Acessos em Êxtase !

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Meu 1º Caso Extra Conjugal !


Tudo começou quando eu comecei a trabalhar no novo emprego, cidade próxima.
Como chefe eu tinha contatos com vários setores e pessoas.
No almoxarife tinha um jovem muito gostoso, era do jeito que eu gosto pernas grossas, e muito alto. Moreno, lindo. Assim os dias iam prosseguindo.
Todo material que saia da empresa precisava que eu liberasse autorização.
Sempre a sua presença constante em minha sala isto nos aproximou.
E...
Conversávamos muito ele sabia que eu era casada, mais às vezes eu o via me olhando diferente,
Um dia ofereci carona para ele.
Sentindo dificuldade de passar a marcha, eu estava encabulada com seu olhar.
Olhando para ele percebi que estava excitado.
Seu sorriso sensual sempre me provocando.
Eu me derretia ao vê-lo e “Caracas” ficava excitada também.
Eu não sou nenhuma menininha para sentir-me assim.
Mas...
Um dia outra colega de trabalho amiga minha de tempos atrás.
Sabendo que eu era casada e dei carona pra ele, me disse. Que tomasse cuidado pois ele estava doido para sair comigo, gostei de ouvir aquilo, mas não fiz nada pois não tinha coragem.
O sair na verdade era pra trepar muito minha colega me disse que já saiu com ele que é um verdadeiro garanhão que deixa você com sorriso nos lábios por dias ao lembrar-se das peripécias que faz.
Um colecionador e apreciador de xoxotas
O tempo passou e mudei de emprego.
Fui trabalhar em um novo emprego como gerente e a empresa estavam precisando de um vendedor não pensei duas vezes e convidei-o para trabalhar conosco.
Até que um dia começamos a conversar sobre sexo no trajeto do trabalho para nossa casa era bem distante.
De repente ele começou a passar a mão no seu pau
Caramba!
Minha que estava parecendo que ia estourar a calça.
Não deu outra coisa fogo junto a palha sempre acontece isto.
Perigo constante.
Parei o carro perto da casa dele em local escuro, e começamos a nos beijar.
Logo entramos em sua casa pra nossa sorte morava sozinho
Quando ele começou a tirar minha calça e começou a me chupar foi uma loucura aquilo era demais ele chupando eu sentindo sua língua em volta de meu grelinho subindo e descendo
Uma hora chupando só o clitóris outra hora enfiava toda sua língua na minha gruta, mordia com os lábios meus lábios
O cara sabia fazer a coisa eu tava nas nuvens, pois não tinha o costume de fazer aquilo.
Trair
Mas nos chupamos mutuamente estava uma delicia até que meu celular toca.
Poxa! Meu marido preocupado por minha demora.
Já vou querido estou em um engarrafamento.
Rafael ficou possesso.
Ele parou a contra gosto, mas era preciso.
Sai em arrancada sentindo ainda o calor de seus lábios na minha xoxota
Aff marido empata Foda é fogo
Uma semana depois quando estávamos indo embora.
Ia ser feriadão ele pediu para que transássemos.
Eu topei avisando antes em casa que iria chegar mais tarde.
Queria completo ai fomos para um motel afastado da cidade chegando lá comecei a beijá-lo, como do outra vez ele foi logo tirando as nossas roupas pondo seu pau pra fora.
Eu com minha boca gulosa o chupava, passava minha língua gostosa na cabeça enfiava tudo na boca quando tava quase gozando eu parava.
Depois continuava ele pedia para gozar na minha boca eu dizia ainda não.
Ele me castigava do jeito que adorava.
Com sua língua e lábios sedentos.
Depois abrindo mais as minhas pernas, sem perder tempometia dois dedos lambendo-os ,logo ia chupando meus peitos passando a língua na minha barriquinha descia até lá.
Castigava mesmo o danado.
As pernas abertas toda exposta, minha flor aberta para ele, começou a passar o dedo no clitóris, mexendo enfiava a língua me lambendo era uma delicia, eu gemia feito um animal no cio.
Depois de ficar um bom tempo em espasmos de prazer o orgasmo intenso.
Ele coloca a cabeça do seu pau na entradinha e foi enfiando bem devagar.Sentindo todo meu orgasmo.
Seu cacete saia encharcado de meu goso
E olhando nos meus olhos ele metia até o talo.
Sentia o toque de seus culhões no vai vem de nossos movimentos sensuais e frenéticos.
Os gemidos eram iguais urros
Era o inicio de uma temporada de sexo furtivo,proibido, mas muito gostoso.
Ele metia e tirava enfiava até gozarmos sempre juntos
Depois ficávamos um tempo em silencio abraçados.
O silencio só era interrompido pelo som da água escorrendo entre nossos corpos para em breve recomeçar mais uma relaxante e aprazível sessão de sexo real um caso extra conjugal ,que estava apimentando meu casamento que estava preste a ruir
O Rafael não tinha namorada e alguns achavam que era meio efeminado.
Depois ele disse-me que é ai que engana os maridos.
Pois bem sabe ele que negocio de ficar beijo e abraço não é com ele quer mesmo e trepar.
Direto o cara não é?
Depois ele me disse que tava precisando daquela promoção de assessor de chefia e seu maior acesso eram nas horas vagas.
Meu assessor .rsrssrr
Ave mainha... Aja acessos.



Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não Confundam o autor com sua obra"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)