Acessos em Êxtase !

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Marcos...Transa ou Paixão?






Já era muito tarde da noite. Quando retornava da faculdade encontrei-me com um vizinho no coletivo.
Fazia tempos que não nos víamos.
Diferença de horários e afazeres.
Marcos sempre me paquerou, mas eu o achava muito infantil.
Conversamos sobre vários assuntos, sobre amores vividos, trabalho, faculdade e família.
Marcos absorto ao que eu falava não parava de olhar o decote de minha blusa. Realmente era ousado.
Mas nem tanto, para deixá-lo obcecado.
Disfarcei e puxando um pouco a blusa amenizou, mas decote.
Mas quem disse que Marcos disfarçava sua intenção.
Quando éramos mais jovens sempre soube de sua tara por mim, mas o tempo passa as coisas mudam.
Esta excitação que eu via no seu olhar estava me deixando super excitada.
Estava louca na verdade se dessa bola pra ele saberia que ia colar em mim.
Isto não quer estou dando tempo para amenizar sofrimento de uma desilusão.
Despedi-me quando meu ponto se aproximou.
Ele solicita disse que me acompanharia até minha casa, pois era tarde e era perigoso.
Sei não se o perigo maior era de está com ele.
Mas sem desistir da idéia me acompanhou, começamos andar em direção à minha casa e sentia seu odor de macho bem forte a aproximação de seu corpo junto ao meu.
Como se estivéssemos em transe parou bem próximo ao portão de uma casa sob uma arvore.
Puxou-me beijando-me com sofreguidão.
Suas mãos atrevidas entravam por baixo de minha roupa.
Acariciando os seios, que saíram minhas vestes, sugou-os como a um bebezinho.
Sorte a nossa que a rua estava deserta
Sentia-me febril a chama latejante no meu corpo.
Acariciávamos sentia seu membro rígido, apalpava-o que estava fora de sua calça.
Abaixei-me e suguei deliciosamente seu mastro
A excitação tomava conto de nós dois
Encostada ao portão nos amou como dois animais no cio,
Sentia seu cacete a rasgar-me com volúpia e desejo.
Marcos sem palavras só caras me beijava muito.
Com firmeza segurou-me eu com uma das pernas enlaçada a sua cintura vibrava da fúria de nossos desejos, com vigor estocava seu membro. Lindo belo e sublime com a rigidez de um amante se e sensual.
O êxtase tomava conta de nós dois.
Gemidos e sussurros eram abafados com beijos, línguas em luta possuindo-se adentrando, salivas trocadas.
E juntos chegamos ao orgasmo intenso unidos no carinho e na devassidão inconseqüente de nossos corpos.
Poucos minutos de uma intensa e forte paixão.
Extasiados de prazer.
Logo sentia seu leite viscoso escorrer por minhas coxas.
Marcos tirou a camisa e limpamos, não poderia entrar em casa do jeito que estava. Despenteada e amassado nos recompomos.
E promessas e juras de amor foram trocadas...
Assim Marcos deixou-me enfrente de minha casa e saiu em direção à sua casa que era bem próxima.
Ele com seu jeito bonachão saiu assoviando uma bela canção de amor.
Sempre a ouço com saudades.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google

"Não confundam o autor com sua obra"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts

Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)