.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

* Trepando com a sobrinha de minha esposa II





Depois que eu comi a sobrinha de minha esposa e nos tornamos amantes sempre fazemos nossos programinhas de finais de tarde e já sou seu amante permanente.
Minha sobrinha Sandra me completa como macho, pois na cama ela não aceita que façamos um transa incompleta sempre tem que ter preliminares, oral, pois adora meu esperma e ainda anal, já vi uma fêmea gostar de dá o cú e adora gozar muito com meu cacete atochado em seu rabo.
A safada está fazendo faculdade e muitas vezes eu vou leva-la ate o Campus.
Adora enquanto eu dirijo no trânsito louco me pagar um boquete, outro dia enquanto me chupava gostoso no semáforo um ônibus estudantil parou ao nosso lado e os estudantes nos viram e foi a maior gritaria.
A adrenalina do espetáculo foi a mil a safada chupava com maior capricho e desenvoltura com a rapaziada chamando-a de vários nomes: Tipo boqueteira, safada, chupadora de cacete.
Sandra estava adorando se mostrar em publico como sou safada eu também é claro, pois deu um trato legal no meu cacete que logo depois de tanta putaria eu para finalizar enchi a boquinha de leite da safada e ela engoliu tudo.
Foi o máximo. Eu me senti no BBB da safadeza.
E nesta mesma noite quando eu fui buscar Sandra na faculdade ela estava acompanhada com uma amiguinha.
E para minha surpresa fomos os três para seu pequeno apartamento, assim que entramos Sandra me serviu uma cerveja e foi tomar um banho, sua amiguinha também foi e eu fiquei esperando impaciente.
Ate que ouvi Sandra me chamar.
Meu tio oh meu tio venha aqui, por favor, a safadinha me chama de tio para disfarçar com a vizinha, mas bem sabem que não sou tia dela sou casado com a tia e madrinha de Sandrinha, ’SAFADINHA BOQUETEIRA “assim eu sai em direção à voz e parei na porta do banheiro ao avistar uma cena inusitada”.
Sandra sem roupas e sua colega também a quem vou chamar de Mara.
A cena era a seguinte Sandra em pé com uma perna apoiada no vaso sanitário e Mara sua colega a seus pés ajoelhados chupando sua xoxotinha.
Os gemidos eram como musica e em poucos minutos eu já tinha tirado minha roupa e chupava os seios de Sandra que com a cara mais safada me indagou se eu estava gostando de ver sua colega chupando sua xoxota.
Eu nada disse apenas apontei para meu cacete duraço e ela sorriu.
Tomei uma chuveirada rápida e fomos para cama.
Sandra rindo foi me guiando pelo cacete e disse tio você hoje foi premiado com duas xoxotas.
Vai encarar?
- E você acha que eu vou negar fogo minha putinha?
Entramos no quarto e fui logo deitando e Sandra ficou em pé na cama e dançando e rebolando veio e sentou na minha cara, uma delicia chupar sua xoxota já molhadinha de seu mel.
Lambi e mamei em seu grelinho que até parecia um bebezinho com uma chupeta na boca.
Uma delicia!
Sua amiga Mara caiu de boca em meu cacete que parecia que estava lambendo um sorvete, pois seus lábios percorria a cabeçorra e logo estava lambendo meus culhões.
Enquanto isto Sandra saiu de cima de minha boca e sentou na cabeceira da cama. Bendita sejam as camas antigas com suas cabeceiras...
Em minutos eu estaca sendo cavalgado por Mara que esticava as mãos e brincava com a xoxota de Sandra que se contorcia de prazer.
Ai a sacanagem era completa, depois de alguns minutos em galope Mara entra em êxtase e goza com meu cacete atochadinho em sua xoxota lisinha.
Foi surrreal o prazer sentido. vê-la gozar em meu cacete.
A jovem quicando em meu cacete e eu dedilhava o grelinho de Sandra com uma das mãos e apertava a bunda de Mara com a outra.
Muito tesão eu sentia meu cacete parecia um porrete de duro.
Mara escapou para cama e começou a chupar sua coleguinha e eu sou claro com tesão a mil. Ver as duas se chupando me enlouqueceu de tesão. Olhar para Sandra com as pernas enganchadas e sua colega lambendo-a deixando louca de  prazer foi fenomenal.
Seus gemidos pareciam músicas.
Meu cacete parecia um porrete envergado apontando para o meu umbigo.
Depois de ver as duas gatas se arranhando e ver Mara com um par de bunda pra cima com o olho do rabo piscando, eu só tinha uma coisa a fazer. Coloquei uma camisinha e fui encostando em seus quadris ela parou um pouco e vendo minha intenção.Sorriu e apenas disse cuidado amor.
Mais cuidado impossível fui lentamente forçando a cabeça do cacete no olho do rabo da putinha e ela gemendo e eu abrindo a bunda dela fui forçando cm por cm.
Quando finalmente cabeça do cacete entrou, parei alguns segundos e ouvi a safadinha ronronar, respirei fundo e como um golpe de mestre atochei meu cacete inteirinho ela ameaçou sair, mas segurei em seus quadris com firmeza e não dei oportunidade de uma fuga.
Não teve como escapar a safada gemia e urrava e eu com estocadas firmes e fortes afundava meu cacete que não aguentou a pressão de seu rabo latejando e apertando o cacete logo se inchou e soltou esporradas de leite que quase a camisinha não suporta a pressão. Foi muito esperma que liberei naquele rabo gostoso e apertado.Ficamos atracados por um bom tempo ate que meu cacete saiu lentamente.Fomos tomar banho,pois a maratona sexual estava apenas começando,claro que Sandra queria uma foda completa e eu não vou deixar minha putinha sem seu leitinho de jeito nenhum.Vocês bem sabem quando maior é a fome maior é a vontade de comer.

Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
Google Docecomomel
Imagem do google


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts