Acessos em Êxtase !

sábado, 13 de julho de 2013

Meu anal com a empregada casada e safada.






Bem meus amigos depois de dois dias que eu havia transando com a empregada de minha irmã, eu não via a hora de comer seu rabinho.
Faltavam poucos dias para minhas férias acabarem e iria embora para minha cidade.
O tempo inteiro eu ficava só olhando ela passar de um lado pra outro fazendo arrumação na casa, vestida com uma calça legue com a calcinha atochada na regada.
Era um castigo durante as manhãs eu nada podia fazer, pois minha irmã estava em casa.
Mas quando minha irmã me chamou para ir fazer compras com ela.
 Aí vi a oportunidade que eu estava esperando.
-Logo respondi de boa maninha fazer compras não é meu forte sabe que vou com nossa mãe para ajudar, mas estou de ferias e vou caçar alguma gata gostosa para me divertir, afinal esta semana já vou embora.
Quando eu estava falando com minha irmã a Elza sua empregada estava perto e ouvindo já deu aquele belo sorriso.
-Claro que a safada sabia o motivo de minha negativa, eu queria era trepar muito com ela e como não deu para comer seu rabinho na trepada anterior ela sabia que eu não ia dispensar de jeito nenhum.
Assim que terminamos o almoço minha irmã me indagou.
-E ai Ailton resolveu o que? Vai ou Não?
-Não maninha já vou sair, só vou tomar um ducha e saio.
-Esta bom, mas cuidado viu?
-Realmente fui tomar um banho e quando estava no banheiro chamei por Elza.
Elza... Elza me faz um favor me traga uma toalha!
-Ligeiro ela surgiu na porta do banheiro que propositalmente deixei aberta.
-Oh... Ailton aqui está a sua toalha, mais alguma coisa?
E com mão a estendida para dentro do Box, com toalha na mão, eu a seguro e com um jeitinho a trago para dentro do Box.
-Você é louco vou me molhar toda!
-Deixa de bobagem você bem sabe que eu quero é trepar, a toalha eu já trouxe só foi uma desculpa para minha putinha safada vir até aqui.
Assim eu sai do Box e tranquei a porta e fui beijando-a e apalpando seus seios que já estavam com biquinhos durinhos espetando sua blusa fina que logo eu tirei.
A safada estava com uma calcinha vermelha atochada no rego da bunda.
Que meu cacete quase explodiu ao ver aquela visão maravilhosa.
Puxei delicadamente para debaixo do chuveiro e fui esfregando seu corpo inteiro.
Seus seios com bicos durinhos me deixavam louco de tesão, mamei e suguei um a um pareciam dois melõezinhos sendo saboreados pela minha boca gulosa.
O tesão era intenso.
Elza estava banhada e cheirosa meus dedos brincavam com seu grelinho ela gemia eu chegava a senti r sua seiva escorrer entre meus dedos, mas claro que eu não desperdiçava esta preciosidade que é o fluido natural de uma fêmea no cio.
Ai pedi com jeitinho vem putinha chupar um pouquinho meu porrete... Vem estou doido te esperando com esta boca deliciosa.
Elza abaixou-se e lentamente e comecei a sentir o calor de sua boca envolvendo toda cabeça do meu cacete.
Vibrei de prazer.
Ela ajoelhada no Box do banheiro com meu cacete na boca me olhando nos olhos, acariciava minhas pernas me deixando louco de tesão.
Uma exímia boqueteira engolia quase todo meu cacete e vinha com a língua circundando a cabeçorra demorando mais com a ponta da língua na glande.
Um prazer intenso percorria meu corpo causando estremecimento.
Eu sou viciado em sexo oral me vi sendo explorado com louvor nos prazeres da carne.
Ai foi inevitável quando a safada começou acelerar as chupadas e começou a pedir... Goza
Vem enche minha boca de porra,estou doida para sentir seu leite escorrendo pela minha goela.Tentei tirar cacete da sua boca para prolongar, mas a safada foi bem incisiva .
Eu quero... Vem me enche de leite.
-Não tive como segurar e nem conseguia mais suportar o tesão que se apossava do meu corpo. - Senti meu cacete pulsar e derramei tudo dentro da boquinha gulosa dela, em grandes golfadas, enchia sua boca.
Elza nem um segundo sequer ameaçou desperdiçar uma gota mamou até o fim.
Nem precisei fazer nada a não ser deliciar-me com o maravilhoso momento sem tirar a boca do cacete Elza continuou chupando e engolindo meu gozo, até o cacete amolecer.
 –Depois com um sorriso exclamou!
- Nossa como eu estava desejando isso Ailton esta semana eu fiquei o tempo todo pensando em você.
- Ah foi? E eu bate altas punhetas pensando em nossa trepada gostosa minha putinha safada!
-Tesão de cacete.
Senti-me um menino inexperiente nas mãos de uma puta boqueteira, acabamos de tomar banho e fomos para o quarto. Elza parecia uma tarada nem bem entramos no quarto caímos na cama  eu comecei mamando seus seios com força fazendo-a gemer.
Mordiscando os mamilos enquanto a ouvia gemer segurando em meu corpo.
Nem precisa dizer que meu cacete estava duraço com as mãos agarrava em sua bunda e passei a movimentar um  dos meus dedos na porta de seu anel, apenas massageava fazendo gemer.
Vem minha safadinha você bem sabe o que eu quero hoje não sabe?
Diz ai para seu puto o que você reservou para nós hoje minha safadinha.
Ah... Ailton hoje quero que você coma meu rabo bem gostoso, sabe que faz tempo que não faço um anal, quero te dá hoje, quero sentir você dilatar minhas pregas com seu cacete grosso.
-Ah amor só seus dedos brincando minha xoxota fica fervendo de tesão.
Vem... Come meu rabo.
Como negar a um pedido assim entre urros e gemidos.
Eu já estava explodindo de tesão meu cacete vibrava de rígido.
Continuei apalpando sua bunda dando leves tapas, acariciava e apertava fazendo-a gemer.
Pequei um lubrificante e camisinha na mochila, fui me abaixando sentindo seu cheiro de fêmea no cio. .
 Lambia o anel com gosto e ela gemia alto.
-ahhh Ailton assim você acaba comigo.
Adoro sentir tesão a flor da pele.
-Salivei muito a xoxota e seu cuzinho que estava piscando.
-Uma delicia saborear uma mulher em pleno auge do êxtase do prazer.
Coloquei camisinha e comecei
Aquela mulher estava carente demais, eram só gemidos. Puxei-a ate a beirada da cama e fiquei em pé.
O tesão era tanto que meu cacete fazia uma curva apontando para meu umbigo.
Untei meus dedos com Ky e fiquei brincando com seu anel sentia a intensidade do prazer, em cada toque meu.
Quando a safada entre gemidos me pede sussurrando...
- “Vem me comer, Ailton vem.” Estou doida por um cacete no rabo... “
Não conseguia mais esperar segurei meu cacete e apontando para o cuzinho dela, já bem melado.
 Encostei-me à entradinha e forcei lentamente induzindo cada cm, de inicio ela gemeu alto, mas depois ela empinou a bunda mais ainda.
Empurrei de leve e senti a cabeça passar, abrindo caminho.
 Parei ate se acostumar e logo fui empurrando aos poucos, sem pressa.
O rabo delicioso daquela safada aceitou meu cacete sem dificuldades.
Enterrei tudo, até meus culhões encostarem-se à bunda dela.
-“Ah que cacete gostoso mete meu puto safado"
-Sacia sua puta me come de jeito!
“-Tu gosta de dar o rabo safada? Minha puta safada, vou te arrombar, vou acabar com tuas pregas...”.
A Elza rebolava e gemia que nem parecia que meu cacete estava todo atochado em seu rabo.
-Segurei em seus quadris e comecei uma sessão de meteção que a puta gemia me deixando mais louco de tesão.
"- Me fode, me fode!" Me come porra acaba com meu fogo no rabo.
AAAAii... Que delicia.
-Meu mauricinho comendo meu cú ai delicia.
Era impossível se controlar com tanta sacanagem que a safada falava.
Comecei a meter com mais força na bunda dela.
 Tirava o cacete quase inteiro e estocava novamente fazendo-a tremer como se sentisse frio, arfava e rebolava cada vez mais.
 Agarrei sua bunda com as mãos, separando para observar o cú arregaçado e meu cacete entrando e saindo sem dificuldades Uma visão maravilhosa de submissão e prazer uma fêmea com um cacete atochado no rabo tremendo de gozar. Foi a gota que faltava para meu orgasmos.
Senti meu cacete inflar dentro de seu cuzinho, ai parecia que estava endominiado segurei em sua cintura com força e dei sucessivas estocadas fazendo a safada gemer mais ainda. Senti seu corpo todo tremer a puta começou a gozar ai fiquei como um alucinado metendo sem parar ate que comecei a gozar.
 “- Vou gozar”. Ah vou gozar no rabo de minha putinha
“Eu sentia golfada de esperma espirrando com força, até pensei que a camisinha ia estourar com a intensidade do meu gozo”.
Mas isto não aconteceu, mas quase transborda.
Ficamos agarradinhos por um tempo entre beijos e carinhos. Quando Elza perguntou-me seu a queria como amante...Eu nem consegui responder, só caí na cama, exausto e rindo.
Assim deixei em aberto para suas decisões.
Acabou minhas férias voltei para casa e com pouco tempo recebi uma ligação de Elza dizendo que havia se separado do marido e estava vindo morar na capital.
Achei legal... Mas sem compromissos por enquanto, mas que teremos muitas aventuras isto é uma certeza.
Querem saber o que aconteceu ?
Depois eu conto.



Docecomomel (hgata)
“Não confundam o autor com sua obra."
Vejam meus blogs
Imagem do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)