Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)

Acessos em Êxtase !

segunda-feira, 28 de março de 2011

Amor e Muito Sexo Virtual


Depois de meses infindaveis de contato virtual ,chegou o grande dia vou conhecer meu amigo do Estado do Rio de janeiro.Por foto e web cam já o conheço nos minimos detalhes em tamanho, altura, peso e espessura,ops .
Pois é nos conhecemos na maior intimidade pois rola sexo virtual dia sim dia não.E eu adoro,mas hoje sentirei seu calor de macho e seu sabor.
Uau... Só de pensar já fico excitada.
São 19 horas estou apreensiva o seu vôo acabou de aterrisar.
Já sinto calafrios de ansiedade.
Bem já o avistei o meu amigo e amor virtual ,mas se depender de meu desejo nem vou esperar para chegar em meu apartamento vamos direto para um motel afinal é fogo na xoxota em excesso.
Eduardo se aproxima com um sorriso cativante e nossos braços se entrelaçam em um beijo cinematografico.
Sua lingua adentrando minha boca,sua saliva morna misturada a minha,é pura excitação e desejos.
Pegamos sua bagagem e saimos do aeroporto abraçados ,indo para o estacionamento.
Logo já foi dizendo .
_Marcela estou com tanto desejo de você que nem sei se aguento chegar até seu apartamento.
_Ah...Eduardo não diga isto pois é o que sinto ,estou ansiosa para complementar nossa relação.
Já são meses de espera para sentir você no real sentido da palavra sexo.
_Vamos então acabar com esta ansiedade.
E comecei a dirigir no transito de Salvador,ainda bem que este horario está mais tranquilo,e posso desenvolver uma velocidade maior diminuindo o tempo de chegar a minha moradia.
Chegamos e subimos abraçados como dois enamorados.
Eduardo estava tão ansioso quanto eu.
Assim que entramos e começamos a nos beijar,eu sentia seu cacete roçando em mim.
Suas mãos ávidas procuravam a minha xoxota.
Era muito tesão.
Até parecia que iamos transar ali mesmo na sala,nossas roupas estavam espalhadas pelo tapete.
Entre beijos e abraços decidimos fazer um sexo louco, sem preparação para o ato.
Fomos para o banheiro e lá recomeçamos nossa estripulias, começamos a nos beijar, ele roçava o cacete em mim, puxava meu cabelo,mordiscava os meus seios.
Eu estava ficando louca,queria logo que ele me fodesse.
Mas ele protelava maltratava-me deixando mais ainda excitada.
Quando ele abaixou-se a minha frente e começou a me chupar fiquei com as pernas tremulas e logo explodi em um gozo intenso.
Eduardo me chamava de... putinha safada.
Goza na boquinha de painho minha gostosa.
Parecia música para meus ouvidos,isto me incitava a gozar mais ainda.
E assim Eduardo me segurando no colo fomos para a cama.
Eu deitada já esmorecida de um gozo vi reacender o desejo.
Quando Eduardo aproximando da cama com seu cacete em riste,e apontando-o para mim diz com uma voz dengosa.
Tome seu leitinho Marcelinha direto do produtor.
Eu apenas me ajoelhei na cama e comecei a chupar aquele cacete gostoso, que eu só conhecia por foto. cada lambida que eu dava, cada chupada ... Ele gemia muito e gostoso. Eu ficava olhando pra ele e mamando-o cada vez mais eu queria enfiar tudo aquilo na minha boca, seus movimentos eram cada vez mais gostoso.
Eu chupando seu cacete com vontade e Eduardo mexendo seu quadris .
Seu membro aprofundava cada vez mais em minha garganta.
Gostoso sentir seu sabor especial de macho.Sua babinha adocicada.
Suas mãos sempre na minha xoxota que estava encharcada e muito molhadinha.
Quando já a ponto de explodir em um orgasmo Eduardo diz.
Marcelinha...Eu ...Quero comer seu rabo.
Suas palavras foram suaves mas senti como uma ordem e assim eu virei de costas e ele começou a me falar putarias,
Isto me deixava mais enlouquecida de tesão.
Sabia que ele estava preparando meu corpo suas mãos me alisavam e acariciavam deixando cada vez mais receptiva.
Logo que seu cacete já encapado foi enfiando aos poucos me rasgando toda.
Era so gemidos e urros de ambos.
Ele metia com força e vigor e era muito gostoso.
Ficamos assim um tempo em um vai e vem frenético.
Nossos corpos exalavam odor de sexo .
Quando Eduardo começou em um vai e vem mais veloz senti como se tivesse sendo rasgada,meu rabo mordiscava seu cacete ele gemia alto e gostoso.
Assim ele me colocou no beiral da cama e com um pé apoiado no colchão,acelerou os movimentos e começou a me encher de porra, era muito prazer eu gemia alto pois já não aguentava mais e comecei a gozar novamente.
Senti meu corpo todo tremer, senti-me preenchida e realizada.
Seu leite começou a escorrer pela pernas e mesmo cambaleante fomos até o banheiro como se fossemos dois animais no cio atracados e unidos pelo prazer de uma bela foda.
Ficamos realizados e felizes e logo recomeçamos uma nova etapa de carinhos.


Docecomomel(hgata)
“Não confundam autor com sua obra”
27/03/2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts