.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sábado, 15 de setembro de 2012

Transando com Minha Sogra II





2ªparte
Como eu relatei no ultimo conto que iria casar e morar um pouco longe da minha sogra, porque além de ser sogra era minha amante e bem safada. Para não atrapalhar minha vida de recém casado fizemos esta opção .É claro que minha esposa achou que foi por que nossa casa ficaria mais perto de sua faculdade.Mas tinha que ter um argumento valido.Não poderia dizer jamais que o real motivo era por minha tara por sua mãezinha um puta safada de marca maior.
Em meus 25 anos de vida eu nunca vi uma mulher gostar tanto de foder, igual minha sogra. Mas como não poderíamos deixar de visita-la volta e meia eu estava em sua casa e a safada me provocava muito.Na sala vendo TV a puta sentava com as pernas abertas na minha frente sem calcinha e ficava se abrindo, mesmo igual uma vadia,isto me deixava louco alucinado de tesão.
No mesmo dia eu procurava uma desculpa e ia me encontrar com ela e transávamos muito.
Não conseguia de jeito nenhum me livrar da tara que tinha por ela, ainda mais que me provocava demais, deixava tantas safadezas escritas e coisas que iria fazer comigo, que quando abria meu MSN eu ficava louco de tesão. Minha sorte que minha esposa é uma pessoa calma meiga e confiava bastante em seu maridinho, não sabendo ela o que andava fazendo com mãezinha safada
Chupadora de cacete.Assim aconteceu:
No final da semana passada houve um feriado e minha esposa convidou sua mãe e vir ficar conosco, pois seu pai iria fazer uma pequena viagem, eu não me opus, pois não tinha argumentos para tal. Mas de antemão saberia que teria que fazer o possível para não deixar minha sogra intervir em minha vida de casado.
Já na sexta feira saímos para comer uma pizza e após o 2º chope minha sogra já conversava alto e sempre colocando sua mão sobre a minha perna.
E a cada momento se insinuava mais, caramba que sufoco eu a cada minuto ficava mais excitado, pois a safada passava a mão discretamente sobre meu cacete.
Fiquei excitado e para não passar vexame fui ao banheiro para esfriar a cabeça e arrumar o cacete dentro da calça para ficar menos visível aos olhos dos clientes.
Assim que eu ia saindo do banheiro masculino minha sogra vem em minha direção e com um olhar bem safado me faz sinal para lhe seguir.
Não é que fui atrás dela que se dirigiu a um banheiro de pessoas especiais (deficiente).
Fechou a porta assim que entrei e foi logo dizendo ta com tesão é meu genrinho safado, vi que está de cacete duro, tira ele que acalmo sua anaconda ligeirinho.
Foi se ajoelhando a meus pés, e eu abri a braguilha da calça e de lá de dentro saltou meu mastro rígido babando de tesão, adrenalina a mil.
A puta começou a chupar meu cacete que parecia que estava alucinada.
O efeito do álcool, o desejo o lugar proibido.
Fez com que aumentasse mais sua safadeza.
Chupava-me com tanta ferocidade, que até pensei que ia tirar um pedaço do meu cacete.
Chupava vorazmente.
Engasgava, babava,gemia. Parecia um bezerro mamando .Não estava mais aguentando.Só de saber que era um lugar publico minhas esposa ali perto.Eu fiquei alucinado de tesão.
Que não conseguia controlar meus impulsos.Assim caprichei estoquei com força e vigor saboreando cada minuto daquele delicioso boque te e...Gozei!
Segurei em sua cabeça e comecei estocar com mais força, o tempo era nosso maior inimigo. Empurrei vezes seguidas até sentir meu cacete se avolumar e gozar.
Segurei mesmo com força sua cabeça de encontro a minha pélvis.
Se for leite que ela queria, teria em abundancia.
Uauuu meu genrinho que loucura.
Quase me afoga, tua mulherzinha está deixando a fonte cheia assim é.
Pois se prepare que nestes dias que estarei em sua casa te quero todo dia. Já comecei agora.
Ai que delicia de leitinho...Humm.
Lambeu-me e deixou meu cacete limpo e lustroso. Caramba que boqueteira safada arranjei.
-Vai guarda este cacete gostoso... Volte para mesa enquanto lavo minha boca e já vou.
Assim fiz guardei meu cacete, mas peguei um papel toalha e enrolei para que algumas gotas do meu sêmen não molhassem minha calça.
Voltei e minha esposa estava sentada conversando com uma conhecida da mesa ao lado da nossa. Lhe dei um beijo e com  cara de anjo  lhe indaguei onde está sua mãe querida?
Foi à toalete... E está demorando muito deve está sentindo alguma coisa pois bebeu além da conta.
-Já vou vê-la.
_Vá sim minha querida ela pode ter bebido algo que não deve mesmo.
_Mas não demore muito viu meu anjo.
Minha esposa saiu em direção à toalete e logo voltou conversando com sua mãe entre risos.
-Eu não disse Jailton que minha mãe estava sentindo-se mal, olha seu rosto como está afogueado!
-Vou pedir um café forte para ela querida, está bem?
-Sim meu amor.
-Dizendo isto virou para sua mãe e disse minha eu tenho o melhor marido do mundo!
-Sei minha filha ele é muito bom, mesmo em todos os sentidos eu gosto muito dele.
-Ah mainha que bom que a senhora gosta dele pensei que a senhora estava chateada por não morarmos com a senhora. Que nada minha filha quero ver você feliz.Se ele a deixa satisfeita deixa a mim também.
Não é verdade? E as duas ficaram conversando entre si em voz baixa.
-É sim mainha, mas tem umas coisas mainha que ainda não fiz com ele na cama, ele não reclama, mas preciso me desinibir a senhora sabe como é?
_Sei minha filha quando casei com seu pai também foi assim, mas o tempo vai ajudando e vocês se ajeitam.
-Fomos para casa e assim que chegamos fomos para nosso quarto.
Minha esposa estava mais liberada depois que começamos a transar, ela me fez um boquete muito gostoso, nem se comparava ao da minha sogra, mas foi muito bom.
Não gozei em sua boca porque não quis, mas ela estava preparada para receber meu leitinho.
Humm... A conversa de sua mãe estava  fazendo efeito.
No outro dia cedo minha esposa foi fazer um concurso para professora do município.
Fui levá-la e assim que voltei guardei carro na garagem, abro a porta dou de cara com minha sogra no sofá só de calcinha e soutien.
-Dona Elza o que é isto?
Oh meu genrinho esta achando ruim estou te esperando, esta noite não dormir direito ouvindo seus gemidos com minha filha safado.
Não adiantou me masturbar duas vezes que meu fogo não abaixou.
Venha quero sentir este cacete afundando na minha xoxota... Anda.
O que poderia fazer sabia que minha esposa só viria quando eu fosse lhe buscar, então vamos à sacanagem, segurei na mão de Dona Elza levando até o quarto de visita.
Empurrei na cama para que ficasse deitada de pernas abertas e cai de boca.
Sua calcinha preta, com rendinha na frente mostrava exuberância de seus lábios vaginais.
Afastava de um lado e outro a calcinha e afundava língua lambendo deixando minha saliva encharcar sua xoxota.
Quando tirei sua calcinha deixando a mostra sua xoxota, por completo fui ao delírio, seu grelo parecia um dedo de tão turgido. Comecei a sugar deixando-a completamente a mercê de minha vontade.
Dona Elza gemia, suspirava se contorcia, mas eu firme com rosto entre suas pernas escancaradas. Ela gozou.
Com um gemido alto senti seu gozo.
Minha boca sugava seu melzinho deixando-a se contorcendo de prazer, lambi cada pedacinho de sua xoxota, seu grelo entre meus lábios parecia que eu não queria mais soltar, sentia tremular.
Uma maravilha de gostoso.
Deixei-a mole de tanto gozar.
Aguenta agora safada que teu genro vai te arrombar de foder.
Coloquei-a de frango assado e segurando suas pernas comecei encostando cabeça do cacete estava bem excitado nossos fluidos juntos.
Segurei em suas pernas e afundei,dona Elza gemia,rebolava que delicia.
Fui fundo mesmo estocava com muita força que o toque de nossos corpos ecoavam pelo quarto.
Castiguei com total liberdade dos movimentos ao som de nossos gemidos, Até que a leve a novo orgasmo.
 Nesse meio tempo, meu cacete continuava rígido.
 A coloquei de quatro, logo após muito salivar e dedar seu cuzinho ajeitou a cabeça do cacete fui lentamente empurrando dentro do seu rabo.
 Ela gemeu baixinha mais aguentou firmemente meu jr, de apenas 20 cm.
 Tirava deixando só a cabeçorra e com uma nova investida, recomecei em um galope desenfreado.
Que delicia comer um cu, quando é guloso que aguenta firme é mais saboroso ainda a trepada.
Com a cacete todo encravado dentro de Elza, passei a estocar com mais força, parecia um bate estaca de puro nervo.
Segurei-a pelos quadris  e puxando-os de encontro a meu corpo continuei em um galope desenfreado até atingir o clímax, batia em sua anca e puxava seus cabelos como se fosse à  rédea  de uma égua no cio, comecei a exporrar muito, tirei o cacete e jogando fora camisinha lhe lancei jatos espessos de leite por suas costas, bunda, sentia meu leite escorrer pelas pernas.
Safada ainda com maior cara de puta que desperdício Jailton da próxima vez dá teu leitinho para tua sogrinha. Bem sabes que adoro seu leitinho!
Fomos tomar um banho juntos, e quando estava me enxugando Dona Elza começa u boquete, claro que não ia deixar passar esta chance e recomecei e logo esvaziava todo leite em sua boca gulosa.
Acabamos o banho e logo minha esposa telefonou sai e fui busca-la,assim que minha esposa retornou,indagou por sua mãe apenas respondi que não a tinha visto.
Minha esposa suspira e diz: Coitada de minha mãe deve está cansada, não esta habituada a muita agitação!
-È mesmo amor ela deve está dormindo de ressaca de ontem.
-Nada melhor que uma esposa e filha dedicada.
Assim já faço dois anos de casado, e continuo com maior sacanagem com minha sogra. Que me confidenciou que se sua filha topasse iríamos os três para cama juntos.
Sei não do jeito que vejo as coisas logo a safada convence sua filha a fazer o ménage.
E se depender de mim não deixarei nenhuma delas com fome, pois o tesão que tenho dá para saciar a ambas.


Docecomomel(hgata)
“Não confudam o autor com sua obra”
Vejam meus blogs.
http://sensacescomemocoes.blogspot.com.br/
http//sedentosdesexo.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts