Acessos em Êxtase !

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Galinhando com meu namorado.




Olá.
O que vou descrever hoje, na verdade aconteceu na quinta-feira passada.
Foi algo assim rápido e vou tentar descrever da melhor forma possível!
Pois é quando eu estava vindo do trabalho a noite, peguei o mesmo ônibus de sempre e para variar encontrei novas pessoas, achei legal para mudar rotina do dia a dia, mas quando estava a poucas quadras do ponto final que é onde desço, ando um pouco ate chegar a minha casa.
Quando eu estava no ônibus sentia que aquele rapaz alto, que é morador novo do bairro não parava de me olhar. Eu sentia como se tivesse me tirando a roupa.
Eu já ia caminhando em direção à porta do ônibus quando ele chega ao meu lado e pergunta se pode me acompanhar até minha casa. Apenas acenei com a cabeça já que minha casa era caminho para a sua.
Descemos e saímos caminhando lado a lado.
Eu estava já bem perto de casa foi quando ele passou seu braço por cima de meus ombros.
Foi como se tivesse me abraçando.
Senti um arrepio.
Ele segurou firme e ficamos um de frente para o outro.
Foi assim que reparei no volume de sua calça, mas disfarcei, acho que não muito, pois ele deu uma pegada no cacete e vi que estava super. excitado, dando uma valorizada no volume, só para ver minha reação.
Bem eu sou normal com meus desejos e anseio deu uma olhada, como quem não quer nada.
Ele ficou puxando assunto e me perguntou se eu tinha namorado que desde o dia que me viu que sentiu atração por mim e coisa e tal. Foi assim que ele me perguntou se aceitaria tomar uma cerveja, no dia seguinte.
Bem eu aceitei em sair com ele, mas assim que acabei confirmando o Diogo (fictício), me abraçou e começou a me beijar, sua boca se apossava da minha, seu hálito morno com gostinho de chiclete.
Pensei acho que acabei de encontrar um namorado.
Fui para casa radiante, no dia seguinte as 20 h Diogo estava na minha porta, estava muito bonito, com roupa social.
Fomos a uma pizzaria.
Depois saímos para uma boate onde Diogo disse que encontraria com uns amigos.
Chegando à boate conheci os amigos de Diogo, eram três (3) fortes e grandes, um loiro alto com cara de safado, um moreno forte, e um cara negro baixo e musculoso.
Começamos a conversar, mas o amigo de Diogo o negro me convidou para dançar.
Depois de algum tempo Diogo me chamou para ir para casa.
Assim fomos. Seus amigos também foram beber e ver filmes.
Bem chegando lá, parecia que Diogo havia se transformado, ficou arredio e me beijava com um furor que fiquei desconfiada.
Como eu já conhecia todo mundo ficou um tempão conversando e notei a cara de arredio de Diogo que levantou e segurando pela minha mão me levou até seu quarto;
Assim que entramos ele começou a conversar dizendo que eu estava me flertando com seus amigos que isto não estava certo que ele queria eu só pra ele.
Entre uma conversa e outra Diogo ia tirando a roupa e falou é foder que você quer é? Então vem!
Eu falei que não era bem assim e me justifiquei.
Poxa Diogo estou estranhando você!
Ele ficou então envergonhado e pediu desculpas, mas me abraçou e beijou voltando a seu aquele homem terno que conheci dias antes.
Tanto ele como eu estava excitado e excitação foi se apossando de nossa vontade, Diogo tirou minha blusa e começou abocanhar meus seios turgidos. Apalpava e mordiscava-os com intenso desejo.
Você está me deixando louco Marcella, que delicias de xoxota molhadinha.
Vem sentir a excitação de seu macho vem... E entre palavras uma de suas mãos já enfiada em minha calcinha denunciava meus desejos pois estava encharcada de tesão.
Diogo me segurou no colo e colocando na cama com as pernas escancaradas começou a me chupar. Vai putinha rebola na cara de teu macho ,ai delicias que melzinho gostoso goza na boca do teu garanhão goza.
Seja boazinha fica quietinha senão vai ter que dá pra meus amigos. E dizendo isto calou meus gemidos com um beijo.
Eu acabei aceitando seus beijos.
Logo estávamos no mais alucinado sessenta e nove (69) não me fiz de difícil e comecei a chupar, ele era bem dotado, metia o cacete minha garganta que quase me faziam ficar sem ar, engasgava, ate quase desmaie, que excitação, nesta hora já estava toda entregue ao êxtase. Gozei em abundancia na boca de Diogo que parecia que ia se afogar de tanto me sugar, meu grelo entre seus lábios. Parecia um bebezinho com uma chupeta na boca. Passou alguns minutos e
Foi quando Diogo sentou na cama e ficou recostado e me pegou e fez sentar no cacete duro dele e que cacetão, grande e cabeçorra imensa.
Eu soltei um gemido alto, pois doeu um pouco, mas ele queria que ficasse subindo e descendo em seu membro rígido, estava cavalgando, pois queria muito sexo, e ele já anunciou seu gozo.
Era uma delicia sentir seu cacete vir fundo das minhas entranhas, parecia que a força dos seus jatos de esperma iam me inundar.
Meteu fundo mesmo sem frescuras, uma verdadeira sessão fodástica,
Depois tomamos um banho e fomos para sala e seus amigos nos olhavam com certa inveja, mas fazer o que?
Esperamos saírem e para evitar falatórios Diogo falou que ia me levar em casa, mas logo resolvemos e ficamos os dois e tivemos.
Muitas horas de sexo. Até o dia amanhecer.
Quando acordamos o já era meio dia e resolvemos ficar para almoçar ali mesmo, pedimos uma pizza, pois já estava bastante tarde para ir algum restaurante e recomeçamos uma nova sessão de sexo.
Diogo estava muito feliz com a sua nova namoradinha *Eu* ou seja, a sua nova putinha.
Assim ainda estou com Diogo um verdadeiro garanhão.
Eu nunca fui de negar fogo, mas nossos finais de semana estão cada vez mais cheios de aventuras.
Porque não dizer ai delicia, assim vocês me matam!


docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
"Não confundam o autor com sua obra"
Imagem do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)