Acessos em Êxtase !

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Inocente Tesão.






*Quando comecei minha vida sexual eu tinha 11 pra 12 anos, mas era muito bobinho e inocente, sentia tesão meu “pau-zinho” ficava durinho e eu nem sabia direito o porquê.
Eu morava com minha mãe e mais dois irmãos, sendo eu o mais novo.
Era um menino sério ajudava minha mãe em serviços da casa, mas eu até que tinha muitos amiguinhos, brincava muito na rua onde morávamos, mas na minha ingenuidade nem cogitava o que era sexo ou o que era transar.
Minha mãe tinha uma amiga que sempre nos visitava as duas sempre saiam juntas em finais de semana sua presença era constante em nossa casa.
Minha mãe era viúva, foi com esta amiga que me tornei um homem.


Esta amiga de minha mãe que vou chamar de Cleide ”Tia Cleide” quando chegava brincava comigo, me trazia chocolates, eu nem cogitava nada. Gostava dela afinal criança gosta de agrados e mimos.
Também com 11 anos o que poderia pensar!
Na época tudo era inocente.
Eu jamais imaginaria que isto que houve entre nós poderia algum dia acontecer.
Para mim a tia Cleide era a mulher mais bonita do mundo, tinha uns seios grandes e uma bunda bem avantajada e durinha, mas só depois que o aconteceu com a gente que meu tesão despertou.
Foi algo tão gostoso e belo que se eu soubesse que transar era tão bom não teria perdido tanto tempo.
Mas fazer o que não é tudo tem seu tempo.
Assim um final de semana tia Cleide chegou e minha mãe já tinha saído para trabalhar, e só voltaria no dia seguinte.
Eu iria ficar com meus irmãos, o mais velho tinha saído com a namorada e iria dormir por lá.
O meu irmão segundo estava irritado e xingava, pois precisava ficar em casa me olhando.
E não podia ir para balada.
Aí as coisas mudaram de rumo quando Tia Cleide chegou e falou que meu irmão poderia sair que ela ficava comigo, mas não poderia contar a minha mãe senão recebia bronca.
Meu irmão concordou e disse que seria segredo, pois bem sabia que minha mãe iria lhe reclamar se soubesse que saiu.
Ficamos eu e tia Cleide na sala conversando, ela indagou se eu já estava namorando, ou se tinha alguma amiguinha, eu lhe respondi que não. Na verdade eu nem sabia o que era namorar.
Aí ela começou a brincar comigo, apertava minha barriga, empurrava beliscava, como sempre fazia ela gostava de ficar brincando.
Até que em um momento ela pegou em meu cacete (inho). Eu estranhei sua atitude e me afastei.
Ela me perguntou se eu já tinha tomado meu banho, eu disse que não.
Ela então disse venha guri que tia Cleide vai te dá banho,aliás eu também vou tomar banho o calor está infernal.
Eu nada disse ,pois para mim era tudo normal.
Ela sempre fazia assim me dava banho
Foi para o quarto pegar toalhas e roupas pra vestir,sabe minha casa era daquelas antigas que tinha aquelas banheiras enormes .
Logo eu fui tomar meu banho ,mas não enchi a banheira,Tia Cleide entrou também e tampou o ralo da banheira e deixou água aberta para encher.
E começou a tirar sua roupa ,eu virei o rosto pois fiquei envergonhado.
Ela sempre brincando começou me ensaboando, me alisava todo, segurava meu cacete (inho) que foi ficando duro, cada vez mais.
Ela segurava meu cacete eu tirava a mão dela, ela voltava segurar mais ainda.Alisando todo.
Quando ela percebeu que estava bem duro mesmo falou vem cá menino  deixa eu ver direito este brinquedinho. Falou rindo, ai me aproximei bem perto dela,que ficou segurando,apertava acariciava.
Na verdade ela estava-me punhetando, mas na época eu nem sabia de nada.
Comecei a senti tantas sensações estranhas, mas muito boas no meu corpo que achei que ia morrer.
Tia Cleide pegou minha mão e colocou na sua xoxota e ficou acariciando com a sua mão por cima.
Era gostoso ficar pegando lisinha, depois levou minha mão até lá dentro, gostoso pegar seus lábios vaginais molhados com cheiro adocicado.
Na banheira era só brincadeira, apertava e sugava seus peitos. Ela me induzia mostrando como era,o desejo aflorando o instinto de macho ,foi um aprendizado precoce,mas muito gostoso as sensações de prazer.
Era tudo gostoso, sem penetração eram folguedos de tesão.Mas a tia Cleide sempre lembrando que não podia falar nada com minha mãe senão ela iria brigar com nós dois.
Os dias se passaram.
A primeira vez aconteceu.
Foi algo surreal ela dormiu em minha casa e minha mãe saiu bem cedo ,ai fiquei na cama dela.
Quando acordei assustado eu estava com o cacete na boca da “Tia Cleide” ela lambia e chupava muito.
Chupando-me todo, falando coisas.
-Que delicia de putinho...
-Aí é hoje que te pego de jeito moleque safado.
-Aí é hoje que saio desta seca com um novinho donzelo.Eu quieto so deixando ela chupar meu cacete(inho)
-O prazer que sentia era gostoso era tudo novo...
Depois de um tempo ela virou colocando sua xoxota em direção a meu rosto.Lisinha cheirosa, que até hoje quando lembro sinto um tesão.
Ela deitou bem junto a mim  e falou que eu tinha que fazer o mesmo que ela.
Foi quando eu perguntei a ela como chupar se ela não tinha cacete?(sério)rrrssss
Ela riu e foi explicando fui descendo apertando seus seios sugando ,parecia um bezerrinho desmamado,apertava ela gemia alto e gostoso.
-Depois eu desci e aproximei minha boca de sua xoxota,ela deu um gemido alto até pensei que a estava machucando,ela dizia estou gemendo de prazer.
-Não para continua chupando a tia vai..
-Ela rebolava sua xoxota na minha cara eu afundava a língua ,chupava gostoso seu grelinho.
-Ela gozou encheu minha boca de sua seiva gostosa,eu lambia muito.
Agora lembro e sei que me saí bem na minha primeira transa..Respiração ofegante me puxa emsua direção ,me beija senti o gosto de sua xoxota na minha boca.
-Depois me pediu para meter meu cace-tinho na sua xoxota eu subi nela,pois ela era bem maior que eu e metia,estocava com vontade quanto mais empurrava mais ela pedia mais.
Depois de um tempo ela me apertando, me segurando ouvia seus gemidos, estava gostando muito .Eu estocava ela rebolando com suas pernas atracadas na minha cintura.
-Parecia um animal com sua prêsa,segurando-me com firmeza.
-Comecei acelerar mais e mais ,sensações estranhas no meu corpo ai senti meu cacete (inho) derramar um liquido em sua xoxota .
Tia Cleide nem gemia, ela gritava de euforia.
Depois com a respiração ofegante, ela me abraçou e disse pronto agora você já é um homem.
Sorrindo disse e é meu amante. kkk
Eu nem sabia que o tinha acontecido direito, mas sabia que foi bom e queria fazer de novo.
E foi assim que fiquei tempos sendo amante dela e a fodia muito quando ela estava na minha casa, ate que fui estudar fora e perdi o contato com ela.
Foi uma aventura de um menino que se tornou homem com uma mulher mais velha ,muito safada e gostosa.








Docecomomel(hgata)
Vejam meus Blogs
Imagem do google

Agradecendo ao Bom Amigo Dagoberto que sem sua jauda este relato não teria sido possivel.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)