.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Minha Massagista Tarada






Olá.
Eu sou Sergio sou negro tenho 1,82 tenho cabelos e olhos pretos, sou um cara simpático. As garotas sabem como sou e sempre estão dando o maior mole.
Também a mulherada adora fazer propaganda e só bastou uma gata que curtiu uma noitada comigo em um motel dizer a uma amiga que sou bem dotado.
Ai vocês imaginam eu que trabalho de segurança em uma empresa composta em maioria por mulheres.
Ai já sabe que só basta eu passar pelo portão da empresa que ouço seus cochichos.
Assim começa minha aventura.
Eu fui indicado por um fisioterapeuta que precisaria fazer algumas massagens, como tenho vários amigos um deles me indicou uma massagista que é tia de sua namorada.
Telefonei e agendei uma hora de massagem.
Na ultima quinta feira depois do trabalho fui até a tal massagista.
Seu nome é Jamile tem 39 anos é loira e tem tudo no lugar. Sobrando bunda e seios que adoro mulheres com seios fartos adoro mamar igual bebezinho faminto.
Então quando cheguei falei com a secretária que tinha hora marcada para as 18.30.
Com poucos minutos chamaram-me pelo nome e me levaram até uma sala.
Quando avistei aquela mulher loira com seu guarda-pó branco meus olhos cintilaram de excitação.
Era uma loiraça com um par de seios enormes que pareciam que iam pular de dentro do soutien. E que bunda enorme uma potranca que fiquei morrendo de tesão para ter aquela bunda como uma garupa.
Adoro mulher da bunda grande...
Depois da pequena entrevista fiquei de cueca com uma toalha sobre os quadris.
Ali estava eu entregue as suas mãos macias e maravilhosas desenhando círculos em meu tronco.
Eu nem lembrava que tinha vindo ali para fazer massagem na minha coluna, pois minha hérnia de disco me incomodava e queria aliviar as dores.
O que estava sentindo mesmo era tesão.
Já tinha passado uns vinte minutos de massagem nas costas quando a loira linda e gostosa mandou que eu me virasse e ficasse bem relaxado que a massagem seria um completo relaxante muscular corporal.
Começou pelos pés apalpando e acariciando com leveza e destreza.
E foi subindo pelas pernas.
Depois que minhas pernas já estavam massageadas a loira que tinha o nome de Jamile se dispôs a massagear meu tronco e braços.
Eu atento as batidas do seu coração sentia sua respiração ofegante... Depois de alguns minutos ela me indaga se sou casado, sorri e respondi que não que as moças bonitas não me queriam.
Ela soltou uma sonora gargalhada e falou? Não acredito que um homem tipo você não tenha ninguém em casa esperando...
Aposto que deve chover mulheres...
-Nada eu trabalho demais e não tenho tempo para dedicar a uma família por enquanto.
Ah sei. .E ficamos calados e o silencio era nosso cúmplice e logo a toalha que estava sobre meu quadril foi tirada, olhei com firmeza para Jamile e fiz um sinal induzindo a brincar com meu cacete.
Ela sorriu afinal parecia um pé de coco em pé teso dentro da cueca.
E começou apalpar meu cacete e com o óleo foi massageando minha virilha, a cada minuto meu cacete foi ficando mais duro parecendo um porrete.
E Jamile usava suas duas mãos massageando meu cacete.
Eximia e eficiente massagem, entre dentes os gemidos saiam de nossas bocas.
Ai a mim não conseguia me controlar de tanto excitação meu cacete parecia uma tora negra com a cabeçorra acesa, o óleo que Jamile usou na massagem fazia-o brilhar mais ainda.
O tempo era curto ela tinha clientes aguardando na antessala, levantei e silenciosamente a fiz ficar sentada na cama da massagem afastei suas coxas, e atolei meus dedos em sua xoxota. Jamile gemeu segurei seus gemidos com um beijo e fiquei brincando com seu grelo entre meus dedos.
A safada gozava e gemia, seu gozo escorria pela minha mão.
Fiz o seu corpo tremular em espasmos com a intensidade de seu gozo.
Aguardei alguns minutos sua respiração se normalizar, fui ate a minha roupa peguei camisinha na carteira, coloquei no cacete, que envergava em direção a meu umbigo, aproximei-me de onde estava sentada e fui lentamente puxando em minha direção. quando senti que meu cacete estava entre seus lábios vaginais,puxei-a de encontro a meu corpo e meu cacete entrou com rapidez.
Também do jeito que a safada gozou meu cacete estava lambuzado de seu mel.
Segurando em suas coxas com firmeza estocava com força e vigor e com poucos minutos inundei a camisinha com farto gozo.
A loira gostosa ainda gozou na cabeça do meu cacete fazendo meu gozo se prolongar mais.
Silenciosamente retirei a camisinha e enrolando em papel toalha joguei no lixo. Jamile mais que depressa ajoelhou a meus pés e disse:Ah gato você não pode sair daqui com cheiro de xoxota,e abocanhou meu cacete deixando limpo e úmido.Claro que o tesão voltou,mas me controlei pois precisava sair minha hora de massagem havia terminado.
Massagem? Que massagem... Apenas um trepada memorável.
Logo com dois dias depois nós saímos eu com minha loira e fomos a um motel.
Pense em uma mulher vulcão insaciável. Mas claro que o negão aqui não negou fogo, mas pelo contrario fiz safada rabuda gemer muito enquanto traçava seu rabo. Como disse no inicio adoro montar em uma potranca e ficar dando tapas na bunda fico alucinado parece que quanto mais em meto cacete mais eu quero arregaçar estas loiras maravilhosas que adoram um negão.
E eu sou um negão e bom de cama.

Docecomomel(hgata)

Imagem de arquivo pessoal favor nao reproduzir*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts