Acessos em Êxtase !

terça-feira, 14 de maio de 2013

Meu dia de "Puta"








Toda Mulher tem seu dia de Puta:

Fui passar alguns dias de minhas férias na cidade de Aracaju, praias baladas e a cada dia conhecia novas pessoas.
Muito bom fazer novas amizades.
No ultimo final de semana eu fui ao cinema, e por sorte ou obra do destino minha prima Edna, não poderia ir naquele dia.
Eu estava alojada na casa de meu tio e sempre saia com minha prima.
Assim que terminou o filme fui à praça da alimentação tomar um suco.
Tinha muita gente.
Afinal o point depois de um bom filme sempre é ali.
Jovens morenos bronzeados expondo suas tatoos, casais enamorados.
Todo tipo de gente se encontrava por ali.
Cada mesa era disputada.
Estava absorta sorvendo de meu suco vendo em meu celular as novas da Face book quando ouço alguém perguntar se eu me incomodaria se ele sentasse ali comigo.
-Respondo de imediato que poderia sentar-se sim que de forma alguma me incomodaria.
Falei sem olhar para a pessoa, mas quando elevo meu olhar meus olhos se deparam com um homem alto, sorriso lindo.
Nossos olhares se fixaram e a energia que emanava era de pura sensualidade.
De imediato nos apresentamos.
Carlos era seu nome.
Perfil típico de homem que admiro alto, morenos olhos pretos e cabelos negros.
Com um corpo um pouco atlético.
Assim começamos a conversar a empatia foi imediata.
Parecia que foi obra do destino no meu ultimo final de semana de férias encontrarem com um homem que abrange todas as qualidades que toda mulher deseja
Assim precisava ir embora, mas Carlos não deixou passar em branco nosso encontro casual convidou-me a sair no dia seguinte.
Aceitei e marcamos que ele fosse me pegar na casa de meu tio.
No sábado fui ao salão me depilei me arrumei para um encontro.
Quem sabe poderia rolar algo... Foi este meu pensamento quando atendi seu telefone dizendo que estava na frente da casa de meus tios.
Minha prima veio até o portão e quando eu ia apresentar-lhes eis que tenho uma surpresa eram conhecidos da faculdade.
Entre risos e desejo para que divertíssemos minha prima me confidenciou ao ouvido.
Cuidado tem fama de garanhão.
Assim saímos para curtir a noite de sábado.
Fomos a uma pizzaria que tem espaço para dançar.
Carlos convidou-me para dançar ate que nosso pedido viesse.
Foram momentos de alegria. dançamos juntinhos sentindo o calor do corpo um do outro.
Carlos falava palavras de carinho ao meu ouvido.
Claro que eu estava gostando da situação, sendo seduzida por um homem bonito e charmoso é tudo que qualquer mulher deseja, mas tinha um, porém faltavam poucos dias para ir embora.
Só ficariam então saudades.
Resolvi explorar aqueles momentos de prazer.
Interessante seria se nada quisesse, mas meu corpo queria Carlos despertou minha libido. Nada melhor do que aproveitar aqueles momentos afinal sou livre de compromisso com outra pessoa.
Carlos também está sozinho então a palavra do dia é curtir o momento. Dançamos mais um pouco até que o garçom sinalizou que iríamos ser servidos,comemos tomamos uma taça de vinho brindamos a nossa saúde e ao amor.
Carlos um verdadeiro cavalheiro.
Ficamos um bom tempo como dois enamorados. depois de beijos e abraços Carlos com a voz embargada de emoção e erotismo me convida para irmos a um lugar mais sossegado.
Aceitei é claro sabendo que iríamos para um motel.
Assim que entramos no carro.
Carlos perguntou se tinha certeza que era isto que eu queria.
Claro meu amor que quero ir para o motel com você.
Sabia que não tinha mais volta, no percurso Carlos ia acariciando meu joelho com uma das mãos. Depois de um bom tempo ousou aprofundar as caricias e escorregou sua mão até minha calcinha,o contato de sua mão foi me excitando que  eu estava com calcinha úmida.
Carlos tocou-me e com sorriso falou!
Hum delicia está transbordando de tesão,não se preocupe que teremos uma noite inesquecível.
Assim que chegamos ao motel Carlos abriu a porta me pegou no colo e entramos.
Ele foi logo tirando a camisa e calça, vi logo como estava excitado, cabeça do cacete quase saia pelo cós da cueca.
Excitado ao extremo.
Beijo... Carinhos mãos que se tocam roupas pelo chão.
Bocas que procuram e logo estávamos subindo pelas paredes, excitação intensa.
Fomos tomar um banho, Carlos abaixado no Box começou a chupar minha xoxota.
Eu me segurava para não gozar logo, mas estava quase impossível.
Depois de alguns minutos foi minha vez de sentir seu cacete em arco apontado para seu umbigo ser deliciosamente devorado pela minha boca gulosa.
Foram minutos de chupada e lambidas. Carlos gemia segurava em minha cabeça forçava seu corpo de encontro ao meu.
Mas de toda forma Carlos se esquivava de explodir , mas eu provocava,lambia a cabeça descia ate seu saco liso...
Queria deixa-lo louco de tesão, começamos a trocar olhares.
Olhares cúmplices de consentimento.
Carlos não aguentou e explodiu em um gozo por todo meu rosto e seios.
Gemia como a um animal no cio.
Abraçados riamos, pois era até engraçado me ver no espelho com os seios e tendo a cara toda gozada... Carlos pediu desculpas por não ter se segurado mais e caímos embaixo do chuveiro.
Logo fomos para cama.
Carlos abriu minhas pernas e começou a me chupar feito um louco.
Mordiscava meu grelo, segurando entre os lábios que parecia um bezerrinho desmamado,
Eu apenas observei gemia e me contorcia de prazer, era impossível controlar o tesão que eu estava sentindo.
E Carlos me chamava de vadia e vagabunda safada e claro que estava gostando de ser tratada assim... Depois de um tempo ele saboreando minha xoxota eu me levantei e fui por cima de Carlos sentando em seu rosto.
Uma delicia... Eu rebolava, esfregava minha xoxota pela sua cara toda e ele chupava feito um louco. .
Eu gemia, gritava, ele me xingava de safada, cachorra, puta, vagabunda e não parava de me chupar, explodi em um gozo e Carlos saboreou com mais vontade ainda... Cada gota de meu mel.
Ficamos um bom tempo assim.
Até quando Carlos disse que não aguentava mais e falou que agora iria me comer do jeito que mereço.
Fiquei de quatro com a bunda empinada e Carlos dando alguns tapinhas.
Quando eu olhei e vi seu cacete parecendo uma tora vinda em minha direção, não aguentei e pedi vem meu garanhão me come, me fode, do jeito que sua potranca merece.
Caramba Carlos veio se encaixando quando senti foi seu cacete atochando em minha xoxota com muito vigor. Parecia que ia me dividir ao meio.
Metia sem dó, batia na minha bunda dizendo que eu era gostosa que queria comer meu rabo gostoso e eu gemia e gritava pedindo que metesse mais e mais, pois estava demais de gostoso.
E assim ele fez me comeu em todas as posições possíveis: Papai mamãe, frango assado, de ladinho eu me sentia já de pernas bambas, minha xoxota encharcada.
 Depois de meter muito, ele me pede que sentasse de frente para ele.
Foi uma loucura me sentia uma verdadeira amazona em um galope desenfreado.
Carlos começou a ficar com respiração ofegante senti orgasmo se aproximando.
 Parecíamos dois tarados no cio... Eu já tinha perdido as contas de quantas vezes já tinha gozado... Quando ele não aguentava mais, anunciou que ia gozar... Tirou a camisinha e despejou seu leite pela minha barriga braços e pernas.
Nunca vi tanto esperma.
Com a cara mais safada diz: Toma safada tu não disse que estava na seca!
Nossa, eu nunca tinha gozado tanto na minha vida!
Depois dessa trepada toda ficamos abraçados por um longo tempo conversando e se conhecendo...
Um pouco mais.
O tempo foi passando carinho aqui e ali mãos aqui e acolá e antes do dia amanhecer repetimos a dose!
Muito cuidadoso fizemos um anal que me proporcionou orgasmos simultâneos.
Infelizmente o dia já amanhecia e precisávamos ir embora.
Voltei para minha cidade e estamos sempre em contato. E a cada 15 dias meu garanhão reprodutor vem me visitar e sabe deixar a putinha dele mais que saciada.Acredito que tenho direito.
O direito de ser feliz.
Claro que eu não vou perder esta chance de me realizar como mulher.


Docecomomel (hgata)
Vejam meus blogs
“Não confundam o autor com sua obra”
*Meu contato é...Skype
Docecomomel2011@hotmail.com
Imagem web picassa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)