Acessos em Êxtase !

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Sexo Prazer Força e Tesão






“Sou noiva, tenho 32 anos, 1,62 m, morena, bunda um pouco arrebitada e coxas grossas”. Bem, tudo começou quando ainda namorava Tiago que agora é meu marido.
Ele tem um primo bem bonitão, é um tipo daqueles que têm uma idade, mas  que demonstra muito charme , tem uma cara de safado, mas não é só a cara não ele é bem safado mesmo
Em uma das muitas conversas entre mulheres da família.
Dentre elas uma ex deste primo de meu marido Paulo.
Foi quando eu ouvi a ex-namorada de Paulo comentar que o cacete do seu ex era enorme.
 Que ela ate hoje sentia saudade das safadezas que faziam juntos.
Ouvi e fiquei morrendo de curiosidade.
Um dia em uma festa da família ele sentou na mesmo mesa que eu e meu noivo seu primo e na maior cara de pau ficou flertando comigo, assim na frente de todos.
Fiquei extremamente abalada com seus olhares insinuosos e fiquei excitada ao extremo.
Confesso que fiquei só pensando no tamanho daquele cacete.
Ai o tempo foi passando eu evitava pensar.
 Até que um dia meu noivo (na época) estava viajando e seu primo me ligou com uma desculpa que iria passar no meu apartamento para pegar algo que meu noivo havia deixado para ele.
Mas percebi pela conversa dele o que ele queria.
Assim combinei que ele passasse no meu apartamento à noitinha. Depois que eu retornasse do trabalho.
Quando ele chegou eu estava tremula e nervosa.
Ele me chegou o convidei para entrar,
Ele sentou-se no sofá assim que olhei para ele me arrependi de tê-lo deixado vir até aqui.
Pois estava me sentindo impulsionada a pensamentos libidinosos.
Paulo parecia ler meus pensamentos e quando fui servi um cafezinho a ele Paulo agradeceu pelo café levantou-se e ficou com seu corpo junto ao meu.
Não houve palavras nossas respirações ofegantes traduziam o que nossos corpos ansiavam.
Abraçou-me foi quando eu disse que o que estávamos fazendo não era certo.
Ele perguntou se queria que ele fosse embora, que minha resposta seria final.
Balancei a cabeça dizendo que queria ele, mas tinha medo.
Paulo me beijou foi aí que eu senti que o caminho não tinha mais volta.
Paulo abriu a calça e tirou aquela cacete enorme para fora, quase, me falta o ar ao ver o tamanho.
Grosso cabeçudo e cheio de veias, creio que tinha mais de 23 cm.
 Do meu noivo tem 17 cm, mas aquilo que estava bem na minha frente devia ter uns 23 ou 24 sei lá.
Parecia um jegue.
Foi quando ele me perguntou se eu não queria pegar.
Assenti com a cabeça um sim e eu peguei aquela coisa que não cabia na minha mão.
Eu disse pra ele que queria chupar e pegar.
 Mas não sabia se queria que ele me penetrasse.
Não sei se suportaria e poderia não aguentar o tamanho
 Ele consentiu, dizendo que íamos ate onde eu quisesse foi quando eu comecei a chupar aquele cacete imenso, que nem a cabeça cabia na minha boquinha.
 Meu priminho foi tirando minha blusinha e eu doida de tanto tesão, ia deixando ser despida e cariciada por suas mãos possantes.
 Nem percebia quando estava com meus peitos de fora.
Sendo sugados e mordiscados por sua boca gulosa
 Foi aí, que ele me pegou de uma vez e me levou para o quarto, eu tentava resistir, mas o desejo era mais forte.
Caímos na cama, Paulo tirou o resto da minha roupa e arrancou minha calcinha com força que chegou a rasgar.
-Levou minha calcinha as suas narinas e aspirou meu cheiro e com um sorriso disse que cheiro delicioso e é docecomomel
Abriu minhas pernas e começou a lamber minha xoxota, mordiscando meu grelo.
 Paulo estava super excitado  seu cacete brilhava e soltava o pré-gozo.
Depois de várias chupadas e lambidas ele levantou-se abrindo minhas pernas com uma das mãos pegou o cacete e pôs na porta da minha xoxota.
 Comecei a falar para ter cuidado, pois era um bem dotado.
Ele riu e disse você aguenta safadinha e vai gostar de ser penetrada por seu primo Paulo cavalado.
Senti um tremor no meu corpo, mas minha xoxota estava toda molhadinha e ele com uma estocada só, meteu a metade do cacete, me faltou o ar nessa hora, me senti sendo dividida.
Soltei um grito e ele enfiou o resto do cacete tudo de uma vez, parecia que estava me partindo no meio.
Doeu mas logo Paulo começou então um vai e vem delicioso, minha xoxota parecia que ia pegar fogo, cada estocada que dava doía um pouco, mas era delicioso.
 Dei uma olhada pra baixo e vi aquele cacete enorme entrando e saindo de dentro de mim. Gozei varias vezes, como nunca tinha gozado na minha vida.
 Ele acelerou, estocando inúmeras vezes depois quando estava prestes a gozar, tirou o cacete da minha xoxota, e inundou meu rosto com aquele leite quente.
Fiquei deitada imóvel por um bom tempo, Depois nem ele nem eu falava nada.
Levantei fui até o banheiro, tomei banho e quando estava quase saindo do banheiro o primo chegou.
Mandou eu o esperar enquanto se banhava, acabou e foi se enxugando.
Segurou-me por traz apalpando meus seios, me encostou-se a pia para que pudesse ficar apoiada e com cacete começou e meter, eu me sentia preenchida pelo seu cacete enorme.
Paulo não teve dó meteu ate explodir em um gozo insano.
Sentia seus espasmos de gozo enchendo minha xoxota.
Depois ficou atracado a meu corpo ate o cacete amolecer e sair depois me fez lamber todo deixando limpinho.
-Ainda falava Chupa safada...
-Mulher que traí merece é porrada se de por satisfeita d eu não te quebrar o cacete enquanto de Fode ...Safada e não diga nada senão...
-Ah nem sabes o que posso fazer com você!
-Eu me sentia sodomizada, usada, porque não tinha carinho.
- Já não sentia um pingo de prazer.
O desejo que senti quando o vi evaporou-se como mágica só sentia mesmo asco e nojo.
Rindo Paulo olhou com firmeza em meus olhos e falou com tom ameaçador se eu contasse e seu primo que ele viria ao meu encontro e só assim saberia o que é ser estuprada de verdade.
Meus olhos encheram-se de lagrimas abaixei a cabeça confirmando que nada diria.
Assim vi o homem que desejei sair pela porta sorrindo todo feliz de ter transando do jeito que quis com a nova de seu primo que tanto o ajuda.
Foi embora e nunca mais transamos.
 Hoje estou casada e eu estou feliz.
Já ocorreu de eventos da família encontrar com o primo de meu marido, mas apenas o cumprimento para que não notem que sinto maior pavor e nojo dele.
Mas a vida é assim tem coisas que acontecem que só Deus pode dá oportunidade de não tornar a repetir os erros.
Mas umas coisas têm certeza eu nunca havia visto um cara com um cacete tão grande igual eu vi e ainda tive oportunidade de sentir momentos de prazer, ate que se mostrasse um verdadeiro sádico que não sabe valorizar uma mulher.
Mas jamais vou esquecer aquele dia e muito menos aquela cacete fenomenal.


docecomomel(hgata)
Imagem do google
Vejam meus blogs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)