas levemente.
O Meu patrão entendeu como um sinal e deixou sua mão escorregar indo direto ate a xoxota. Quando ele viu que estava úmida o fundilho de minha calcinha soltou um grunhido como um animal ferido e falou.
Pronta Eliane se você nunca traiu seu noivo hoje será a primeira vez!
-Acelerou o carro e entrou no primeiro motel que encontrou. Eu não relutei nem disse nada pois das conversas com as amiga do trabalho eu estava super curiosa de provar da performance do patrão cujo codinome era Mister Bengala.
Adentramos no motel e assim que o Eduardo meu patrão fechou a porta abraçou-me e ajoelhou-se a meus pés. Surpresa com a atitude dele fiquei estática e Ele se embrenhou entre as minhas coxas.
Com um suspiro falou quero sentir este aroma adocicado e delicioso que é de mulher excitada. Cheirava  minha virilha e entre as coxas sempre sussurrando ah que puta deliciosa!
Quando me levou até o pequeno sofá e me colocando sentada foi tirando minha roupa deixando-me só de calcinha.
E por coincidência neste dia eu estava com uma calcinha de renda vermelha que quando ele viu falou...
Ah calcinha vermelha a cor do pecado e da paixão... E começou a lamber minha xoxota sem tirar a minha calcinha,apenas afastava de um lado a outro deixando um rastro de tesão.Até  que depois de sucessivas lambidas entre os lábios vaginais arrancou a calcinha de dente e vorazmente começo a mordiscar e sugar meu grelo,que  de tanto tesão parecia um dedo rígido.Foi uma das maiores sensações que já senti em toda minha vida.Parecia um bebe faminto sugando um seio materno que iria saciar sua fome.Eu instintivamente rebolava e gemia explodindo em um gozo intenso.
Eduardo que tinha tirado suas roupas segurou minhas pernas colocando-as em seus ombros com peso de seu corpo encaixou seu cacete entre meus lábios vaginais e meteu sua bengala que entrou rasgando me fazendo gritar. Foi grito de inicio de dor mas o entre sai e o vai e vem de seu corpo foi me deixando extasiada de prazer.
Foram sucessivas estocadas que me faziam rebolar e gemer ouvindo o estalo de nossos corpos sentia o verdadeiro prazer de está com um macho garanhão e aventureiro que procurar ofertar os melhores momentos de prazer a uma mulher. Eu e meu patrão Eduardo fizemos varias posições ali no sofá.Ele parecia um jovem incansável em foder gozava  e seu cacete não demorava muito já estava duro como porrete.Ele adorou quando ficou deitado na cama e com cacete duro eu rebolava por cima em um galope desenfreado quicava como uma verdadeira amazonas galopando incessantemente ate atingir o gozo.Quando tomávamos banho Eduardo me ensaboando,me beijava e mordiscava os meus seios.sempre cacete cheio de tesão me encostou na parede do Box e falou afora putinha para fechar com chave de ouro nossa primeira noitada.
E u ri e perguntei primeira?
-Claro e você acha que vou deixar escapar uma cavaluda como você? Seu noivinho será um eterno corno, mas agora minha gostosa você será minha e para sempre. E falando foi colocando uma camisinha e seu cacete encostava no meu rego e com dois dedos ia me laceando me deixando lambuzada de Ky até que me inclinei e com uma das mãos abri a bunda e ele forçando seu cacete até a cabeça passar.
-Confesso a vocês que senti uma lagrima escorrer pela em face de dor era imensa seu cacete era bem grosso e com jeito ele forçava um pouco e tirava ate que senti que e estava todo dentro. Parou alguns minutos para que acostumasse  quando o ardor habitual passou.Ele começou a estocar e dizia sacanagens sem parar.
Gostosa, cavaluda aguenta o cacete do patrão bem dotado, ele foi ficando bem excitado, ate não aguentar e meter todo cacete, deixando cada vez mais arrombada metia e tirava todo e tornava meter fundo fazendo eu me sentir uma vagabunda ate que mais uma vez meteu e a respiração se tornou ofegante e Eduardo gozou muito. Parecia um garanhão metendo sem parar dando tapas e apertando a bunda fazendo que eu gozasse nas pontas de seus dedos com a massagem que dava no meu clitóris.
Pois é agora que sou amante do meu patrão sou a chefe do escritório, tenho um ótimo salário além da mesada que ele me dá e estou pensando seriamente em terminar meu noivado. Mas ainda vou pensar pois isto é bom para despistar.
Meu amante e patrão não liga que continue com meu noivo e ainda quando sabe que transei com meu noivo adora me chupar para sentir o gostinho de meu gozo.
Quem estranhou foi meu noivo que nunca usamos camisinha e agora eu faço questão. Prevenir para um futuro saudável  é o melhor remédio.

Docecomomel
Vejam meus blogs.
19//11/2013;
Imagem do google


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)