Acessos em Êxtase !

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Traí. Com um negro bem dotado.








Ola pessoal, como todas as aventuras relatadas sempre nos deixam sempre loucos de tesão vou lhes contar à estória que ocorreu no verão passado, mas que até hoje quando relembro me faz sentir um tesão enlouquecedor.
 O fato foi que minha vizinha de muitos anos recebeu a visita de seu neto vindo de outro estado.
O Lucas viria para ficar alguns dias de férias em sua casa.
Muito antes de ele chegar “Lucas” ouvi seus primos falaram em tom de brincadeira.
O Lucas bem dotado vem para cá será que seu cacete vai ter folga enquanto estiver por aqui!
Seu avô disse espero que não procure problemas meu filho disse que é um verdadeiro garanhão que a mulherada cai matando.
Ainda mais que é um bem dotado.
E rindo soltou uma bela gargalhada e salientou “o mal é de família”. O avó e os primos de Lucas estavam ansiosos por sua chegada.Eu apenas como vizinha ouvia a tudo com atenção,estava apenas ajudando minha vizinha a fazer uma torta.
Mas a curiosidade me deixava de orelhas em pé atenta a tudo que ouvia sobre o neto de minha vizinha o Lucas.
Eu fui para minha casa minha cabeça não parava de imaginar o Lucas e seu cacete enorme segundo a descrição de seus primos.
 Eu fiquei tão eufórica que assim que cheguei a casa fui direto tomar um banho e bater uma siririca no banheiro.
Pois é meus queridos, eu comecei a imaginar como era transar com um bem dotado.
Sabe sou casada, mas tenho minhas aventuras fora.
Meu marido desconfia, mas deixa-me sempre à vontade e ele bem sabe que tenho verdadeiros fetiches por negros e bem dotados, nem me fale.
Adoro ser fodida por um negão de cacete grande.
Fiquei tão curiosa pelo tal neto de minha vizinha que sem querer dá na pista indagava em tom de brincadeira.
Em dona Elisa seu neto vem curtir uns dias de férias por aqui, é bom que movimenta estas mocinhas que ficam sem ter o que fazer!
-Que nada Marcella já estou preocupada com os modismos da cidade grande tenho medo dele se engraçar com alguma mulher casada e ter problemas.
-Mas dona Elisa as mulheres casadas que se respeitem, ele é homem jovem claro que se derem corda claro que ele não vai rejeitar.
_Ah tá espero que seja assim mesmo.
-Passados três dias (3) vejo um carro muito bonito na porta da minha vizinha fiquei eufórica para ir até lá, mas não tinha motivos,assim fiquei só observando o movimento de entre e sai de primos tios e tias.
Todos vieram dá as boas vindas a seu querido primo da cidade grande.
Quando o avistei de longe meu coração bateu em descompasso.
O cara era alto negro com olhos pretos e com o sorriso mais bonito que já vi.
Fiquei encantada e curiosa.
Louca para saber de seus dotes masculinos.
Mas com certeza não faltaria oportunidade.
Meu marido estava viajando, eu tinha folga demais para ficar espionando o movimento da vizinhança.
Dois dias depois da chegada do Lucas eu não aquentei e fui até a casa da vizinha a desculpa da visita era saber se gostaram da torta que ajudei a fazer. Claro que sabia que gostaram pois não era a primeira vez que ajudava minha  vizinha com guloseimas .Eu tinha este dom natural de fazer bolos deliciosos.
Chegando a casa da minha vizinha, chamei-a a ouvi de a cozinha mandar entrar, assim o fiz chegando lá o Lucas estava à mesa tomando café comendo uma fatia de bolo. Sua avó prontamente falou ...Lucas esta é minha vizinha Marcella foi ela que preparou esta delicia de torta.
Lucas olhou fixamente para meu rosto e foi descendo seu olhar por meu corpo inteiro fiquei enrubescida pela análise tão demorada.
Assim que ouvia voz daquele homem senti um arrepio que meus seios ficaram eriçados, coisa que o rapaz notou, pois me olhava e passava sua língua pelos lábios lentamente. Caramba eu me senti uma virgenzinha tola.
Prazer Marcella minha avó tem toda razão seu bolo este muito gostoso!
-Obrigado Lucas e seja bem vindo.
-Olhando fixamente em meus seios ele assentiu com a cabeça e falou, obrigado pelo carinho.
Procurei ser o mais rápido possível e sai fui para minha casa com desculpa que precisava ir ao mercado.
E fui mesmo só para desviar os pensamentos.
Comprei algumas frutas frescas e já voltava para casa com duas pequenas sacolas nas mãos quando um carro passa e para bem próximo.
-E o Lucas!
-Ola Marcella estou indo ao centro da cidade dá uma volta não quer me acompanhar meus primos estão estudando, e posso até me perder.
-Disse sorrindo.
_Eu entre surpresa e tímida respondeu claro que posso te acompanhar só não podemos demorar.
Entrei em seu carro e ele sem nem precisar que guiasse foi em direção a uma estrada vicinal que vai direto a uma pequena cachoeira que quase todos da cidade em dias de calor se dirigem para lá, em finais de semana e feriados.
Lucas nesta direção é a cachoeira, é para lá mesmo que quero ir me refrescar esta um calor infernal.
Concordei mas disse que não poderia demorar. Ele fingia que não me  ouvia e cantarolava acompanhando uma musica que passava no som do carro.Fiquei inquieta mas me reservei em ficar calada para ver o que ele pretendia.
Estacionou o carro em baixo de uma frondosa arvore e desceu falando desça vamos tomar um banho!
_Não eu não trouxe roupas de banho.
-Ah, mas eu também não e já foi tirando a camisa e ficando só de cueca.
Pude ver cada pedaço de seu corpo musculoso, parecia um deus do ébano. Sua tez reluzia em contraste com a luz do sol.
Pois é o cara era um negro muito bonito de corpo e de rosto mais ainda, sua cueca demonstrava um cacete maravilhoso de enorme.
Só havia visto uma ferramenta daquele calibre em revistas.
Fiquei tímida procurava não me importar, mas era bem difícil.
Logo Lucas foi dá um mergulho e quando saiu da água veio para bem perto e foi dizendo... Marcella você está com vergonha de tomar banho na minha frente.
-Porque esta timidez agora, meu primo disse que você é bem safadinha na cama e que sempre frequenta tua casa altas horas quando o corno de seu marido não está.
-Ah ele disse foi?
- Sim quando perguntei a Olavo onde achava uma mina pra transar hoje, pois estou no maior atraso desde que cheguei aqui.
_Exclamei e voz alta... Ah safado ele me paga!
 Logo Lucas segura em uma das minhas mãos e me puxa a seu encontro, falando em voz baixa, deixa de onda, pois sei que você adora levar vara.
-Ah então você acha meu primo safado é?
-Claro tem coisas que um homem não pode sair por ai dizendo.
E você se acha safada?
-Não eu não sou safada apenas gosto de sexo, mas do que meu marido me oferece.
-Preciso e sinto necessidade.
-Hum então vem que te acudo nesta carência.
Lucas foi segurando em meus seios alisando um a um, depois abaixou a alça de minha blusa e começou a mamar um dos meus seios, logo meus seios estavam sendo apalpados mordiscados e sugados.
Eu me contorcia de excitação é claro que não sou de ferro.
Quando Lucas abaixou a cueca e de dentro dela saltita um cacete negro, grosso cheio de veias salientes, com cabeçorra vermelha. Meus olhos ficaram cintilantes de tesão.Não conseguia desviar o olhar.
 Comecei a chupar aquele mastro monstruoso de grosso, engasgava e tossia, mas não deixava o cacete sair da boca.
Lucas segurava em minha cabeça e forçava seus quadris de encontro ao meu rosto,
Falava palavras de baixo calão, me chamando de corneteria safada.
Eu nem me importava, pois nada mais do que a verdade que ele estava dizendo.
Depois de um tempo fazendo boquete Lucas me apoia no capô do carro e coloca uma camisinha e segurando pela minha cintura começa a forçar seu cacete na minha xoxota. Quando a cabeça começou a entrar fui ao delírio de tanto prazer.Realmente senti um pouco de dor,mas o prazer de está transando com O Lucas era maior que qualquer dor que pudesse sentir.O safado sabia levar uma  mulher ao limite do prazer.
Forçava estocando com uma cadencia que me deixou enlouquecida, obtive dois (2) orgasmos simultâneos.
Eu gemia que parecia um animal no cio.
Depois de um tempo minhas pernas já estavam bambas Lucas me segura no coloco com sua força viril e comece e meter como um alucinado.
Foram vários minutos sentindo a força de seu corpo de encontro ao meu. Sua boca se apossava da minha com beijos voluptuosos me deixando alucinada de tesão.Sua força e virilidade eram incontestáveis,depois de um bom tempo sentindo todo êxtase e prazer Lucas começa a gozar.Sinto jatos de seu esperma explodir em minha xoxota.Fiquei ate com receio que a camisinha não comportasse a intensidade de seu gozo.Enfim nada aconteceu.Ficamos atracados até o cacete de Lucas sair espontaneamente de minha xoxota e ele com a cara mais safada dizer.
Pronta gata agora tem certeza que meu primo falou a verdade, você e bem safada e muito gostosa. Quero sentir momentos  de muito prazer e fazer umas safadezas com você em uma cama.
Aí sim você saberá quem é o Lucas dotadão de Salvador!
Vamos? Amanha mesmo quero você e o corno de seu marido retorna quando? Só domingo de noite.
Ah! Beleza sábado tem motel está certo.
Claro darei um jeito de sair sem ninguém da rua me ver.
Tenho certeza que consegue safadinha gostosa.
E dizendo isto me deu um beijo e foi tomar um banho.
Claro que vou passar noite com ele no motel tenho certeza que terei momentos inesquecíveis.

Depois eu conto.



Docecomomel(hgata)
"Não confundam o autor com sua obra"
Meu skype:Docecomomel2011@hotmail.com
Imagem do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)