.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

sábado, 7 de abril de 2012

Transando com meu 1º Amante



Olá hoje vou relatar uma transa que tive com um colega de faculdade.
Eu sou casada e ele é divorciado.
Na verdade eu jamais tive intenção de trair, mas o meu colega sempre presente falava palavras carinhosas e amorosas que me deixei seduzir pelo seu charme de galã.
Meu colega que vou dá nome de Aldo me deixava tão excitada com suas conversas, relatando seus casos que só bastava avista-lo já sentia minha xaninha ficar úmida de tesão.
E sempre em tom de brincadeira ele dizia se eu uma única vez só ficasse com ele deixaria de vez de sentir desejo por meu marido.
Eu apenas ria e mudava de assunto, mas no intimo sentia uma vontade de ser possuída por ele com arroubos de paixão e muito tesão.
Você bem sabe, corpo trai a mente e ficamos subjulgados aos anseios e desejos.
Pois bem: Com o continuar do casamento as coisas acabam ficando mais rotineiras e monótonas.
“““ Foi assim que me tornei amante de meu colega o* Aldo”
-Marcella minha querida minha namorada me deu cano e vai me deixar sozinho durante uma semana o que farei?
_Bem Aldo você eu não sei, mas o feriado de carnaval ficarei em casa, meu marido vai fazer um curso na Argentina e ficarei sozinha. Ficarei descansando.
_Ah que pena, mas mesmo assim fico feliz pelo menos poderemos ficar conversando via MSN e quem sabe possamos comer uma pizza no sábado de noite.
_É quem sabe Aldo quem sabe...
Como alguns acreditam nada acontece por acaso o acaso somos nós.
Na sexta feira feriado de carnaval meu colega Aldo me telefonou convidando-me a ir comer uma pizza.
Eu não vi nada demais e aceitei o convite.
Bom eu marquei que Aldo viesse me buscar em minha casa as 20 h de sábado.
Assim que ele chegou o convidei a entrar e ofereci um cafezinho, coisa que não aceitou e rindo disse que gostaria mesmo era de podermos  ficar ali em minha casa e ... Pudéssemos namorar a noite toda.
-Ah Aldo você é impossível mesmo!
-Ah Marcella que posso fazer se me sinto atraído de verdade por você.
-Olhe só de olhar para você, como estou com cacete duro.
-Caramba!
 Olhei inconscientemente vislumbrei com o tamanho do cacete de Aldo dentro da calça, parecia que iria rasgar a calça. Enorme aquele membro rígido estufado latejando de puro tesão.
_Para tentar desconversar e diminuir o clima de êxtase eu sair de perto de Aldo dizendo que iria retocar maquiagem.
_Entrei no banheiro e simulei que estava consertando a maquiagem, não queria ficar de saia justa com Aldo, coisa que estava se tornando impossível.
Assim depois de alguns minutos saímos em direção a uma pizzaria muito bacana que eu mesmo escolhi.
Chegamos ao local e ficamos em uma mesa um pouco afastada da entrada, onde tínhamos uma visão das pessoas que entravam e saiam.
Aldo sentou-se a meu lado e se comportava como se fosse alguém intimo meu. Conversávamos assuntos triviais, mas não deixava de me xavecar. Um garanhão incorrigível mesmo.
Uma coisa que me incomoda é alguém está conversando comigo próximo e a todo o momento segurar em meu joelho, mas o Aldo fazia isto com tanta delicadeza que eu estava me deixando-me levar pelo momento.
Já estávamos terminando de comer a pizza quando Aldo me deu um beijo de surpresa.
_Aldo cara que loucura é esta?
È acho que é loucura mesmo é ficar juntinho a você e não provar destes teus lábios.
Deixe levar e retribuir o beijo. Rapidamente como se estivéssemos atrasados para um compromisso saímos apressados.As palavras eram desnecessárias.
Fomos direto para um motel afastado da cidade, durante o trajeto via que Aldo estava super excitado. parecia que alavanca do carro estava entre suas pernas.Entramos e ficamos abraçados .Aldo começou tirando minha roupa.Me beijando com imenso carinho.Fui ao  banheiro e quando voltei Aldo estava deitado recostado na cama,com o cacete rígido.
Vendo aquele membro enorme latejante de tesão.
Fiquei extasiada de tesão, não procurei muito conversa e aproximei minhas mãos acariciando sentindo toda firmeza e calor do cacete. Aldo soltou um gemido e terminou de tirar minha roupa rapidamente.
Quando Aldo me despiu totalmente deitados começamos um sessenta e nove (69) maravilhoso.
Quando Aldo abriu minhas pernas e caindo de boca lambendo minha xoxota eu sentia arrepios, sugava meu clitóris prendendo entes seus lábios.
Uma delicia...
Não resisti e caí de boca no cacete de Aldo,era grosso até me engasgava.cabeçorra grande e rosada.
Chupava gostoso até o  talo depois lambia seus culhões deixado-os úmidos com minha saliva.
Teve um momento que pensei que Aldo ia encher minha boca de leite, mas ele se controlou tirou um pouquinho e falou...
Calma Marcella ...
 Minha  putinha safadinha ainda temos muito tempo a noite ainda é pouco para te dá muito cacete.
Aldo me lambia e sugava que logo gozei entre seus lábios.
Quanto mais eu gemia, mais ele me sugava mordiscando meu grelinho.
Uma verdadeira delicia .
Depois fomos tomar banho e Aldo com seu cacete durão embaixo do chuveiro ficamos nos bolinando.
Aldo estava quase gozando de tanto tesão, sentia sair do cacete uma babinha que deixava minha mão mais molhada e fácil de punhetar.
Voltamos para cama banhados e cheirosos e Aldo me fez ficar de quatro(4).
Começou a apalpar minha bunda  encostando sempre o cacete na entrada do meu anus.Falando coisas que queria fazer anal,que minha bunda era muito gostosa.
_Aí delicia Aldo falava e acariciava minha bunda dando beijos molhados, me deu uma lambida na portinha do meu ânus que senti um arrepio de pura excitação.
Eu já estava gemendo igual uma puta,rebolando em seu cacete.
 Quando Aldo pegou uma camisinha colocou no cacete passou cuspe no meu rabo.
Sempre encostando a cabeçorra latejante do cacete na porta do meu anel .
Eu gemia sabia que ele ia estourar minhas pregas,Mas a sensação estava tão gostosa  que acreditei que suportaria a dor em  troca do prazer.
-ah Aldo cuidado meu querido seu cacete é muito grosso...Pode deixar Marcella que terei maior cuidado, com minha deusa!
-O corno do teu marido não faz anal não amor?
_Não meu querido só fizemos uma vez ai doeu não fizemos mais.
_Ah safado não sabe como é prazeroso tanto pra o homem como pra mulher explodi o leite quente dentro de um rabo gostoso e apertado como o seu,mesmo de camisinha, amor é o prazer maximo dos prazeres.
-E Aldo conversando me levando a relaxar senti um ardência soltei gemido gostoso...
E senti um intenso prazer quando a cabeça passou e Aldo meteu com tudo.
Depois ficou um tempo até me acostumar logo dando inicio a  um galope desenfreado,me puxando a seu encontro.
Continuava socando como alucinado até explodi em um gozo intenso.
Ah como eu gozei ...
Fazia muito tempo que não tinha um orgasmo tão intenso como agora.
Eu adorando senti seus espasmos dentro de mim.
Loucura total... Mas uma loucura muito prazerosa.
Depois de um tempo me fudendo Aldo tirou a camisinha e levou seu cacete meia bomba em direção a minha boca.
Eu cai de boca mamando que em segundos parecia uma barra de ferro de duro.
Eu senti que ele queria gozar na minha boca, sua cara de safado pidão me dizia isto.
Eu estava na chuva pra se molhar não é?
Afinal se eu não quisesse safadeza não teria ido pra um motel com outro homem que não fosse meu marido.
Mamei mesmo bem gostoso  ,até parecia que era um bezerro desmamado,chupava da cabeça aos ovos mordiscando a glande que quase nem cabia na minha boca.
Aldo fazia movimentos com corpo e o cacete ia fundo na garganta.
Quando ele soltou um gemido sonoro e alto segurou minha cabeça e começou a exporrar, sentia as golfadas em minha garganta.
Êta... Porra parecia que ia me afogar com tanto leite.
Me senti a maior vadia,mas também senti prazeres que não sabia que poderia sentir com tanta intensidade.
Engoli uma boa parte e depois lhe dei um beijo fazendo provar sua própria porra.
Ele não contestou e masturbava minha xoxota enfiando os dedos e lambendo-os com estalar de lábios.
Ah delicia Marcella você até parece que tem mel... Ficamos abraçados e Aldo sempre me masturbando não demorou nem cinco minutinhos explodi em um gozo que foi absorvido pelos lábios de Aldo me deixando mais louca de prazer.
-Ah Aldo delicia...Assim você me mata!
-Ah delicia te mato nada!
Agora tenho meu amigo amante e confidente que entre uma aula e outra me sacia deixando-me uma mulher completamente realizada.
Acreditem vocês que quando meu marido chega de viagem, estou cheia de gás e agora quem comanda na cama sou eu...
Ele não tem reclamado, pois me descobri uma vadia ele tem sentido todos os prazeres que estavam adormecidos e esquecidos na monotonia do casamento.

Docecomomel(hgata)
08/4/2012
"Não confundam o autor com sua obra"
Vejam meus blogs
Imagem do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts