.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Uma Balzaquiana Fogosa


Dueto
Docecomomel e Juvenil


Vânia era uma mulher prendada e bem sucedida profissionalmente.
Mas em sua vida intima e particular não andava satisfeita, se apaixonava perdidamente por todos que lhe faziam um afago e mais rápido ainda se decepcionava.
Com seus anos bem vividos filhos criados e independentes.
Tinha uma vida social intensa adorava festas e baladas.
Sempre um eximia dançarina sem definição de estilos.
Era um verdadeiro pé de valsa (boa dançarina).
Em um dia de não ter nada o que fazer ela conheceu um homem em um chat.
Deram-se bem e conversavam animadamente, daí para o MSN foi um pulo.
Conversavam até altas horas e via-se que o encantamento e paixão haviam tomado posse dos dois.
Parecia o que um queria o outro desejava.
O sexo virtual foi imprescindível.
Afinal a distancia era muito grande.
Um morando no Sul e outro no Sudeste.
Mas seus encontros furtivos eram cheios de emoção.
Ele adorava ver a Vânia que em muita vez estava com a fisionomia triste e cansada, mas logo eram esquecidos dando espaço para momentos de intensa felicidade encantamento e amor.
Ah... Como O Paulo adorava ver Vânia vulnerável em seus anseios de mulher. Se contentavam em se verem pela Web Cam,Seus desejos aflorados se exibiam ,não tinha medo nem pudor só queria agradar a seu amor.E com olhos ávidos de desejos Paulo cobiçava na solidão de seu quarto e contentava-se em ver seus seios ,com bicos róseos e enormes.
Para seu deleite e prazer.
Paulo mostrava-se e expunha todo seu desejo mostrava seu membro intumescido e rígido para deleite de Vânia. Que ficava super excitada a espera de algum dia poder sentir e tocá-lo em toda sua plenitude e vigor.
Um homem másculo e cheio de vontade de querer amá-la e possuí-la sem reservas.
O tempo era aliado de ambos Paulo faltava pouco para vir de encontro a sua amada. Seu pedido de aposentadoria estava bem próximo.E assim ficavam até altas horas tão próximos de uma tela mas distantes em km.Mas o coração batia no compasso e ritmo do amor.E os dias infindáveis a impaciência deixava-os sempre com maior ímpeto e tesão de querer realizar o desejo de seus corpos .
E quando em conversas a deixava excitada.
Eles ficavam enlouquecidos de prazer chegando ao orgasmo simultâneo.
Sua ânsias e prazeres era sucumbido ao deleite de ambos.
No amanhecer sempre uma flor, mesmo virtual.
Estava sempre presente na tela de seu computador.
Era um bom dia e alegria para se ter um dia feliz.
Mas nem sempre as coisas são como merecemos, e em uma manhã quente de uma primavera, Paulo se preparando para o trabalho eis, que uma dor fulminante rasga seu coração.
E inevitável acontece.
Paulo desmaia, sem socorro fica horas a mercê da sorte.
Mas a Vânia sentia sua ausência e ligava ininterruptamente pra seu amado.
Ele jogado com olhos vidrados sem poder atender sofria calado.
O Romeu latino teve um mal subido e veio a óbito.
Minutos horas e dias de agonia na vida de Vânia.
Até que as noticias chegam, mas não a esperada o Paulo havia desencarnado.
Sem conhecer a sua amada que tanto jurou amor.
Vânia caiu em prantos e sua vida tornou-se um verdadeiro martírio. Mas as coisas mudam e em uma festa de aniversario em família Vânia conheceu um primo de amiga e começou outra vez a estória de amor eterno de Vânia.
Todos seus amores sempre foram eternos.
Para sua felicidade e de todos.
Namorados eternos companheiros de labuta.
Estão felizes ate que...
Apareça um novo e real amor.
Como Vânia diz lavou está nova ela quer mesmo e viver intensamente os seus dias de vida.
De preferência junto de um homem qua sacie os prazeres da carne,como ela afirma nada melhor que juntar as escovas,e os odores do corpo.



Dueto docecomomel(hgata)&Poeta Juvenil
Imagem do google
"Não Confundam o autor com sua Obra"

Um comentário:

  1. Nem sempre as histórias da vida real têm final de água com açúcar. Grande Balzaquiana. Espero que ela viva mais aventuras.

    ResponderExcluir

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts