Obrigada

Obrigada
Agradeço a todos que perdem seu precioso tempo em visitar este blog. Fico muito feliz de poder saber que muitos veêm leêm e recomendam . Obrigada de coração: (docecomomel)

Acessos em Êxtase !

sábado, 27 de novembro de 2010

Eu Traí pela Força da Carência.


Eu vou relatar um fato verídico
Aconteceu faz uns três anos.
Sempre nestes cinco anos de casada me dei bem com meu marido.
Dentro e fora da cama.
Mas andei avaliando nosso casamento. Cheguei a conclusão que está no fim.Pois o estou sentindo ausente nas obrigações de marido.
Ufa sexo só duas vezes na semana eu anseio e preciso de muito mais que isso para me sentir completa realizada e feliz.
Isto é mau sinal.
Eu tinha duas amigas de trabalho que colecionavam namoricos e casos sexuais.
E nas horas de folga elogios a seus casos era que mais se ouvia.
Em uma destas conversas ouvi a Elza dizer que nosso colega mineiro, parecia desmarcado tinha um cacete de jegue, me perguntou se nunca tinha notado.
Bem claro que qualquer mulher nota um exemplar de um cacete de 23 cm.
Mas falavam tanto deste mineiro que a excitação estava tomando conta de meu corpo.
Também seca pior que do Nordeste.
Um dia o acaso me uniu a este nobre colega de trabalho.
Eu ia saindo do trabalho e começou a chover. O Paulo (mineiro) Ia saindo no mesmo horário, e por gentileza me ofereceu carona, dizendo que era caminho até a sua casa.
Fiquei na dúvida, mas aceitei depois de olhar pra o céu ver nuvens carregadas saberia que o temporal iria demorar.
Assim fomos Paulo muito educado disse-me que estava separado, mas que logo iria colocar outra e rindo disse que andorinha só não faz verão.
Às vezes na ingenuidade perguntamos algo sem se dá conta, que a resposta poderia ser algo pessoal.
-Porque se separou Paulo.
-Ele demorou pouco para responder, mas logo foi franco e direto.
-Bem Marcela o motivo da minha separação é que minha ex-mulher se queixava que sou insaciável, e sem contar o tamanho de meu órgão.
-Ela em parte tinha suas razoes, eu quero todos os dias e completo de tudo, e meu pênis e um pouco avantajado.
-Argh. engoli em seco.
-Bem tem pessoas que reclamam de excessos outros de falta, anui com sinceridade.
-Ele olhou para mim com um sorriso nos lábios.
-Não vou negar que este papo me deixou excitada.
-Uns reclamam de barriga cheia outros com fome.
-Assim fui pra casa sem deixar de ficar pensando no Paulo e seu cacete descomunal.
Desci do carro agradecendo a gentileza.
Poxa sabe que sonhei sendo possuída pelo Paulo e seu falo imenso e grosso.
Acordei com um calor.
No outro dia fui trabalhar toda afoita e as minhas colegas já chegaram me indagando se Paulo havia me cantado
Poxa meninas foi só uma carona.
-Mas bem que se ele me canta creio que cairia na hora daria a ele sim.
-Ufa. tem coisas que nem se pode pensar imagine falar no local de trabalho.
Creio que o que disse chegou aos ouvidos do Paulo, que começou dá umas ligações pelo fone interno.
Como vai Marcela?
-Tudo bem?
-Olha quando quiser carona não se incomode de pedir é caminho mesmo.
E assim foi uma semana de telefones olhares, um café intervalo coincidir.
Eu já stressada de tanto pensar nele.
Culpando-me por pensar nele, como um garanhão reprodutor. rsrsr
Na ultima sexta feira eu esbarrei com ele na saída e ofereceu-me carona.
Aceitei.
Quando o carro já ia em seu percurso Paulo perguntou se não aceitava um chope. Afinal começava final de semana.
Aceitei e não me senti culpada.
Estava vendo que meu casamento estava desmoronando.
E por coincidência O marcos (marido estava viajando a trabalho só voltaria no sábado.
Creio que foi muito boa esta coincidência.
Enquanto tomávamos o chope Paulo me olhava com um intersse alem do normal para meus seios.
Mas olhava tanto que me deixou embaraçada.
-Já no segundo chope Paulo me indagou se meu marido não se importaria de demorar. -Eu apenas disse a verdade ele em viagem e estava sentindo que o casamento estava em crise. Achando-o ausente.
-Paulo disse tente resgatar o seu amor, vocês se amam de verdade.
-Bem eu também ando meio ausente e ultimamente ando tendo uns pensamentos com outro homem.
- E se ele quisesse toparia realizar estes pensamentos e sonhos.
-Poxa Marcela se fosse eu este homem adoraria realizar teus desejos e sonhos.
-Aff. Com voz tímida afirmei.
-Paulo então realize, pois só ando pensando em você desde o dia daquela chuva, ou foi bem antes nem sei ao certo.
-Comigo você anda sonhando?
-Sim. Sabe lá na empresa entre a mulherada seu codinome é Mineiro o bem dotado.
Todas nós sem exceção imaginamos o tamanho de seu pênis.
Mas já viu! Eu até hoje só sai com a Eliza.
Pois bem dizem é coisas que fantasiamos muito.
Eu mesmo imagino sendo possuída por você de todas as formas e maneiras!
E você toparia?
-Claro. Abstinência sexual mata qualquer mulher de coração.
-Jura? Você toparia sair comigo agora?
Sim adoraria.
-Então Marcela vai!
Tem certeza Marcela? Depois não há volta.
Tenho certeza sim Paulo quero ir pra cama com você sim desejo e preciso desta afirmação pessoal.
Então vamos gata.
Assim saímos meu coração batia em descompasso.
Seguimos para um motel próximo. Começamos antes mesmo de entrar no quarto, onde entramos encaixados, ele as minhas costas e minha mão dentro de sua calça...
Ou que delicia de cacete enorme parecia até um salame.
Entramos e caímos na cama como alucinados.
Seu membro enorme me alucinava grande grosso e durerrimo.
Chupei cada milímetro daquela maravilha... Servi-me dele, subjuguei aquela delícia de macho os meus prazeres.
O troco era geral.
A cada chupada que me dava, eu pedia mais, estava carente daquilo, minha xana ardia, mas eu não queria parar, ele menos ainda.
Acariciava meu corpo tremulo de excitação.
A esta altura, seu pau estava todo lambuzado, passeava entre meus lábios sua língua percorria tudo que podia inclusive meus anus,... Acariciava com seu pau em meu rosto.
Ele não parava de me chupar minha xoxota que já estava bem vermelha e encharcada.
Gozei em sua boquinha.
Urrou e pedindo mais... Sugava meu clitóris sem piedade...
Seu rosto coberto de meus fluidos, de meu mel... Aquilo era delicioso.
Lambia-me todo meu rosto... Minha bunda minha xana.
Ficamos loucos...
Bem devagar, foi encaixando seu pau em minha xoxota, me levou à loucura.
Cavalgava com doçura, acelerando um pouco mais a cada minuto, até o ponto em que nossos corpos se chocavam, fazendo um barulho carregado de excitação e safadeza...
Eu já não agüentava gemia aos urros.
Pra segurar um pouco, mudamos de posição.
Sussurrou em meu ouvido que me queria de quatro
Eu gostei da idéia... Pôs-me de quatro, feito uma doce puta... Receber seu enorme cacete de quatro.
Eu empinei a bunda e disse bem safada:
Me fode!
Meu garanhão
Seja gentil saciei minha fome, enfiou quase todo de uma vez. ahhhhhhhhhhhhhh.
Tirava tudo e enfiava mais ainda
... Eu sentia minha xoxota contrair, apertando seu pau...
Aquele vai-e-vem acabou num orgasmo mútuo impressionante,
Em que fui preenchida de uma porção de leite quente e abundante.
Que gozo alucinante...
Caímos um ao lado do outro, suados, cansados... Satisfeitos!
E eu desmaiei. Apaguei de verdade.
Mas com carinho me reanimou passando água gelada no meu rosto
Depois do susto e recompensados e cheios de prazer.
Tomamos um banho carinhoso e calmo.
E recomeçamos agora com mais calma.
Mas que beleza de cacete ein .
Como dizem onde ha fumaça há fogo os boatos eram reais e bem reais.
Foi nossa primeira vez...
Mas não foi a ultima tiveram muitas e muitas mais cada vez mais saborosa recheadas de fantasias e erotismo.


Docecomomel(hgata)
Imagem do google
"Não confundam o autor com sua obra"



Um comentário:

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts