.

.

Acessos em Êxtase !

.Contos Eróticos de Docecomomel

.Contos Eróticos de Docecomomel

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Comeu e Guardou Comeu Mais !


Quem Come e Guarda Come Mais vezes.
Olá eu quando tinha a idade de 18 anos sai da cidade do interior e fui prá capital de nosso país Brasília, fui servir o exercito.
Rapaz franzino e sem experiência fiquei perdido no meio daqueles grandalhões, que já estavam ali nas forças armadas faz tempo.
Assim seguia minha rotina diária, acordar cedo fazer manutenção do dormitório, meu fardamento e botas, exercícios e manuseio de armas.
Ia tudo na paz de Deus até que...
Um colega de alojamento me olhava com olhos de sanguessuga.
Eu evitava ir ao banheiro quando ele estava lá.
Não é querer me vangloriar, mas meu cacete sempre desde moleque foi tipo GG. (grande e grosso)
Este colega às poucas vezes que nos encontramos no chuveiro olhava tanto para meu cacete que eu ficava sem graça desviava o olhar.
Sem querer um dia olhei o seu cacete.
Bem não sou um conhecedor de cacete, mas notei que devido a seu porte físico o cacete do Jorge era pequeno parecia de menino pequeno.
Mas que seja não tinha nada a ver com isto meu negocio sempre foi mulher e xoxota gostosa.
Estou dentro.
Mas certa noite eu e este Jorge tivemos que ficar de guarda na mesma guarita.
Revezávamos em fazer a guarda enquanto outro descansava um turno de duas horas (2hs)
Estava eu cochilando enquanto era a vez do Jorge ficar de prontidão.
Já eram aproximadamente umas duas horas da manhã.
Ainda sonolento sentia uma pessoa bem próximo a mim sentia a respiração ofegante. Sentindo alguém me apalpando.
Acordei sobressaltado e dou de cara com Jorge sem calça, segurando meu cacete ainda mole.
-Opa... Cara que diabo é isto!
-Ah. Tu sabe que desde que tu chegou que sinto maior vontade de te dá meu rabo!
-Sai dessa cara retaliei.
-Não me diga que tu não sabes que sou a mulherzinha do quartel que quase todos já meteram suas estrovengas em meu rabo!
-E já mamei montes de cacete nas noites de guarda.
-Vem não cara meu negocio é outro.
-Sai dessa sei que ta ai latejando doido meter teu cacete na minha boca pra eu mamar.
-Bem isto claro que sim afinal não é fácil ficar quarenta e cinco dias sem uma xoxota pra meter.
-Eu dizendo isto já sentia minha poderosa (cacete) dando sinais de alegria doida pra sair da calça apertada da farda.
-Ah cara deixa de ser besta, ninguém vai saber, tu me deixaeu chupar e goza na minha boca.
-Se quiser Poe no rabinho senão só assim to bom.
Mesmo que não faça isto todos que sabem que tu ta de guarda comigo vai imaginar isto.
Ai tu leva fama de ter me enrabado sem o ter feito e ainda se distraído e se aliviado desde leite delicioso que deve ta enchendo teu saco.
-To bom cara eu te deixotu chupar...
Mas. Só gozo na boca está conversado seu sacana e se tu sair dizendo meto pimenta na tua bunda?
Estamos entendidos.
Oba: Delicia!
Dizendo isto o Jorge abaixou-se a minha frente abriu minha braguilha botando meu cacete ainda semi-acordado pra fora.
E chupou indecentemente, acariciava minhas bolas, segurava a cabeçorra mamando metendo sua língua no orifício de meu cacete.
Caracas o cara guloso por cacete.
Quem poderia resistir na seca que estava, mexia meus quadris em direção de sua boca, que gulosamente sugava apertando todo meu cacete.
Segurando sua cabeça firmemente dei estocadas vigorosas logo esporrando grande quantidade de esperma que Jorge bebia sem deixar desperdiçar uma gota.
De relance o vi se masturbando, mesmo excitado seu cacete era muito pequeno, quando acabou de sorver de meu leite deu gemidos e urros de prazer gozando no chão.
-Ah delicia foi à única frase que dissemos.
-Bem camarada Jorge valeu a aliviada, já estava sentindo o peso nos culhões.
Tanque cheio é ruim.
_Mas quem disse que Jorge se contentou só com a chupada queria que eu metesse o cacete em seu rabo. Mas...Cara o trato foi só chupar.
Eu sei, mas não deu pra tirar o atraso.
Bem topa ou não?
Mas fui logo dizendo do jeito que estou Jorge se me arriscar fazer isto te arranca às pregas.
Ele riu dizendo...
Mas é isto que ando sonhando um cacete deste calibre me arregaçar.
-Pensei e meio relutante disse.
Eu também quero foder mais, quem não tem xoxota vai rabo mesmo.
Fui logo dizendo.
Vai então cara, mas já sabe bico calado ein?
Clara acha que quero perder um petisco destes. apontando para meu cacete frisou entre risos.
-Então vai fazer ronda enquanto me asseio e na volta venha preparado.
-O Jorge desceu da guarita a mil.
-Já voltou com cheiro de sabonete.
-Bem pensei se vou levar fama de comedor de cú!
- Então comer já fica mais garantido não ter duvidas.
-Minha manjuba estava adivinhando, estava toda saltitante.
Quando Jorge deu uns beijos ela ficou como se tivesse agradecendo aos céus, de tão excitado fazia curva quase indo até meu umbigo.
Jorge admirava ver o calibre.
Sem brincadeira e tipo GG mesmo grande e grossa com cabeça latejante.
Agradava a gregos e Troianos.
Meu cacete já babava de excitado Jorge não queria largar.
Minha vontade era de urrar.
O safado tinha boca preciosa na arte de chupar.
Como estávamos de plantão tinha que ficar sempre uma sombra visível, caso alguém passasse.
Assim mandei Jorge ficar de quatro no chão meti um creme que ele trouxe na cabeça latejante e passei no seu rabo. Coloquei camisinha e...Mandei ver a estrovenga.
Já não era apertado o rabinho do moço guloso, coisa que comprovei, pois não gemeu muito quando comecei a meter a cabeça só deu um grunhido.
-Pedia entre gemidos de prazer.
-Assim mete tudo meu guarda gostosão... Arregaça com sua putinha.
Mas que safado já se denominava de puta.
Dei estocadas firmes e galopei com força, Enfiei tudo do jeito que ele queria e como rebolava o moço, pois ele pedia prá meter mais com força. E não sou de negar pedidos principalmente na hora de foder.
Em minutos comecei a gozar parecia uma explosão, Jorge rebolava na minha frente como um ensandecido pedindo para meter cada vez mais.
Logo também gozou e assim feito o asseio foi terminar a guarda sem antes dizer entre risos. Adorei fazer guarda com você meu camarada,espero repetir mais vezes.
Mas já viu que achei?
Nada disto cara só foi hoje e pronto.
E descendo rindo disse veremos meu garanhão gostoso.
Veremos meu gostosão!
Acho que achei um putinha aqui, até sair o terei sempre a disposição.
Quem prova não quer deixar de saborear!

Docecomomel(hgata)
Imagem do google

"Não confundam o autor com sua Obra"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas palavras...Minhas emoções!

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts