.

.

Acessos em Êxtase !

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Moema, uma morena safada.



Olá meu nome é Raul sou solteiro tenho 34 anos, já convivi com uma mulher mas a nossa união não deu certo pois sou muito galinha e sempre acabo me relacionando com mulheres ciumenta, então para evitar confusão resolvi viver mais um pouco a minha liberdade. Trabalho como técnico de internet em uma empresa de telefonia e atendo clientes e muitas vezes as clientes acabo gerando uma amizade ou algo mais.
O algo mais que é bom sexo casual com mulheres solteiras noivas e até casadas estas são as aventuras mais gostosa de vivenciar. Adoro uma casada safada mal comida.
Pois muitas vezes seus maridos deixam a obrigação de casa para ficarem trabalhando ou curtindo pelos bares da vida.
Bem há mais ou menos 15 dias atrás eu fui convidado para um aniversário de um amigo e colega de trabalho. Seria um churrasco seria realizado na casa da sogra dele.
O bairro não era muito distante a sogra do meu amigo morava em uma vila composta de 6 casa individuais todos os moradores eram seus parentes.

Chegando lá meu amigo me apresentou a todos, muitas moças bonitas, eu apesar de não gostar muito de bebidas levei uma caixa de cerveja, já levei em uma bolsa térmica.
Meu amigo disse que não precisava se incomodar, mas já que levei seria bem aceito como presente. Logo a conversa estava animada um som de pagode tocava e algumas pessoas dançavam. A turma era bem animada depois de algum tempo observei uma morena que estava dançando e pude perceber que estava sozinha.
Linda morena que estava vestida com uma sainha bem curta que mostrava suas coxas toda de fora.
Uma delícia de pernas torneada.
De vez em quando eu olhava para ela e piscava o olho fui percebendo que minha paquera estava bem aceita foi aí que me aproximei, apresentei-me foi quando soube seu nome.
Linda morena Moema, lindo nome tanto quanto a dona dele. Ficamos conversando e dançando eu não deixava de olhar e cobiçar seu belo corpo.

Foi ai que começou a rolar um som mais solto e Moema começou a dançar rebolando na minha frente e virava de costas e abaixava eu fui ficando louco de tesão vendo a marca de sua calcinha enfiada em sua bunda. Eu tentava disfarçar mas era quase impossível tinha momentos que ela roçava a bunda no meu cacete que estava teso mas minha calça jeans era apertada não demonstrava muito, ainda bem para não passar por donzelo que não pode ver rabo de saia e quer punhetar tinha momentos que dava para ver sua calcinha vermelha toda enfiada na xoxota. Uma delícia foi aí que pararam de tocar o som pois ia bater os parabéns.
 Parabéns batidos todos servidos a comida era farta a bebidas também foi aí que sai um pouco do meio do pessoal e vim para frente do portão principal pois queria fumar.  Encostado no muro apreciando a rua tragava meu cigarro sossegadamente até que ouço uma pessoas me chamar.

-Oi Moema tudo bem? Eu sai pouco para fumar e apontando o cigarro perguntei se anão a incomodava,
-Ela disse que não e começamos a conversar. Quando ela perguntou se eu era casado e eu disse não ela sorriu dizendo ainda bem detesto escândalos. Sorrimos juntos ai foi minha vez de perguntar se ela tinha alguém?
-Ela disse sim!
-Ah que pena eu respondi.
Ela caiu na risada e falou deixa de ser bobinho agora eu tenho, mas é você.
-ah é não sabia que você estava comigo?
-Não estou mas quero ficar.
-Olha Moema deixa eu ser sincero com você não quero compromisso quero mesmo e curtir e com muito sexo, você topa?
-Uau tão direto assim?
-Claro não ando com crianças, você entende?
-Claro que entendo Raul e compreendo!

-Sim já que nos entendemos onde podemos ficar sozinhos mais à vontade?
-Olha na terceira casa é onde moro junto com minha irmã que está na casa da sogra no interior, vou na frente abro a porta e deixo aberta para você está bem?
Não deixa ninguém te ver entendeu?
-Claro serei invisível e rápido como gato.
Moema saiu andando eu fiquei esperando logo eu fui atrás, entrei logo ela fechou a porta atrás de mim.
- Assim que entramos ela riu e disse que eu era muito gato, sorri falando que gata era ela que eu a achava muito gostosa, que estava louco por ela.

-Moema ficou parada na minha frente depois começamos a nós beijar eu logo tirei meu cinto a abri a braguilha para deixar solto meu cacete que estava vibrando de tesão... Moema disse que assim que me viu pensou pronto está aí um homem que me faria perder a cabeça e deixaria fazer o que ele quisesse comigo!
_É claro que fiquei lisonjeado com as palavras dela e mordiscando o lóbulo de sua orelha lhe perguntei, verdade gata que podemos ficar bem à vontade aqui?
-Claro a casa é minha podemos gemer bem gostoso que ninguém incomoda.
-uau delicia gata então começa ai conhecendo a ferramenta e coloquei a mão dela encima do meu cacete, Moema abaixou-se e com uma cara de safada começou a me chupar, lambia cabeça com a língua percorria debaixo até encima depois metia meu cacete quase por inteiro em sua boca. Fui aos poucos tirando minha roupa e a dela.
Tesuda com calcinha enfiada no rego, aí logo estávamos os dois no sofá, quando a coloquei sentada no encosto do sofá e cai de boca em sua xoxota ouvi seus gemidos alto, afastava calcinha de um lado a outro e enfiava a língua com muito tesão, em pouco tempo percebi Moema estremecendo segurando minha cabeça como quisesse que entrasse nela, seu mel abundante lambuzou meu rosto, suguei o máximo que pude.
Delicia receber um gozo assim.

Foi ai que a puxei de encontro a meu colo e Moema caiu quase sentada no meu cacete me ajeitei e fui enfiando cm por cm do meu cacete em sua xoxota, Moema parecia que estava em transe gemia rebolava ai tomei-a em meu colo levantei e soquei sem dó na safada.Ali no pequeno sofá fizemos uma infinidade de posições, Moema parecia uma cavala rebolava gostoso quando estava prestes a gozar perguntei onde ela queria leitinho?
A safada tesuda disse que queria na boquinha, levantei deixando ela ajoelhada no sofá dei uns puxões em seu cabelo sentindo sua boca morna envolver meu membro teso sentia seu corpo arrepiado foi aí que segurei seus cabelos e comecei fazer movimentos de entra e sai em sua boca até que gozei foram jatos forte de muito esperma, esparramou pelo seus e o que ficou na boca a safada me mostrou depois engoliu tudo. Foi aí que fomos tomar um banho e no banheiro Moema liberou seu cuzinho, eu soube com muito cuidado meter gostoso, esfregando com uma das mãos seu grelinho e Moema gemendo gostoso gozou mais uma vez me deixando muito feliz, Terminamos nosso banho saciados e sorrateiramente voltamos para o churrasco.
Ficamos próximos um do outro mas com certa distância para que ainda não percebessem nosso entrosamento.
E daquele dia em diante Moema ficou uma visita fiel em minha casa, somos namorados   temos uma relação saudável.
Sexo entre nós não tem tabu por ideia minha eu e Moema e um colega de trabalho fizemos um ménage era desejo dela transar com um negro, fizemos e gostamos muito Moema adorou fazer DP, é claro que pintou ciuminho de minha parte quando eu ouvia seus gemidos enquanto estava sendo penetrada pelo colega, mas foi algo passageiro estamos apenas curtindo a vida da melhor forma possível. Moema uma morena gostosa safada topa qualquer patada na cama, o que mais eu posso desejar na minha vida, apenas muito tesão para foder gostoso e ouvir seus gemidos pedindo para sovar forte. Depois eu conto o ménage que fizemos com meu colega negro dotado.
Em compensação nossos momentos são cada vez melhores.

Docecomomel (hgata)
Meu Instagram: docecomomel2011
Feira de Santana 24 de fevereiro de 2017.
Bahia Brasil.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Meu marido gostou de ser corno!


Olá.
Eu sou a Marcela 34 anos casada sem filhos, sou uma pessoa alegre e divertida tenho muitos amigos e nunca havia traído meu marido, até que a semana passada estávamos conversando informalmente e eu falei sobre o novo estagiário da empresa.
Que se chama Lucas um rapaz negro com 186 e aproximadamente 90 kg. Eu me referia a Lucas como mais um estagiário para poder ensinar o serviço básico do escritório onde trabalho que é escritório de advocacia e sempre passa muitos estagiários, temos filiais no interior e eu sou tipo uma faz tudo pois preciso ensinar todo serviço rotineiro de cada um dos novos funcionários.
Eu gosto pela confiança que me é depositada pelo chefe geral que é o dono do escritório um senhor muito inteligente e sagaz, mas nunca me havia passado na cabeça nada pessoal por nenhum dos colegas de trabalho, mas meu marido começou a falar e eu acabei criando uma fantasia imaginando como seria Lucas e sua performance na cama.
Quando meu marido disse que ia adorar saber que eu tinha transado com meu colega, eu me chateei com ele afinal temos 10 anos de casados foi ele meu primeiro homem e nunca o havia traído.
Ele me abraçou e falou Marcela sua bobinha sei que me amas como eu também te amo, mas gostaria de vê-la feliz e sexo casual com outro iria nos fazer muito bem, ele afirmou.
-Olha meu amor você e jovem eu tenho muito mais anos de vida que você desejo ardentemente vê-la desfrutar da vida, pode ser com quem você quiser!
-Você tem certeza do que está falando?
-Claro meu amor e ainda digo mais iria adorar chupar sua xoxotinha toda assada e esfolada como prova do meu amor por você serei capaz de lamber até a porra de outro macho!
-Aí Diogo você falando assim me deu até tesão, mas deixamos de conversa se acontecer você será o primeiro a saber vou começar a prestar atenção agora aos rapazes a minha volta!
-Faça isto minha gostosa que continuaremos um casal feliz como sempre e ainda com maior cumplicidade.
Transamos loucamente aquela noite quando Diogo me fez oral falava que ia adorar um leitinho na minha xoxota, suas palavras me deram tesão eu fiquei ensopada gozando muito em sua boca, ele percebeu que senti tesão me sugou muito como nunca tinha feito vorazmente se deliciando com cada gota e depois gozando abundantemente sem da tempo nem de colocar camisinha.
Na manhã seguinte fui trabalhar era véspera de feriado alguns dos colegas estavam fora então estava presente mesmo eu a faxineira que serve cafezinho Lucas e o vigia do escritório.
O trabalho estava em dias perto de meio dia Lucas perguntou se eu não queria almoçar com ele, aceitei e fomos em um pequeno restaurante ali perto mesmo do escritório.
Conversamos bastante foi quando soube que é noivo que mora sozinho sua noiva mora em Aracaju pois está fazendo faculdade de direito também logo que se formar vão casar.
Parabenizei e falei que casamento é uma loteria!
Lucas sorriu e falou que deseja ser premiado, me perguntou se eu era feliz no casamento?
-Olha Lucas eu sempre fui uma pessoa dedicada ao trabalho, meu marido é um homem bom nos amamos, mas sinto que nosso casamento está no marasmo da rotina que nós mesmo deixamos cair!
-Então Marcela reaja não deixe a rotina destruir seu casamento!
-Pois é Lucas tanto eu como meu marido temos consciência disto.
Vou pensar como devo agir!
-Olha Marcela com todo respeito você ter alguém fora do casamento iria muito mudar sua relação com seu marido!
-Ah...Lucas até você meu marido me disse a mesma coisa semana passada!
-Ah e ele iria aceitar alguém entre vocês?
-Sim e me disse coisas que jamais pensei que iria ouvir dele, que mesmo sabendo que eu sai com outro iria transar comigo como se nada tivesse acontecido e ainda mais iria saborear cada gota de leite deixada pelo meu macho!
-Pode uma coisa desta Lucas fiquei enfurecida com ele?
-Marcela minha querida isto é maior prova de amor que um marido possa dá a sua esposa!
-Você acha isto mesmo Lucas?
-Claro e me desculpa te dizer iria adorar ajudar você, tenho certeza que iria ser muito bom!
-Marcela quer ir até meu apartamento amanhã?
-E feriado pode dizer que teremos serviço atrasados!
-Vou pensar Lucas antes do entardecer te digo, estou confusa!
-Não se preocupe só faremos o que você quiser!
O dia foi intenso voltamos do almoço terminamos todo trabalho, pois teríamos 2 dias de folga Lucas volta e meia o pegava me olhando, teve um momento que fiquei observando seu jeito em sua mesa, analisei cada cm de seu corpo pensei até como deveria ser seu cacete até parece que ele adivinhou meus pensamentos pois sempre colocava as mãos por baixo da mesa como se estivesse acariciando o cacete, foi aí que ele levantou-se e foi até o banheiro e eu pude perceber que ele estava excitado.
-Hum nossa conversa informal mexeu com a libido de nós dois. Já perto de 17 horas meu marido ligou falando que tinha combinado ir pescar com seu pai e irmão no dia seguinte, eu nunca fiquei tão feliz pois assim tive a certeza que iria ter dia seguinte livre sem medo de fazer nada, falei com ele que logo estaria em casa e conversaríamos.
 Liguei do interfone da empresa e pedi o endereço de Lucas e lhe disse que as 9 horas iria até seu apartamento no dia seguinte. Lucas disse que iria ficar esperando ansioso e com certeza eu não iria me arrepender.
Naquela noite quando cheguei em casa conversei com meu marido sobre o que estava pensando em fazer, ele me apoiou dizendo que tudo que me deixasse feliz ele também ficaria feliz que iria passar dia seguinte fora mas eufórico para voltar para saber de minha aventura.
Fomos dormi não fizemos sexo fizemos muito carinho como dois namorados logo ao amanheceu meu marido saiu eu continuei na cama pensando sobre a minha decisão de ter um caso com outro homem, cheguei à conclusão que deveria deixar de pensar e fazer que eu desejava e pronto.
Acordei as 7,30 tomei um banho fiz minha higiene pessoal, tomei café vesti uma roupa simples mas bonita entrei no carro e com endereço em mãos sai estava eu em pleno feriado saindo de minha casa para me encontrar com um homem que não era meu marido.
Liguei para Lucas ele confirmou o endereço pouco mais de 9 horas eu já estava em seu apartamento que era simples mas tudo bem arrumado.
Uma mesa com frutas e sucos estava arrumada para nós dois.
Lucas muito carinhoso sentou-se a meu lado e começamos a conversar, logo ele ficou sem camisa eu puder perceber seu tronco forte sem pelos moreno.
Achei tesudo tomamos suco e Lucas me levou até um sofá pequeno que tinha na sala sentamos ele segurou minha mão e falou: Marcela relaxa que só faremos o que você quiser.
-Pois bem Lucas eu não sou criança eu quero mesmo é sair da rotina de minha vida de casada, então sei o que podemos fazer e como fazer estes momentos se tornarem inesquecíveis!
-Lucas ouviu minhas palavras e começou a me beijar. O beijo no começo foi suave logo Lucas alisava minhas pernas e com a mão atrevida subia entre minhas coxas em poucos minutos nossas roupas estavam sendo tiradas ai o pequeno sofá era pouco para nosso atrevimento pois queríamos espaço Lucas me pegou no colo e me levou até seu quarto a cama era enorme ele me deitou eu estava só de calcinha ele de cueca, me deitou na cama e com sua boca macia começou a descobri meus pontos mais sensíveis eu gemia a cada toque suave de sua língua morna.
Nossa que delicia pela primeira vez outro homem além do meu marido estava me possuindo. Lucas me chupava a xoxota com intensa delicadeza parecia que estava saboreando uma fruta, eu fui aos poucos me soltando cada vez mais, Lucas me virou de uma forma que fiquei escancarada com a xoxota sobre seu rosto eu vendo seu cacete teso bem próximo a meu rosto fui aos poucos lambendo, alisando e logo eu estava lhe pagando um boquete chupando até o talo, seu cacete teso liso que soltava uma babinha deliciosa.
Não demorei a gozar Lucas sugou até a última gota do meu mel, causando verdadeiro tremores pelo meu corpo,
Lucas me dominava por completo e naquela sexta feira eu escolhi viver momentos de prazeres jamais sentidos em toda minha vida. Lucas um macho alpha me comia em todas posições literalmente eu fui fodida de todas maneiras possíveis, Lucas um insaciável terno delicado me fez descobrir prazeres em toque sutis em meu corpo que eu jamais sabia que poderia sentir tanto prazer. Meu marido nunca me fez gozar tanto com sexo anal como Lucas fez, eu literalmente estava me descobrindo uma puta safada fiquei o dia todo na cama só parávamos para tomar banho e fazer pequenas refeições. Nem na minha lua de mel eu transei como naquele dia. E no final da tarde quando eu sai do apartamento de Lucas estava com a xoxota inchada de tanto levar estocadas e para finalizar a última gozada Lucas me fodeu sem camisinha e com a cara de safado ainda disse.
-Marcela minha safada vai para casa com a xoxota cheia quem sabe o corno queira tomar meu leitinho por tabela?
 Tu e louco Lucas?
Louco nada tenho certeza que ele vai adorar cuidar de você e a língua e melhor cicatrizante!
Eu coloquei um papel toalha após o banho dentro da calcinha e enquanto me vestia pensei nas palavras de Lucas com certeza meu marido vai conferir como estou e assim veremos o que pode acontecer. Já escurecia era hora de voltar Lucas me levou até o carro me beijou e falou que o final de semana era prolongado se eu quisesse poderia vir novamente. Dei-lhe um beijo e lentamente perdida nos meus pensamentos fui para casa no radio tocava uma música e eu perdida nos meus pensamento sorria intimamente.
Em poucos minutos cheguei em casa meu marido já estava na sala tomado banho vestido apenas com short ao me ver levantou e veio até a porta me abraçou e perguntou como tinha sido meu dia.
Querido foi como havíamos planejado e mais um pouco, literalmente estou saciada da curiosidade de conhecer outro macho agora quero só descansar e você a meu lado.
Fechou a porta e assim fomos até nosso quarto, meu marido me deitou e foi tirando minha roupa peça por peça lentamente é claro que viu marcas em meus seios, pois Lucas os chupou muito, quando finalmente tirou a calcinha viu que estava com a proteção e com imensa delicadeza meu marido tirou minha calcinha, eu disse não amor ele disse que queria, perguntei se ele tinha certeza disso?
Tenho quero chupar sua xoxota gozada por outro, preciso ter certeza que jamais vou sentir ciúmes de você Marcela eu quero e assim meu marido foi lambendo minha xoxota saboreando, sua língua  descia e subia suavemente por toda xoxota, era algo novo sentir meu marido me chupando ainda mais a xoxota gozada e esfolada, ele sem perguntar nada me deu o verdadeiro banho de língua mas acredito que no subconsciente ele estava assinando seu termo de corno assumido e por incrível que pareça meu corpo correspondia a seus carinho e inexplicavelmente apesar do cansaço eu gozei na boca dele . E com meu corpo respondendo a seus carinhos meu marido subiu em cima de mim e com o cacete latejando foi enfiando lentamente, já dentro de mim Diogo com movimentos de quadris explodiu em um gozo. Parecia que ia me afogar de tanto gozar... Ficamos abraçados nossas bocas unidas em um beijo até nossa respiração normalizar.
Depois de alguns minutos Diogo diz pronto meu amor acabei de assinar o termo de corno, sei que me amas tanto quanto eu te amo, mas amor é assim querer ver o outro feliz e aqui e agora dou minha total permissão para fazer o que te deixa feliz estamos entendidos?
-Claro amor e eu também te dou permissão para fazer o mesmo.
-Hum veremos como faremos o importante é o respeito que temos um pelo outro. Abracei Diogo e disse eu te amo cada vez mais meu amor.


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana 16 de fevereiro de 2017.
Bahia Brasil.
Meu Instagram:
Sigam-me docecomomel2011


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Amante ninfetinha tesuda e safada.


Olá, eu sou Marcos tenho 35 anos sou casado há algum tempo, sempre eu e minha mulher fomos liberais mas depois que ela começou a frequentar uma igreja ficou cheia de pudor.
Quando volto do trabalho louco para transar bem gostoso minha mulher que sempre foi liberal e muito safada agora põe mil e uma desculpas, eu não sei o que e fazer sexo anal há seis meses ela não quer diz que é pecado, eu estou ficando louco de tesão ela sempre só papai e mamãe e acabou sexo oral é pecado, eu então decidi vou sair com outras mulheres para satisfazer meu desejo, afinal não sou nenhum idoso, sexo uma vez por semana também é maltratar demais.
 Comecei a prestar atenção em outras mulheres não podia vem uma mulher linda e gostosa que meu cacete ficava logo teso. Passei a me masturbar frequentemente. Foi assim que outro dia ia saindo para trabalhar estava chovendo muito e ao passar pelo ponto de ônibus avistei minha vizinha e sua filha moça.
Parei ofereci carona e fomos para o centro conversando, quando chegou em frente a uma clínica minha vizinha que se chamava Laís disse que estava bom para ela, mas sua filha iria seguir mais um pouco pois seu cursinho era no final da avenida.
Oba que sorte a dela era bem perto do escritório que eu trabalho fomos conversando foi quando soube seu nome idade e que não tinha namorado.
-Poxa uma moça tão linda sem namorado que desperdício eu falei, Luiza sorriu e falou que faz pouco tempo terminou com o namorado que agora só quer mesmo estudar!
-Entendo linda moça, mas não pode ficar só estudando precisa se divertir um pouco também.
-Eu me divirto Marcos a turma do cursinho sempre sai vamos a pizzaria e conversamos muito.
-Ah sei e sexo fica como?
-Observei que ela enrubesceu, mas fez um pigarro e respondeu quando dá sempre tem alguma colega que se pode ficar Marcos, não sou puritana e sei que sexo só faz bem.
 –Hum que bom que pensa assim Luiza já eu estou com problemas de ordem pessoal pois depois de algum tempo minha esposa mudou o estilo de nossa vida depois que optou em mudar de religião agora estou em falta do que mais me deu prazer em minha vida que é Sexo.
-Poxa Marcos lamento porque não conversa com ela e expõe suas necessidades?
-Ela sabe Luiza muito bem só me resta agora encontrar uma amante e de preferência gostosa e bem safada para compensar minha carência!
Quando terminei de falar olhei para Luiza vi que seus olhos estavam cintilantes e os bicos de seus seios eriçados, senti uma vontade louca de puxa-la e abraçar até saciar minha vontade de macho predador. Luiza me disse onde era seu trabalho, eu já ia estacionar para ela descer quando eu perguntei se não queria carona para voltar a noite pois eu almoço no trabalho mesmo, ela disse que aceitaria me passou telefone para poder acertar a hora da saída, fiquei feliz por ela ter dado seu telefone, parei ela desceu e eu fui trabalhar passei dia todo pensando em Luiza e na minha condição de macho imaginei mil coisas que poderíamos fazer em uma cama. Assim se passaram 2 dias sem ter contato com Luiza na sexta feira estava chovendo muito, como acontece na sexta sempre a turma do trabalho vai algum lugar comer algo e beber eu como bebo o mínimo acompanho a turma pois gosto da resenha e pode acontecer de encontrar alguém e rolar um sexo casual.
-Pois bem foi minha sorte a chuva que caia já umas 21 horas maioria do pessoal saindo quando avisto Luiza em uma mesa com uma outra moça.
-Uau estou com sorte pensei, fui até ela cumprimentei e falei com Luiza caso ela quisesse carona logo estaria indo embora.
Ela agradeceu disse que iria adorar pois só assim não pegaria taxi que chovendo e complicado encontrar um.
-Tudo bem Luiza eu te levo com todo prazer!
-Logo os amigos do trabalho saíram e eu fiquei só a amiga de Luiza também, aí foi a minha vez de perguntar se Luiza queria ir embora ela sorriu dizendo que sim, saímos até o estacionamento ao lado da pizzaria entramos e seguimos viagem a chuva continuava forte.
Dirigi por alguns minutos até que Luiza perguntou se eu já tinha resolvido o impasse com a minha esposa?
-Não Luiza de forma alguma ela cede já estou louco de tanta falta, você tem saído com alguém eu perguntei?
-Não Marcos faz mais de um mês que não saio com ninguém!
-Ahh poderíamos juntar nossas carência eu falei!
-Será que daria certo Marcos? Para saber tem que experimentar não acha Luiza?
Verdade Marcos então que você acha de passarmos em algum lugar para fazer este experimento ela falou.
-Você tem problema de chegar cedo em casa hoje Luiza?
-Não Marcos minha mãe viajou para o interior estou sozinha em casa!
-Então moça linda encantadora estamos com sorte minha esposa também não está em casa hoje vai para uma vigília só volta amanhã pela manhã que é sábado.
-Então resolvido impasse vamos para  minha casa você deixa seu carro em casa e vai até a minha casa ai ´podemos comer algo e estaremos em nossos ambientes.
-Concordo Luiza e sem falar mais nada seguimos viagem eu a todo momento olhava para suas pernas, percebia seus seios com bicos eriçados isto me atiçou o tesão.
Parei em frente de sua casa ela desceu andei mais alguns metro estacionei meu carro, entrei a casa vazia tomei banho troquei de roupa peguei uma garrafa de vinho e sai a chuva estava bem fina agora, mas mesmo assim peguei um guarda-chuva e fui até a casa de Luiza toquei a campainha logo ela veio me atender.
Entrei lhe entreguei a garrafa de vinho ela fechou a porta e me levou até uma sala onde tinha uma TV ligada sentei no sofá ela foi pegar duas taças.
Com as taças cheia brindamos a nossa saúde, ela desejou uma noite de coisas boas.
Tomamos o vinho Luiza sentou a meu lado, foi assim que comecei acariciar seus ombros, sentia seu cheiro adocicado, eu já estava ansioso não demorei muito comecei a beijar seu rosto e com movimento do braço puxe-a até que sentou em meu colo. Os beijos foram se tornando avassaladores logo eu tirava a roupa de Luiza que não se oponha a nada mordiscava seus seios com delicadeza ela se contorcia no meu colo sentindo a firmeza do meu cacete que estava super. duro. Foi ai que Luzia levantou-se vestida apenas com calcinha o restante de suas roupas jogada pelo sofá e com cara de sapeca falou:
Podemos ir até o meu quarto não Marcos lá e mais confortável!
-Claro estou louco por isto Luzia veja com estou, ela abaixou-se na minha frente abaixou minha bermuda e pode constatar como meu cacete estava rígido.
-E com um gritinho safado falou uau parece bem apetitoso, sorri e falei prove então a safadinha começou e chupar.Delicia de boca meteu meu cacete até o talo soltei um urro de tesão. Quase explodindo.
Foi ai que fomos pra o quarto abraçados loucos eu já entrei tirei o resto das roupas e pedi para ela ficar  em pé na minha frente foi ai que eu encostei  ela na parede e já comecei agarrar ela, seu corpo franzino apoiado na parede sem dá tempo nem para respirar eu a beijava seu rosto e boca logo meus lábios descia para  seu pescoço, mordiscava seus seios, sugava um e outro até que segurei-a nos meus braços e a coloquei na cama, só com a tanguinha branca minúscula,  seu corpo maravilhoso bronzeado, deitei  junto a ela na cama e comecei a lamber ela todinha virei ela de bruços e comecei a lamber sua bunda ,afastei a calcinha para o lado, Luiza toda arrepiada empinou sua bunda e com as mãos eu apalpava sentindo toda maciez, estava louco afastei um pouco e vi seu rego  fui descendo a língua e enfiei até chegar em seu cuzinho rosadinho e cheiroso eu delirei fazia meses que eu não sabia o que era fazer sexo anal.
Luiza soltou um gemido alto pedi que ficasse de 4 ela prontamente me atendeu sai com a mão apalpando pela cama até encontrar camisinha e no delírio do tesão encapei meu cacete e fui deliciosamente penetrando de leve a cada cm que metia eu parava até perceber que ela estava completamente relaxada foi ai que tive a certeza que estava com todo cacete agasalhado em seu rabo guloso, com leves tapas na bunda fazia com que rebolasse  mais e soltava um gemido rouco...Assim a cada estocada forte sentia que Luiza estremecia não de dor mas de prazer  fiquei por mais de dez minutos matando meu desejo reprimido por um bom sexo anal até senti que Luiza explodiu em um gozo intenso forcei mais uma estocada forte e explodi enchendo a camisinha ,mas fiquei um bom tempo dentro dela até sentir que sua respiração normalizava foi ai que tirei ela veio até junto a mim tirou a camisinha e limpou meu cacete todo deixando teso de novo. Fomos tomar um banho rápido e já saímos prontos do banheiro todo mundo sabe que é natural um casal trocar caricias no banho isto aumenta a libido. Em minutos recomeçamos.
Estava eu louco e babando de tesão quando coloquei Luiza na posição papai mamãe. Botei uma camisinha bem lubrificada e fui deitando por cima de Luiza meu cacete entre suas coxas grossas foi direto ao ponto, sua xoxota meladinha pronta para me receber, quando comecei a introduzir senti seu corpo tremer de excitação, o desejo de ambos nos dava uma sensação de leveza e com ritmo compassado comecei a estocar  com força sentindo todo seu corpo colado ao meu nossos beijos se tornaram intenso até não conseguir resistir mais ,com um ritmo alucinado ouvia os gemidos de Luiza seus pedidos para que eu a fodesse bem gostoso eu é claro não me fiz de  bobo forçava  meu cacete até suas entranhas e quando nossos corpos começaram a entrar em transe para o orgasmo final eu a beijei em seguida elevei seu corpo tirando meu cacete jogando a camisinha longe fiquei de joelhos na cama e dei-lhe um banho de esperma, sim esperma farto e grosso que caiu em sua barriga, xoxota e alguns respingos no seu rosto ,Luiza com a cara de safada passou a mão e lambeu saboreando com prazer.
Pois é amigos fiquei na casa de Luiza até 4,30 sai de pernas bambas fizemos todas posições possíveis e imagináveis e assim que cheguei em casa ela mandou uma mensagem perguntando quando seria a próxima vigila de minha esposa, respondi que não sabia mas com certeza queria muito mais encontros com ela e se ela topava?
A resposta foi Marcos meu querido você agora tem uma amante e tem que cumpri o papel direitinho eu vou querer e vou cobrar seu corpo toda semana aceita?
-Radiante com a proposta mais que indecente só tinha uma coisa a responde é Claro minha tesuda que agora vou voltar a viver e com você será tudo maravilhoso!
Agora uma vez por semana no mínimo saio do trabalho e antes de chegar em casa passou no motel com minha putinha safada só assim posso desfrutar de seu corpo tesudo e de horas de muito sexo.
É claro que Luiza sabe de minha preferência por sexo anal e já vem preparada com cremes e camisinhas...Delicia demais.



Docecomomel(hgata)
Feira de Santana 12 de fevereiros de 2017
Bahia Brasil
Meu instagram:docecomomel2011




quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Traí meu tio com sua mulher safada.



Olá meu nome é Geovane sou filho único e minha mãe tem apenas um irmão, como a casa que minha mãe herdou de seus pais era imensa ela em conversa com seu irmão Armando que morava de aluguel resolveram e dividiram a casa. Ficando duas casas conjugadas apenas o quintal era único.
Meu tio é um coroa bonachão aposentado que gosta muito de curtir a vida. Troca de mulher constantemente o coroa só gosta de mulheres mais novas que ele.
-Mas tio sossega o facho porque não casa com uma coroa e pronto.
-Ele todo sorridente diz meu sobrinho as mulheres gostam de sexo dinheiro e roupas então eu dou a elas o que gostam e em troca recebo sexo e carinho.
-Legal tio mas precisa se aquietar eu falei.
-Nada meu sobrinho está vendo a Sara minha mulher é muito gostosa insaciável, pensa que não sei que dá seus pulos, pois sei e adoro quando ela chega querendo esconder que passou a tarde toda fudendo e me diz que estava na casa da mãe.
Ai aproveito e capricho na foda ela faz de tudo para eu não perceber esbanja carinho eu gozo que é uma beleza.
O amanhã meu sobrinho não sei então aproveito agora.
-Sei meu tio, mas não tem ciúmes dela?
-Eu não sou dono dela nem de ninguém Geovani apenas usufruo dos bons momentos com ela.
-Sei meu tio falando assim até fico imaginando como ela deve ser boa,
-Pode investir se ela cair aproveita e manda ver, falou meu tio com a maior simplicidade.
Naquela noite foi quase impossível conseguir dormi a todo momento pensava na mulher do meu tio e fiquei decidido que na primeira oportunidade iria xavecar se desse certo ótimo caso contrário vou ficar só na vontade.
Como nada acontece por acaso no dia seguinte eu estava de folga, logo que acordei fui fazer minha caminhada matinal e quando retornei meu tio estava à minha espera.
-Geovane meu sobrinho preciso de um grande favor seu.
-Pois não meu tio diga o que eu puder farei!
-Você poderia levar minha esposa em Salvador?
-Ela tem consulta marcada para as 14 horas e eu estou agendado conversar com gerente do banco, você sabe é sobre financiamento do carro que estou querendo pegar para dá de presente a minha mulher.
-Seu tio tudo bem eu a levo sim, só não posso dormi lá amanhã e dia de trabalho.
-Claro meu sobrinho olha pode abastecer, ela paga com cartão tome dinheiro para vocês almoçarem.
Tudo bem tio vou tomar banho rápido em 30 minutos estou pronto!
-Caprichei no banho, até aproveitei fazer uma geral no púbis.
Me vesti com descrição tipo assim calça jeans e camisa polo com listas.
As 10 horas eu estava pronto já com chaves do carro e documentos em mãos, fiquei aguardando Sara chegar.
Quando ela surgiu senti um arrepio, estava linda com um vestido preto básico com decote em V onde mostra com descrição o colo dos seios, olhei fixamente e ela percebeu meu olhar, mas eu mantive meu olhar fixo em seus seios até que o clima entre nós foi interrompido pelo meu tio que chegou conversando alto.
-Bem crianças boa viagem e se cuidem assim que voltar do banho eu ligo para você meu amorzinho e falando assim beijou Sara nos lábios, ela sorridente falou você também se cuide hein?
-Me cuido meu amorzinho estarei ansioso te esperando em casa!
E entramos no carro e saímos a viagem era curta pouco mais de uma hora, a conversa fluía com assuntos amenos até o momento em que chegamos em Salvador indo em direção a clínica e passamos em um bairro onde só tem motéis, Sara diz que sente maior vontade de conhecer um daqueles motéis chicas de Salvador, eu falei e porque você não chama o tio para vir um dia?
Sara solta uma gargalhada e diz preferia vir com sobrinho dele, olha para mim pelo canto dos olhos e sorri.
-Vixe Sara que coisa meu tio me pediu te trazer no medico, mas se você tem grana e quiser podemos voltar após a consulta e iremos conhecer sim o motel ai você vai saber como são os homens da família, não respondo por mim se você aguenta e quiser estou louco por você mesmo, meu tio sabe de suas fugas, eu sei que ele sabe Geovani eu conto a ele e fica louco de tesão ele gosta de ser corno.
-Eu sei disso que ele gosta, mas eu não eu gosto de dá corno mas de ser não!
-Então vamos que logo entrego meus exames e voltamos passo cartão e antes de chegar em casa ela já vai saber onde estarei vai ficar louco de tesão sabendo que estou transando com sobrinho dele que ele sempre diz que é bem dotado, é verdade?
-Prove é só segurar para comprovar já estou super.  Excitado com esta conversa, vou logo dizendo 3 horas de sexo para mim é pouco?
-Hum delicia então e hoje que me acabo em seu cacete, seguimos no transito louco logo chegamos até a clínica Sara desceu enquanto eu fui estacionar o carro, logo eu fui até onde ela se encontrava a vi sentada conversando com outra mulher me aproximei e sentei a seu lado.
Pouco tempo ela foi chamada e não demorou muito saiu da sala com um ar de felicidade.
-Pronto Geovane já estou liberada!
-Vai fazer mais alguma coisa Sara?
-Vou sim Geovane vou me despedir da minha vida de safada vou ficar com você naquele motel que passamos na porta!
-Tem certeza que quer ir?
-Claro quero ter a tarde mais safada da minha vida!
-Então vamos antes preciso comprar camisinhas!
-Não precisa eu tenho algumas na bolsa, precisa de quantas?
-Quando chegar lá você saberá, mas com certeza algumas...
Fomos até o motel escolhemos uma suíte entramos, Sara desceu do carro abriu a porta e foi direto até o banheiro. Aproveitei liguei o ar TV e fiquei a sua espera em pouco tempo ela surgiu estava com uma linda camisola preta de renda e uma micro calcinha. Levantei comecei tirar minhas roupas fiquei só de cueca estava super. excitado fui até onde Sara estava aproximei minha boca da dela e falei você está linda, ela sorriu e disse que eu também estava bonito e do jeito que ela sempre me imaginou.
Abracei-a comecei a beijar com sofreguidão, Sara gemia sentia sua pele arrepiada fui andando pelo quarto sem me soltar dela até chegar junto à cama e lentamente fomos deitando ela sobre meu corpo tirei sua camisola deixando só de calcinha que não escondia nada pois era minúscula, suguei cada um de seus seios mordiscando fazendo gemer mais alto até que virei de posição passando a ser o dominador da situação enfiei a mão pela lateral de sua calcinha e senti sua xoxota ensopada, lambi cada um dos meus dedos saboreando de seu mel adocicado de fêmea gostosa.
Sara não fez por menos segurou no meu cacete e com um largo sorriso falou hum que belo cacete você tem Geovane, eu disse então chupa ele sua cadela, Sara sorriu abaixou a cabeça e começou me pagar um boquete.
Delicia me chupava e gemia falando que eu era bem gostoso, eu mexia levemente até meu cacete entrar goela abaixo, metia mesmo até sentir o calor de sua garganta envolvendo todo meu membro, o tesão estava demais foi quando eu disse que já ia gozar, pensei que a fdp ia tirar meu cacete da boca, mas que nada ela disse foi assim.
Ahhhhh...Quer gozar goza caralhudo.

Não me segurei e gozei tudo naquela boquinha linda, ela gemia toda gostosa, aí senti ela gemendo bem gostoso, eu enfiei a mão em sua xoxota e senti o mel escorrendo a fdp gozou enquanto me chupava saboreando de todo meu leite foi ai que eu tirei meu cacete da boca dela vi aquele leitinho escorrendo do canto de seus lábios.
 Foi quando ela levantou e limpou a boca eu fiquei lambendo os dedos ai ela foi até banheiro logo voltou eu estava deitado com cacete apontado para cima esperando a continuação da nossa tarde de safadeza.
Sara com seu jeito de mulher safada cachorra mesmo que gosta da putaria veio por cima de mim se esfregando todo e ficou ajoelhada bem perto da minha cabeça ai eu que não sou bobo peço para ela se aproximar mais, meti a língua com muita vontade sentindo todo maciez de sua xoxota.Fiz com que virasse ficando com a xoxota escancarada no meu rosto e ela caiu de boca em meu cacete.
Sim tesuda chupa do seu cacete como se fosse um pirulito que logo ele vai te arregaçar eu falava entra uma linguado e outra, teve momentos que eu chegava a esticar seu grelo entre os lábios que estava teso.
Senti seu gozo em pouco tempo meu rosto ficou todo lambuzado de seu mel chupei de deixar ela todo mole arfando com seu gozo foi aí que eu peguei coloquei ela na cama botei a camisinha, abri suas pernas enlacei na minha cintura e comecei a meter, de início foi lentamente até ela começar a pedir.
-Isso vai assim um gostoso vai seu puto, me come, que nem uma cachorra, vai meu sobrinho safado, comendo a própria tia fazendo de seu tio um corno.
Aquilo me deixou com mais vontade eu via ela se contorcendo toda, eu segurava as pernas dela e socava sem dó, era apertadinha ainda a xoxota.
 Mas ela implorava que fosse socando com força até que sinto ela gozando outra vez sentia seu corpo todo estremecer do Orgasmo.
-Socava sem dó mesmo
-Hummmm  safado gostosão, ainda não acabou a safadeza eu quero você muito mais , me come de todo jeito foi ai que coloquei ela de quatro (4) ,levantei os quadris dela que empinou mais ainda fiz com que abaixasse o corpo deixando só as ancas pra cima  e com jeito meti gostoso de uma estocada só. Meu cacete e de tamanho mediano, mas grosso e estava tão teso que parecia um porrete. Sara estremeceu foi ai que recomecei os carinhos alisava sua bunda apertava os bicos dos seios entre os dedos, Sem deixar de socar percebi que ela já não estava aguentando mais e eu louco para gozar forcei mais uma sucessão de estocadas fortes  percebi seu gozo e com força estoquei mais algumas vezes e comecei a gozar. Sara gemia rebolava enquanto eu gozava ai antes de terminar meu gozo dei uma salivada no seu anel e com jeito maneiro comecei a come-la.
Sara soltou urros me xingando que eu era fdp, perguntei se queria que parasse ela disse que não aí dei mais alguns estocadas e finalizei meu gozo dentro de seu rabo que desejei desde primeiro momento que vi.
Delicia a safada respirava ofegante, mas continuou falando que nunca tinha tido um caso extra conjugal como estava tendo comigo, pois envolvia sentimentos pois ela gostava de mim.
-Pois é Sarinha tesuda , mas você é casada ainda mais com meu tio.
-Sim e daí e bom que é tudo entre família mesmo!
Tenho certeza que ele já está em casa, já deve está louco de tesão imaginando o que estamos fazendo!
-Hum então é assim além de ser corno é manso!
-Sim.
-Então vamos acabar com a farra só que agora sem camisinha  quando tu chegar em casa ele toma leitinho do sobrinho!
Tomamos um banho, voltamos para cama e eu deixei Sara me dominar ficou um bom tempo quicando em meu cacete até sentir uma boa leitada para lubrificar a xoxota gostosa.
Oh tarde deliciosa quando nos demos conta já era quase 18 horas nos arrumamos e voltamos, quando chequei meu tio estava tomando banho deixei as chaves do carro com Sara e fui embora. Já deitado recebo uma mensagem do celular do meu tio, mas era Sara dizendo que meu tio adorou cada gota de leite que fez questão de chupar que nem deixou ela tomar banho.
Uau delicia de safadeza eu respondi quando quiser mais é só falar!
Vou querer sim Geovane mas em minha casa seu tio apenas vendo você topa?
Vou pensar Sara...Vou pensar!
Pois só dela falar já fiquei excitado imagine fodendo ela meu tio vendo e filmando vai ser a melhor das melhores fodas da minha vida. Depois volto para contar viu?


Docecomome l(hgata)

Feira de Santana,08 de fevereiro de 2017
Bahia Brasil
Instagram: docecomomelo2011

Marcadores

Crie Não Copiei

Crie Não Copiei

"Meu Nascimento" 12/07/2010.

"Meu Nascimento" 12/07/2010.
Como sem querer envoltos em pensamentos de carinho e amor nasceu a concepção deste Blog. Meus contos são a prova viva de quem sabe não precisa nascer sabendo.Aprendi a andar sozinha e sei o meu real valor...O que muitos que se julgavam capazes pisam e desmoralizam. Nada sabem. Não sou fake nem tão pouco poetisa. Sou Mulher humana que faz de seus descaminhos errantes estradas de Paz e Luz para todos."Sou docecomomel(hgata)" Meu primeiro conto erótico 12/7/2010.

Posts