Fazendo por merecer!

Docecomomel(hgata)

Docecomomel(hgata)

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

Seguidores

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Meu Primeiro Orgasmo!





Não foi como eu queria mas foi bom demais:

Tem algumas coisas que acontecem em nossa vida que jamais esquecemos.
Eu por exemplo jamais esqueci o prazer sentido há alguns anos atrás.
Foi com o pai de uma colega minha, eu tinha 18 anos, mas era muito bobinha,sabia nada de sexo.
Sempre que ia à casa de minha amiga via o pai dela o Gustavo deitado no sofá, bem displicente com seus shorts folgados, acho que ficava sem cuecas.
Isto me deixava desconcertada, mas fazer o que?
A casa era dele.
Sentia seus olhares de cobiça em meus seios, ficava arrepiada e os bicos dos seios ficavam eriçados.
Ate parecia que ia pular encima de mim.
Mas eu sempre distante não dava bola para seus olhares desconcertantes e insinuantes.
Como eu fazia dupla com a Diana, volta e meia estávamos fazendo trabalhos, fazíamos revezamento ora minha casa outras vezes na casa dela.
Um dia acertamos de ir à biblioteca e Diana mandou passar em sua casa que seu pai nos levaria de carro a biblioteca.
Eu me arrumei assim que cheguei do colégio e fui.
Quando toquei a campanhia quem atendeu foi o Senhor Gustavo, com um belo sorriso na face.
Olá boa tarde Diana está.
_ Não minha querida ela teve que ir de urgência no dentista seu aparelho estava machucando.
_Está bom seu Gustavo depois eu ligo para ela.
_Até!
_Espere entre ela não deve demorar foi com a mãe dela e de carro chega rápido;
Entrei e logo o Gustavo me imprensou na parede.
Levei um susto danado.
Ah Gustavo que é que você está fazendo?
_Calma deste jeito você me machuca,
_Até parece que bebeu.
_Eu? Bebi nada, mas vou beber de seu mel, sua putinha safadinha, pensa que me engana que não vejo você olhando o meu cacete quando estou no sofá vendo TV?
_Eu não fico olhando nada você que fica segurando em seu membro toda hora, aí fico com vergonha.
Vergonha é?
_Você vai sentir é prazer já minha putinha safada.
_E u já vou!
_Vai nada!
_E fique quietinha viu... Senão a coisa pega para você.
Eu com a minha inexperiência e com medo me submeti à vontade do meu algoz e seus prazeres.
O Gustavo me arrastou pelo braço me levando pra um quarto, acredito que era pouco usado, pois tinha um pouco de bagunça. e empurrando-me em direção da cama foi logo dizendo.
_Você fique quieta, viu sua putinha safada que você vai fazer tudo o que eu quiser e se abrir a boca lhe detono.
Com os olhos arregalados de medo e pavor, vi o Gustavo começar a tirar a roupa e ficar a minha frente pelado já com seu cacete meio-bamba.
E com o cinto na mão esquerda fez sinal, vem chega mais perto, venha sentir o meu cacete na sua boca safada.
_Dizendo isto bateu com o cinto no chão, mais ainda fiquei assustada
_Vem o que está esperando, anda logo safada
_Pois sem alternativa com medo e pavor abaixei a sua frente e comecei a chupar o cacete dele que ficava cada vez mais duro
Ele gemia e falava palavras que jamais havia ouvido, segurava minha cabeça e remexia com os quadris empurrando seu cacete até quase o fundo da minha garganta, que eu chegava a engasgar, ele ria dizendo calma mocinha que logo te encho de leite
Aí delicia de boca, chupa gostoso seu pirulito, minha putinha safadinha.
Hum... Assim delicia.
Depois de alguns minutos chupando o cacete de Gustavo eu estava excitada, sentia minha calcinha molhada.
Gustavo repentinamente mudou de idéia e tirou o cacete da minha boca, levando-me para cama me fez ficar deitada.
Ele em pé na minha frente eu pude analisar o tamanho exagerado do cacete, que estava super rígido.
Bem diferente do que eu vi de um namoradinho meu, mas afinal ele era já um homem formado.
Assim deitada estava à mercê de sua vontade, que veio por cima de mim igual um abutre me alisava com suas mãos, mordiscava meus seios, chupando-os com gulodice. E ia descendo com seu lábios úmidos pela minha barriga,lambendo meu umbigo e minha genitália toda.
Confesso que o prazer era intenso.
Hoje posso afirmar isto, mas o prazer do momento eu não sentia, não era vontade minha.
Assim Gustavo lentamente abriu minhas coxas e começou a sugar do meu clitóris, parecia um sedento sorvendo da fonte do prazer.
Chupava mordiscava meus lábios vaginais.
A intensidade de seu carinho era imensa.
Eu estava à mercê de seus prazeres, mas sentia também muito prazer.
Quando Gustavo colocou meus pés em seus ombros e sorvia com intensa vontade do meu cheiro e sabor,não resistir e comecei a ter convulsões e orgasmo intenso me deixava tremula,segurava em seus cabelos com firmeza.
Explodindo em um intenso e prolongado orgasmo. Foi a primeira vez que gozei,foi sensacional o prazer sentido.
O primeiro gozo e ainda na boca sedenta de um coroa que queria sentir e me fazer provar dos prazeres do sexo que até então eram desconhecida na minha ignorância de moça jovem e recatada da cidade do interior.
Foi sublime!
Gustavo degustava com intenso prazer que logo explodiu em um gozo me deixando toda molhada de seu esperma. Não quis me penetrar e depois de alguns mi nutos com a respiração ofegante falou:
Bem minha putinha por hoje é só, mas amanha quero te levar em um lugar que quero este selinho e vou te mostrar o que é prazer viu?
Apenas concordei com um aceno de cabeça.
Mas foi com ele que perdi minha virgindade em todos os sentidos.

Docecomomel(hgata)
Vejam meus blogs
"Não confundam o autor com sua obra"
MSN:Docecomomel2011@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Posts