Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)

Acessos em Êxtase !

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Meu amante... Bom de cama!









Olá.
Eu sou e Giovana, sou casada tenho 37 anos, meu marido é um pouco mais velho que eu a diferença de idade até a pouco tempo não atrapalhava nossa vida intima.
Mas de uns tempos para cá as coisas complicaram.
Meu marido trabalha arduamente, ele tem uma fazenda e adora criar cavalos.
Até colocou uma baia em um sitio bem próximo a nossa cidade.
Ainda para completar o trabalho exaustivo sempre em alguns dias da semana fica com amigos na baia e bebem muita cerveja e uísque.
Chega ao ponto nem de voltar para casa.
Eu acabo ficando sozinha e carente.
Conversando com uma amiga e falando sobre intimidade, ela me confidenciou que acontece mesma coisa com ela e esposo dela.
Mas para complementar sempre está de caso novo e de preferencia mais jovem.
Eu disse que não teria coragem.
-Ah Giovana deixa de serem bobas estes jovens na flor da idade doidos para serem seduzidos, que mal faz sair com algum, sem compromisso ir a um motel transar com muita vontade sentir muito prazer depois paga conta dá um presentinho ao garoto e sai com corpo renovado.
-Além do mais que todo jovem gosta de uma coroa.
-E nem você nem eu somos velhas para ficar sem sexo e podermos aliviar nossas tensões.
Fiquei pensando e resolvi no primeiro momento que encontrasse um jovem e sentisse atração não titubearia iria sim, sair e me divertir.
Assim aconteceu no ultimo feriadão fui ficar no sitio com meu marido.
Ele iria fazer um leilão e um churrasco. Além que eu poderia aproveitar o sol e tomar banho de piscina.
Chegamos cedo como a casa tinha caseiro eu não me preocupei com nada além que meu marido tinha acertado um Buffet.
Estava na piscina quando ao longe observo um rapaz muito simpático dando banho em um cavalo. Senti uma forte atração de ver aquele homem jovem e musculoso
Com um jeito rustico cheirando a suor.
Pensei... Encontrei quem estava procurando.
Vesti uma saída e fui de encontro a aquele rapaz.
-olá Tudo bem?
-Quem é você? Sou Marcus o tratador de cavalos e filho do caseiro.
-Ah é.
-Sim senhora meu pai cuida do sitio e eu cuido dos animais.
-Interessante!
Diz-me uma coisa quando meu marido dorme aqui tem alguma festinha por aqui.
-olha senhora eu não posso dizer nada, mas sempre vejo mulheres jovens circulando por aqui, mas elas já vêm acompanhadas, algumas ficam até tarde só ouço risadas altas e musica.
-Ah é?
-Sim senhora, mas seu marido quando fica a aqui se recolhe cedo, mas seus amigos fazem a maior bagunça.
-E aqui para nós acho que são mulheres de programa, pois se vestem com pouca roupa, ainda a semana passada teve uma que tomou banho pelada na piscina.
-Bem claro que gostei de ver, mas quando ela saiu da água nuazinha só a vi entrar no quarto ali da piscina com três (3) homens a senhora imagine o resto.
-Ah é?
-Meu marido nunca me disse nada sobre estas festinhas.
-Mas é que as pessoas que guardam os animais aqui chegam acompanhadas e ele não pode dizer nada.
-Entendo... Fixei bem meu olhar em Marcus e assim de supetão o convidei a vir tomar uma cerveja comigo a noite.
-Ele me olhou fixamente e perguntou e seu marido?
-Ah depois que ele toma duas doses de uísque é cama até amanha de manhã... Ai fazemos nossa festinha!
-Hum entendo!
-Claro que ele entendeu que a ultima coisa que eu queria naquela noite era cerveja, mas muito sexo regado a leite direto da fonte.
Estarei na baia às 23 horas dona Giovana e com certeza gostará.
Durante jantar simulei que bebia e meu marido feliz com minha companhia entornou uísque para dentro.
Assim que jantou tomou um cafezinho e foi direto para nosso quarto eu toda ansiosa, falei pode ir meu amor que assim que fizer umas ligações já vou para nosso quarto.
Como minha mãe dizia quando uma mulher quer convence até o Demo*
Demorei alguns minutos e fui para o quarto e como era esperado meu marido estava roncando. Tomei um banho vesti uma camisola sem nada por baixo e colocando um robe fui em direção à baia sorrateiramente. De longe senti cheiro de tabaco.
Era Marcus que encostado em uns fardos de capim fumava tranquilamente um cachimbo.
Achei-o lindo com seus cabelos úmidos e uma camiseta branca que insinuava seu porte de trabalhador braçal. Assim que ele me viu veio ao meu encontro e começamos a nos beijar. Ele bem sabia o que eu queria mesmo.
O tempo era pouco e sem muitos rodeios fomos até um canto da cocheira e Marcus colocando uma manta sobre o capim seco e fofo.
Deitamos-nos...
Marcus ágil foi tirando meu roupão e camisola, claro que eu estava sem nada por baixo.
Deitados tendo como cúmplice a luz do luar, Marcus começou a chupar minha xoxota, eu devido à posição apenas o punhetava sentia seu cacete viril rígido como a uma rocha.
Com algumas lambidas e lingadas profundas me derreti em um gozo intenso.
Sentia a cada momento a intensidade de prazeres pelo meu corpo.
Ah que delicia.
Marcus com cara lambuzada de meu gozo sai de dentro de minhas pernas e colocando-me de (4).
Vem sobre meu corpo com urgência e total força. Sinto seus pelos arrepiados e como um garanhão começa a estocar com força seu cacete.
Minha xoxota lubrificada com meu gozo se abriu como uma flor para receber o mastro do garanhão.
Sentia sua respiração ofegante, Marcus bombeava com força. Acelerando cada vez mais. Apalpava minha bunda e vez ou outra me dava tapas falando obscenidade que instigava nossos desejos elevando ao êxtase.
Ah... Que potranca gostosa.
Ai que delicia sentiu meu cacete todo atochado em você senhora, rebola no cacete de seu garanhão, vai safada...
E assim que você gosta.
Seu corno não te dá cacete não... Rebola no cacete de seu macho.
Ah eu vou gozar... vo...vou goza...gozar.
E com estocadas frenéticas sinto seu cacete inchar e explodir dentro de minha xoxota.
Foi algo rápido, mas com intenso prazer, Marcus ficou algum minuto atracado a minha cintura e depois de algum tempo seu cacete foi saindo de dentro da xoxota.
Tirei a camisinha e com as mãos comecei acariciar seu cacete. Senti uma necessidade de chupar seu membro.
Minha boca salivava e sugava o restante de sua seiva.
Marcus ficou louco de desejo. Mas não tínhamos tempo.
Fui para casa sede feliz e aliviada, tentei conciliar o sono.
-Mas tive a certeza que tinha acabado de encontrar um amante.
Assim o tempo vai passando e comecei a frequentar mais o sitio. Mesmo durante algumas tarde.
Lá estava eu com o tratador de animais do meu marido. Que além de tratar de seus cavalos de raça estava domando sua potranca.
Que no caso sou eu.
Claro que faço possível para deixar meu garanhão fogoso sempre disposto a saciar meu desejo de fêmea no cio.
Ah... E meu marido também anda muito satisfeito porque resolvi acompanha-lo mais vezes ao sitio. Até esta falando de mudar de vez da cidade.
Claro que seria ótimo assim teria mais vezes com meu garanhão.
 Insaciável que é Marcus.
Nem podemos dá uma voltinha a cavalo no sitio que procura logo um lugar deserto para transar.
Como não sou de negar fogo sempre estou no maior rala e rola com ele.
Hum... Delicia ter um amante.
Assim continuo uma esposa dedicada à família e meu marido não reclama, pois.
Estou sempre presente. Claro que dou a ele vez ou outra quando ele está disposto. Enquanto que com Marcus faço as maiores loucuras.
Muito bom mesmo.




Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
"Não confundam a autor com sua obra"
12/11/2012.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts