.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

quarta-feira, 23 de março de 2011

Uma Mulher Papa-Anjo


Eles adoram isto,
Ela adorava ser chamada pelo codinome de papa-anjo.
Pois bem Elza era uma professora solteirona que adorava dá aulas de reforço escolar.
Como era anunciado o final do ano e muitos alunos precisava do tal reforço sua casa só andava cheia de adolescente que não eram muito aplicados em estudar, em sua maioria do sexo masculino.
Um grande mistério era que os alunos ficavam entusiasmados com suas aulas particulares.
Eu e meu irmão mais velho fomos alunos da professora Elza, mas de longe se notava a diferença em tratamento de alunos de sexos diferentes.
Como sou curiosa um dia fiquei surpresa quando o Paulo (meu irmão ficou feliz que teria aulas além do horário normal).
Hum... Isto está me cheirando a sacanagem das boas eu sei que Paulo é muito safado apesar de seus 16 anos eu o ouvia no banheiro direto se masturbando.
Ele estava feliz de ficar, então dei boa tarde a professora e fui para casa, ou seja, fingi que sai, mas fiquei escondida na ante sala que a professora guardava o material.
Quietinha com a respiração ofegante e olhos abertos.
Não havia muito que fazer.
A não ser esperar.
Não demorou muito ouvi sons de gemidos fiquei gelada sem saber o que era.
Meu coração batia acelerado.
Eu tremia de medo imaginando as piores coisas que a professora poderia está fazendo com meu irmão e o outro colega.
Ah... santa inocência a minha os murmúrios que eu ouvia não era mais nem menos que gemidos de prazer.
Pois bem como estes olhos negros e inocentes eu vi o Paulo (meu irmão e seu colega (Marcio) peladinhos como nasceram fazendo a maior safadeza com a professora.
A cena era esta os dois jovens com seus cacetes juvenis eretos sentados na mesa e a professora os punhetando.
Pela fisionomia de todos nada era obrigado.
Os gemidos em uníssono.
Elza, sorrindo apalpava os moleques se contorciam de prazer.
- Como é garotos quer melzinho da tia Elzinha hoje?
Q. q queremos sim Elzinha diziam gaguejando
Onde?
Na boquinha?
Você é quem manda Elzinha.
Hum... Veremos onde e como meus pupilos safadinhos!
E com as mãos segurava seus membros rígidos, doidos para esporrar na professora matrona e boa de lábia.
Vai gozar agora ou não Paulinho?
E sem dá tempo de responder caia de boca no cacete do jovem adolescente que sentia os prazeres da boca da professora experiente a sugar-lhe seu cacete rígido.
Gemendo e mexendo os quadris insinuava umas investidas em direção a boca gulosa da professora.
Que por sua vez mantinha um cacete na boca sem deixar de massagear do outro amiguinho
Muito gulosa usava as artimanhas de mulher maduro aliado à falta de prática dos garotos, para satisfazer seus caprichos sexuais.
Paulo se contorcia, parecia que não iria demorar muito a explodir em um gozo.
Isto porque ela o acariciava cada vez mais e mais.
Masturbava-os com força.
Masturbava-lhe com bastante intensidade...
Eles se contorciam e soltavam gemidos cada vez mais altos.
Eu só de presenciar já não suportava mais a tamanha vontade de gozar também.
Mas precisava suportar até achar um meio de sair dali sem ser notada.
A cada toque dela, um gemido.
A cada gemido dele, uma chupada mais intensa em seu membro,
Ela dava com muito prazer.
Via-se o brilho de seus olhos.
E assim seguiram alguns minutos mais até que, Paulo sem agüentar mais.
Geme alto e forte.
- A... Eu... Eu... Eu não estou agüentando mais ...
É sério!
Eu vou goz......arrr
Ahhhhhh!
Gozou jatos e mais jatos de leite na boca gulosa da Elza.
A mulher por sua vez, sorria e sugava mais ainda seu cacete,não deixando desperdiçar nem uma gota sequer.
-Muito bom ela dizia
Meu bom garoto!
É assim que eu gosto de ver.
Aluno aplicado! Delicia!
Agora me vem-me deixa eu provar de seu coleguinha, mas abaixe-se e vá chupando a tiazinha ai que logo te dou meu melzinho.
Meu bom garoto! Safadinho bom de língua você ainda vai longe assim.
E sem palavras depois do gozo vejo com meus inocentes olhos meu irmão abaixar-se ficando entre as pernas da Elza e começar a chupar seu grelo, que parecia que saia de dentro de suas coxas.
Aquele membro intumescido esticado entre os lábios do Paulo que parecia um bezerrinho faminto sugando do seio materno
Eu disse que você ia gostar, não disse?
Pois agora quer sempre não é meu bezerrinho mama ai na tua vaquinha mama!
Ah delicia Elzinha teu grelinho até parece que tem mel.
Ahh...shisss.deliciaaaa.
Goza ai goza.
Minha vaquinha gostosa.
Estas palavras eram ditas por Paulo que sorvia de seu grelo com muita vontade e prazer.
E rebolando na carinha de menino faminto por sexo, soltavam gemidos cada vez mais ousados
Seu amiguinho de tanto despreparo físico explodiu em um gozo que molhou os seios da professora que irritada mandou lamber tudo.
Afinal era sua primeira aula.
Sem muitas palavras apenas Sim, senhora professora.
E foi isso que ele respondeu começando a lamber seu próprio esperma dos seios da professora.
Ela sorria satisfeita.
Aproveitou cada minuto sentia-se o objeto de prazer.
E obrigando o jovem que havia acabado de gozar a ficar vendo seu amigo lhe chupando.
Ela cada vez gemia mais.
Enquanto Paulo se deliciava em chupar cada vez mais sua xoxota faminta.
Eu sentia minha xoxota ardendo e melada.
Sentia arrepios profundos na espinha.
Mas não sabia o porquê destes arrepios, só bem muito tempo depois foi que descobri que me tornei uma yoveur.
Amo de paixão ver cenas de sexo.
Isto me excita e estimula ao orgasmo.
E você sente prazer como?
Ah... O Paulo depois de um certo tempo de tomar muitas aulas particulares passou direto no colégio agora é um bom aluno e sua especialidade é línguas.
Como ele mesmo diz adora.
Não pode ver uma xoxota que quer logo sugar de seu néctar.
E seu amiguinho se aperfeiçoou agora já sabe onde depositar seu liquido precioso.
Sem muita demagogia, mas teve meu total apoio e consentimento,sendo que agora é meu namorado.
Muito bom de cama.
Aff. Delicia.



Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam autor com sua obra"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts