Acessos em Êxtase !

terça-feira, 21 de junho de 2011

Ninfeta Safadinha Deu...Arrependeu !




Eu estava numa rua bem próximo a minha casa com um amigo meu...
Estávamos conversando amenidades.
Quando meus olhos se fixaram naquela ninfeta que descia a rua com seu rebolado que me chamou atenção.
Ela vinha em nossa direção.
Achei que era uma garota de mais ou menos seus 16 anos, mas depois fiquei sabendo que já tinha seus dezoito anos completos. Linda morena com olhos pretos e um par de seios que me deixou super excitado.
Fiquei babando para cair de boca naquele par de seios pequenos com os bicos eriçados.
Ela estava com uma mini saia rodada, preta e uma blusa branca super transparente.
Ela passou por mim e meu amigo e seguiu rua abaixo. Mas sem deixar de ouvir meu gracejo e retribuir com um sorriso.Mas seguiu em frente rebolando com seu gingado de menina faceira.
Meu olhar mesmo de longe a seguiu ansioso e desejoso de ter como mulher.
De repente ela da uma abaixada sem perceber que eu a observava e deixa à mostra a sua calcinha
Ao levantar ouviu o meu gracejo e “Eta coxas boas de mais hein”.
Apenas sorriu e seguiu seu caminho.
Eu me dirijo a ela e digo todo feliz!
Você quer companhia gatinha?
Ai ela olha... Dá um sorriso e continua a andar...
Novamente eu digo...
E ela não respondeu nada.
Mas adiante ela para e olha pra trás e me chama.
Você quer companhia gatinha gostosa! Parando alguns metros adiante e com um aceno me chamou
Ao me aproximar nos apresentamos e pergunto a ela pra onde está indo!
Ela diz que está indo para sua casa
Eu me ofereço a acompanhá-la e ela responde que sim
Íamos andando eu já com o cacete em ereção, foi quando indaguei que poderíamos ir algum lugar.
Onde podemos ir?
Qualquer lugar sossegado para conversar!
Ela diz pra eu dar uma idéia onde...
Ai eu gostei da sugestão.
Seguimos andando de mãos dadas.
A uns metros à frente em uma oportunidade eu paro em sua frente e lhe dou um beijo.
Que não foi rejeitado
Caminhamos mais um pouco e novamente lhe dou outro beijo. Mais possessivo de língua de tirar fôlego.
Não vi negativa em meus avanços. Estava super excitado e ela sentiu a firmeza de meu membro rígido encostado a sua virilha.Não afastou e gosto de ficar se esfregando em mim.
Já começo há investir um pouco mais com a mão
Passando a mão em sua bunda
E ela permite... Pensei é agora ou nunca que vou comer esta mocinha linda cheirando e desejando sexo.
Foi quando eu comecei a conversar com ela falando sobre sexo e que poderíamos transar numa boa. Ela assentiu com a cabeça.E respondeu..
Disse que o namorado dela não comparecia muito... Pois estavam brigado,mas que não era virgem e já tinha idade suficiente paras escolher seus parceiros.
Com a resposta vi e aproveitei a oportunidade.
E fui logo dizendo que poderia suprir este espaço e resolver sua carência afetiva e sexual.
Esboçou um sorriso... Inicialmente ela gostou da idéia.
Ai eu repeti o convite que foi aceito. Saímos para um lugar mais calmo...
Assim seguimos caminhando até que chegamos a uma rua deserta e escura.
Ficamos parados embaixo de uma arvore em um local de difícil acesso, a rua era sem saída ninguém passava por ali... , Encostamos-nos a um muro e começamos aquela esfrega.
Mas só eu estava passando a mão nela...
Acariciava sua bunda. apalpava seus seios.
Uma delicia e rapidamente dava uma lambidinhas. Ela gemia de intenso prazer.
Afinal lugares publico é um problema tinha que ser discretos.
Já tinha percorrido os dedos na xaninha encharcada de tesão
Delicia brincar com os dedos na sua grutinha, isto me deixava mais excitado ainda.
Foi quando fiz um gesto e ela abaixou-se coloquei meu mastro para fora e ninfeta caiu de boca mamando meu cacete.
Eu gemia como um enlouquecido.
Aff... Como sabia chupar um cacete a menina.Seus lábios iam e viam por todo meu cacete.Fui aos céus a ponto de explodir em sua boca.
Quando ela levantou um pouco e disse que queria Fo der gostoso ali naquela hora, mas tinha uma condição!
Mas Érica eu deste jeito você super excitada falar em condição agora?
E guiei sua mão para meu cacete, ela discretamente gemeu, e continuou segurando a minha ferramenta de prazer.
Puta que pariu Luciano!
Mas você ta que tá uma delicia... Para você minha gata gostosa que me deixou assim.
Afirmei e indaguei qual a condição.
Vamos gata diga a condição!
Bem se eu te der agora minha xaninha, mais tarde quando meu namorado for lá a casa vai notar, pois vou ficar muito úmida.
Mas então!
Calmo Luciano eu quero fuder tanto quanto você, me deixaeu falar.
Vou me virar discretamente como se tivesse abraçado a mim de costas e você come meu rabinho está bom?
Ah... Que delicia Érica.
Mas precisa ser devagar viu?
Claro minha gostosa que vou cuidar de você direitinho e você vai gozar bem gostoso no meu cacete, minha safadinha.
Aconteceu que em minutos a calcinha tinha sumido e discretamente de camisinha colocada em ponto de ataque.
Senti o calor de suas coxas.
Começamos a dança dos desesperados.
Érica se mexia no cacete e quando a cabeça entrou lentamente, ouvi gemidos ao ouvido.
Ela me dizia coisas que me deixava mais doido de vontade de fuder.
Da pra acreditar? Uma ninfeta rebolando no cacete pedindo mete todo ,me arregaça ,quero sentir teu pau todo dentro me preenchendo de prazer.
E como rebolava no mastro duro, que estocava com descrição, e depois de gemidos e urros explodo como um garanhão no cio enchendo-a camisinha de esperma.
Aff... Delicia sentir seu cuzinho latejante piscando no cacete.
Logo nos recompomos e...
Ela disse que precisava ir embora, mas tinha adorado e que fui bem cuidadoso. Mas que ainda iríamos acabar nossa foda com mais calma e tempo
Disse que tinha que ir embora porque o namorado iria a sua casa e também sua mãe não a deixava ficar na rua ate tarde Trocamos telefones e a ninfeta disse.
Droga bem que poderia ter te dado a minha xaninha, aquele besta do Marcos até para bolinar tem medo.
Mas amanha sairemos está bom Luciano e serei sua do jeito que você quiser.
E saiu rebolando indo para casa e de longe me jogou um beijo, apenas sorri e levei meus dedos ao nariz sentindo seu aroma.
Adocicado como mel.
Pois é a ninfeta arrependeu-se de não ter dado a sua xoxota, mas que a fiz gozar gostoso por via anal isto ela amou e eu também afinal um cuzinho virgem faz bem a qualquer cristão.
Depois conto a vocês a minha ida ao Motel com minha ninfeta arrependida.
É novinha a safadinha, mas que adora transar e nesta área é uma expert.
Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
http://sensaçoescomemoções.blogpot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)